Siga-nos nas redes sociais

Série

The Walking Dead 1.04 “Vatos” Review

Publicado há

 

em

O site tvovermind disponibilizou uma review do episódio “Vatos” vale a pena dar uma conferida.

vatos
“Eu não tenho certeza do que eu estava esperando entrar em “Vatos”. The Walking Dead virou as minhas expectativas de dentro para fora três vezes antes, embora, por isso não é surpreendente que eu sai do episódio com a minha mente completamente queimado. Seria de esperar que, a partir dos quadrinhos criado por Robert Kirkman, porém, que proporciona total em todos os níveis para este episódio, como seria de esperar. Foi o melhor episódio, mais equilibrada da série até agora. Houve muitos momentos de bom caráter, e havia muito sangue.



Havia duas partes principais do episódio: um tratado com o grupo de Rick tentando encontrar Merle e encontrar o Vatos vez, e outra lida com os sobreviventes no acampamento. As duas histórias caiu juntos para o final empolgante. Mas há uma coisa que eu absolutamente necessário mencionar que eu tenho medo de ninguém notou: vimos o show da primeira noite mortes humanas. Não parece que, há uma abundância de sangue para ir ao redor. Mas as únicas mortes que vimos foram as do já morto. Mas com o Ed abusivo sendo a primeira a ir (é bom que Kirkman optou por acabar com um personagem que ele não criar a primeira) e Amy linda que é o segundo, era quase refrescante de ver algumas carnificina real. Refrescante, é claro, mas também devastador.

A história toda com o Vatos foi bem concebido, e eu não esperava nada menos do Kirkman. Tendo em vista o Governador brutal da banda desenhada, eu estava com medo que o Vatos (espanhol para “A Turma”), seria um outro grupo de malucos sanguinários. Felizmente, eles não foram, e sua história me deixou realmente muito feliz. Houve também uma conversa sobre o mundo sendo o mesmo lá dentro que era um pouco óbvio demais, mas, novamente, ninguém disse Kirkman foi um brilhante artífice do diálogo. Ele é conhecido a deslizar ao longo do tempo, como com dolorosamente brega “Nós somos os mortos andando” de Rick fala da banda desenhada. Mas para a maior parte, este episódio foi sólida e credível.

Talvez porque Kirkman, apesar de seu diálogo clichê esporádica, é um artesão brilhante do personagem, as minhas queixas sobre o subdesenvolvimento da semana passada foram completamente apagadas com esta semana, o que me deixou realmente muito amorosa dos personagens. Temos bits da relação de Amy e Andrea, que foi simplesmente fantástico, e suas discussões sobre o seu pai preparou para o fim de partir o coração de seu relacionamento – ea vida de Amy. Dale está crescendo em mim, e Jim, que não era em torno de primeiros episódios, entrou em seu próprio como o personagem trágico que ele realmente é. Eu gosto dele muito mais do que eu gosto da versão em quadrinhos do personagem, por incrível que pareça. Afinal, ele terminou em cliffhanger do episódio mais pungente do show ainda: “Lembro-me de meu sonho agora.”

Publicidade
Comentários

EM ALTA