Siga-nos nas redes sociais

Livros

[PROMOÇÃO] Zumbis – O Livro dos Mortos

Rafael Façanha

Publicado há

em

Hey, Walkers. Para comemorar o novo username do nosso site (@TWDBrasil), vamos sortear 01 exemplar do livro “Zumbis: O Livro dos Mortos”. Saiba como participar:

As regras para concorrer a promoção, são as seguintes:

1. O participante deverá estar seguindo o twitter:

2. Deverá RT (Retweet) ou Twittar normalmente no seu twitter a seguinte frase:

[PROMOÇÃO ZUMBI] Quero saber tudo sobre “O Livro dos Mortos” que o @TWDBrasil ta sorteando! Confira: http://kingo.to/12yW

3. Só é preciso RT ou twittar UMA vez (ao dia), pois se fizer isso mais de uma vez, será contado como spam!

4. Deverá curtir as seguintes fanpages no Facebook:

5. Não será aceito twitters feitos somente para participar da promoção e nem twitters que não sejam pessoais, caso seja sorteado.

O Sorteio será realizado no dia 14/04/12 pela noite! Boa Sorte!

“Zumbis: O Livro dos Mortos”


RICAMENTE ILUSTRADO, LIVRO ANALISA A TRAJETÓRIA DOS ZUMBIS NO CINEMA E INCLUI FILMOGRAFIA BRASILEIRA

A LeYa Cult e a Barba Negra lançaram em janeiro “Zumbi: o livro dos mortos”, do jornalista Jamie Russel. São mais de 400 páginas, fartamente ilustradas, resultado de intensa pesquisa sobre origens e representações desse personagem de pouco prestígio e destaque, mas de presença marcante na cinematografia de terror.

Jamie Russel, especialista em cinema, parte da constatação que na extensa bibliografia sobre o gênero terror, os zumbis mereceram pouca atenção. Enquanto lobisomens, vampiros e mesmo serial killers foram exaustivamente analisados, os zumbis em geral são retratados como meros figurantes. “Zumbis são a massa plebeia do cinema de terror, criaturas sem alma que perambulam sem personalidade nem propósito”, reconhece o autor.

Para Russel, parte desse descaso deve-se à falta de “herança literária”: enquanto as centenas de versões de Drácula descendem do romance de Bram Stocker, outros tantos Frankensteins possuem algum grau de parentesco com a obra de Mary Shelley – e esses enredos encontram inspiração, muitas vezes, no folclore e em antigas lendas populares. Já os zumbis são monstros modernos, nascidos no século XX, cuja aparição no mundo anglo-saxônico o autor situa no ano de 1929.

Apesar da falta de glamour, eles vieram para ficar. Mesmo antes de brilharem no videoclipe mais famoso da história – o “Thriller” de Michael Jackson –, já haviam conquistado um lugar na cultura pop, presentes em uma extensa lista de filmes. Entre eles destacam-se títulos consagrados pelo público e pela crítica especializada, como A Morta-Viva (I Walked With a Zombie, 1943), Vampiros de Almas (Invasion of the Body Snatchers, 1956), A Noite dos Mortos-vivos (Night of the Living Dead, 1968) e Despertar dos Mortos (Dawn of the Dead, 1978), para citar apenas alguns.

“Zumbi, o livro dos mortos” analisa a presença e os significados desse personagem marginal, moderno e ocidental, que personifica o medo da morte, mas que também expressa outros temores e conflitos. Para o autor, zumbi – como qualquer monstro – fornece valiosas informações e interpretações sobre a cultura a que pertence. Assim, trata-se de leitura obrigatória para os amantes do cinema, e enriquecedora para todos aqueles interessados na cultura pop do século XX.

“Nascido em meio a uma grande variedade de tensões culturais – do imperialismo norte-americano aos conflitos raciais no país, dos temores de desemprego na Depressão à paranoia de lavagens cerebrais da Guerra Fria, do ataque aos direitos civis e políticos pós-1960 ao terror corpóreo da era da AIDS – o zumbi tornou-se, como veremos, um potente símbolo do apocalipse. É um monstro cuja aparição sempre ameaça desafiar a fé da humanidade num universo ordenado.”

Ficha Técnica
Título: Zumbi: o livro dos mortos
Autor: Jamie Russel
Formato: 23X20 cm
Brochura
Nº de páginas: 464
Preço: R$ 44,90

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA