Siga-nos nas redes sociais

7ª Temporada

Conselho de Pais para a Televisão diz que The Walking Dead ultrapassou os limites

Publicado há

em

O episódio de estreia da sétima temporada de The Walking Dead foi, sem dúvida alguma, o mais brutal e graficamente violento da série da AMC até o momento. Dando continuidade ao maior gancho deixado pelo episódio final da sexta temporada, o novo episódio mostrou não apenas um mas dois personagens principais terem suas cabeças esmagadas pelo “bastão de beisebol vampiro” de Negan o qual é recoberto por arame farpado.

A série não se intimidou em mostrar a brutalidade de pessoas perdendo suas cabeças com um bastão, provocando uma tonelada de controvérsias se a série tinha ou não ido longe demais. Se você pensou que a série foi muito longe para algo exibido na televisão, você não está sozinho.

O Parents Television Council (Conselho de Pais para a Televisão) está condenando o mais recente episódio de The Walking Dead. Em uma entrevista, o presidente do Conselho, Tim Winters, falou sobre a série:

“O episódio de estreia de The Walking Dead da noite passada foi o mais graficamente violento que nós já vimos na TV, comparável ao programa mais violento encontrado nas redes de TV a cabo”, disse Winter. “Não é suficiente ‘mudar de canal’, como algumas pessoas gostam de pregar, porque assinantes de TV a cabo – independentemente se eles querem ou não assistir a programação da AMC – ainda são forçados a subsidiar conteúdo violento. Esta brutalidade explícita é uma demonstração poderosa do porquê as famílias deveriam ter maior controle sobre as redes de TV que eles contratam de seus provedores por cabo ou satélite.”

Winter vai mais longe ao esclarecer de onde vem seus argumentos, citando as diretrizes para a audiência de TV e reivindicando que The Walking Dead extrapolou seus limites.

“Quando você confere as regras existentes e o que a série está apresentando, é inquestionável que eles escolheram o que melhor poderia ficar dentro destas regras”, disse Winter. “Isto certamente levanta questionamento se deveria existir uma classificação mais severa do que a existente.”

O horário de exibição de The Walking Dead permite apresentar um pouco mais de sangue e coisas grotescas do que qualquer show que seja transmitido um pouco mais cedo mas ainda é um horário que não se permite palavrões ou coisas do tipo.

“Eu entendo que a violência é inerente à história a ser contada, mas a maneira como ela está sendo representada… Ultrapassou os limites.”, concluiu Winter.

O produtor executivo Greg Nicotero se pronunciou sobre o episódio. Conversando com a ComicBook.com na segunda-feira de manhã, Nicotero – que também dirigiu o episódio de estreia – deu a sua versão ao caso:

“É lamentável que as pessoas queiram ver o lado negativo das coisas porque, até onde eu compreendo, eu estou dedicado a assistir uma série para ver para onde a história segue”, disse Nicotero. “Isso significa que nós fizemos algo que afeta estas pessoas de um modo que elas, necessariamente, não saibam como processar.”

E você, achou que The Walking Dead exagerou na brutalidade? Comente abaixo!

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, vai ao ar aos domingos no AMC Internacional, às 23h, e no FOX Action (canal do pacote premium FOX+) e FOX Brasil, às 23h30. Confira todas as notícias sobre a sétima temporada.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Comic Book

Publicidade
Comentários

EM ALTA