Siga-nos nas redes sociais

7ª Temporada

The Walking Dead 7ª Temporada: Perguntas e Respostas com Gale Anne Hurd (Produtora Executiva)

Publicado há

 

em

A produtora executiva de The Walking Dead, Gale Anne Hurd, contou um pouco sobre a importância da reunião de Daryl e Rick e o que os sobreviventes precisarão para lutar contra seu inimigo na segunda metade da sétima temporada.

PERGUNTA: Os sobreviventes estão planejando se reerguer na segunda metade da sétima temporada. Você acha que eles estão prontos para lutar contra Negan?

Gale Anne Hurd: Totalmente. Os sobreviventes não apenas querem se reerguer, mas também querem que Negan saiba disso. Eles precisam de algumas coisas. Precisam se aliar a outros grupos para que possam ir juntos à luta, e também necessitam de armas porque, infelizmente, eles não possuem muitas. Eu acredito que veremos o grupo resolver esse problema – ou pelo menos tentar.

P: Denise Huth [produtora] contou um pouco do quão ótimo foi, para os personagens, estarem de volta ao set juntos, na mid-season finale. Você está animada com a reunião dos sobreviventes e por eles estarem prontos para lutar?

Gale Anne Hurd: Acredito que todos estejam. Todos nós no set, assim como os telespectadores em casa, não poderíamos estar mais animados pelo grupo não estar mais sendo passivo à toda violência a qual foram submetidos [nos últimos oito episódios]. As perdas foram tão grandes e eles estiveram separados por um longo período, mas um dos meus momentos favoritos na história de The Walking Dead foi o abraço entre Rick e Daryl. Para mim, aquele foi o primeiro passo para que eles pudessem seguir em frente.

P: No último teaser dos próximos episódios, Rick planeja recrutar Ezekiel e Gregory para a guerra. Qual deles é o líder mais difícil de ser convencido?

Gale Anne Hurd: Ezekiel é um líder incrível. Ele é o tipo de pessoa que irá tomar seu tempo e esforço para considerar o que Rick está pedindo. Gregory, por outro lado, é um covarde. Ele não pode ser considerado um líder de verdade. Tudo o que ele quer fazer é defender sua posição, e eu acredito que qualquer coisa que coloque sua vida ou sua liderança em risco, não lhe parece uma boa ideia. Então, acho que minha resposta é Gregory.

Episódio 9 – “Rock in the Road” – 7ª temporada de The Walking Dead

P: Os fãs estão animados com o Reino, o Santuário e com as outras comunidades apresentadas na primeira metade da sétima temporada. Eles podem esperar por mais lugares animadores nos próximos episódios?

Gale Anne Hurd: Com certeza. Creio que, nos próximos episódios, continuaremos a expandir o mundo, conhecendo melhor os lugares e as pessoas que vivem neles, de uma forma mais pronfunda, e isso acontecerá na medida em que nossos personagens estiverem se reerguendo para derrubar Negan.

P: Alguns dos personagens mais interessantes dos quadrinhos foram introduzidos durante a temporada. É desafiador adaptar esses amados – ou odiados – personagens, como Ezekiel e Negan?

Gale Anne Hurd: Há desafios em tudo que fazemos em The Walking Dead. Parte disso é que os leitores dos quadrinhos tem ideias bem específicas de seus personagens favoritos, e de seus mais odiados vilões. Não poderíamos ter encontrado alguém melhor do que Jeffrey Dean Morgan para trazer Negan à vida. Ele encarna o personagem – tem o charme, a violência, e realmente aparenta estar apaixonado por Lucille, o que é um pouco assustador. Khary Payton atuando como Ezekiel é, também, fantástico. Jeffrey Dean Morgan é um ator já visto em muitos papéis, enquanto Khary Payton dublou muitos trabalhos. Ele [Khary Payton] é praticamente novo nas séries, mas ele possui liderança, autoridade e um grande senso de gentileza. É claro, todos estávamos ansiosos para saber se seriamos capazes de trazer Shiva à vida, então, com um combinado de KNB EFX e animatronics, e também o CGI, Shiva nasceu.

Episódio 9 – “Rock in the Road” – 7ª temporada de The Walking Dead

P: Com as mudanças que as regras de Negan causaram nos personagens, qual deles, na sua opinião, passou pela maior transformação?

Gale Anne Hurd: Creio que tenha sido Rick quem passou pela maior mudança por conta das regras de Negan. Pudemos vê-lo ser destruído novamente – ainda mais do que quando ele decidiu ser um fazendeiro. Aquilo não durou muito, e eu acredito que ele tenha feito aquilo para tentar ser um pai ainda melhor para Carl, mas agora, ele percebeu que suas ações para com Negan foram muito imprudentes. Ele não sabia de tudo e estava exageradamente confiante. Veremos se ele poderá ou não, retomar seu papel como líder. Todos estão mudados… Daryl, que sente uma responsabilidade enorme pela morte de Glenn, não se deixou levar pela pressão, ele não disse “Eu sou Negan”. Finalmente, ele e Rick estão juntos, o que, na minha visão, é muito bom para o futuro do grupo, mas não para Negan.

P: Sem entregar nada, o que você acha que os fãs irão gostar mais nessa segunda parte da sétima temporada?

Gale Anne Hurd: Ver o grupo reunido novamente e dispostos a desenvolver um plano para derrotar Negan. Foi doloroso para os telespectadores e também para os personagens na série estar na palma da mão de Negan, e vê-los se reerguendo é exatamente o que estávamos esperando.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, vai ao ar nas madrugadas de domingo para segunda-feira no AMC Internacional, às 00h, e no FOX Action (canal do pacote premium FOX+) e FOX Brasil, às 00h30. Confira todas as notícias sobre a sétima temporada.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: AMC

Publicidade
Comentários

EM ALTA