Siga-nos nas redes sociais

2ª Temporada

2ª Temporada Sangrenta e Teasers da Terceira

Publicado há

em

Produtores e elenco de The Walking Dead falam sobre a segunda temporada sangrenta e dão teasers sobre o que está por vir.

Contém spoilers da 2ª Temporada e quadrinhos!

Jon Bernthal revela que a morte de Shane sempre esteve prevista, a morte de Dale foi “ponto pros walkers” e que a terceira temporada vai continuar se diferenciando dos quadrinhos.

O elenco e produtores do drama de zumbis da AMC The Walking Dead refletiram sobre a morte no mundo pós-apocalíptico durante o segundo ano sangrento da série e falaram sobre o futuro em um painel ao vivo no TV Academy em North Hollywood, ontem (13/04).

O produtor Glen Mazzara, produtor executivo/escritor dos quadrinhos Robert Kirkman, produtora executiva Gale Anne Hurd e co-produtor e produtor de efeitos especiais Greg Nicotero se uniram aos atores Andrew Lincoln (Rick), Jon Bernthal (Shane), Sarah Wayne Callies (Lori), Laurie Holden (Andrea), Steven Yeun (Glenn), Lauren Cohan (Maggie) e Scott Wilson (Hershel) durante um painel de duas horas onde falaram sobre a temporada que terminou e deram teasers críticos sobre a terceira temporada. Vejam 15 destaques:

1. A morte do Shane sempre esteve prevista. “Este final sempre ia acontecer”, disse Bernthal, falando que conversas iniciais com o antigo produtor, Frank Darabont, sobre a trajetória de Shane permitiram que ele fosse estratégico na forma em que interpretou o personagem que andou em uma linha entre herói e vilão durante duas temporadas.

2. Depois de sair vitorioso no episódio “18 Miles Out”, em que Shane e Rick finalmente se enfrentam, Lincoln apostaria em seu ex-rival na série caso eles brigassem na vida real. “Ele é bem maior que eu, e em uma briga real ele venceria em segundos”, disse Lincoln, rindo.

3. Receber uma chamada para ir ver o maquiador/co-produtor Nicotero é o beijo da morte. Bernthal e Wilson lembraram ter recebido um aviso que precisavam fazer uma visita ao mago dos efeitos para acertarem a maquiagem quando seus personagens foram mortos. “Quando os atores recebem a minha ligação, é sempre “Ah, m****!”, disse Nicotero, rindo. O elenco, enquanto isso, tem um “jantar da morte” para se despedir de seus familiares na série depois de gravarem o episódio.

4. Os produtores reafirmaram que optaram por não matar o Hershel, como era originalmente planejado, porque não levaria a série em frente. “Estávamos só deixando um cadáver para trás; pareceu violento demais, gratuito demais”, disse Mazzara. Mas ninguém contou a Wilson, já que ele já havia conversado com Nicotero sobre ser morto e continuava recebendo scripts. “Eu disse ‘foi divertido'”, disse Wilson, e Bernthal imediatamente brincou “É assim que você continua no programa? Você diz que foi divertido?”. Sobre se Hershel vai continuar sendo um “badass com um rifle” na terceira temporada, Mazzara foi menos revelador: “Vamos ver o que acontece em outubro”, ele finalizou.

5. A morte de Dale foi ponto para os zumbis. Mazzara disse que a série “realmente precisava de uma morte por zumbi”, por estar correndo o risco de ser segura e precisava ter alguém assassinado pelas mãos dos mortos-vivos. “Dale foi o único sacrifício válido; as pessoas podiam supor a morte de Shane, mas ninguém adivinharia que Dale ia morrer”, Mazzara disse para a audiência, com Kirkman observando que a perda do grupo de sua bússola moral adicionou mais suspense à morte de Shane no episódio seguinte. A perda do personagem – que viveu bem mais nos quadrinhos – continuará sendo sentida, principalmente por Andrea e Glenn, disse Holden. Uma curiosidade: a cena em que Dale morreu não foi ensaiada, por pedido do diretor do episódio, Nicotero.

6. A morte chocante de Sophia no fim da midseason finale da segunda temporada pegou até mesmo o astro da série, Lincoln, de surpresa. “Me senti como no velho oeste”, ele lembrou. “A carnificina foi chocante”. Os remédios para dor que o ator estava tomando na época por causa de uma lesão nas costas “ajudaram tremendamente”, ele brincou. Os produtores, enquanto isso, se preocuparam em se certificar que a jovem atriz Madison Lintz tivesse uma boa experiência zumbi, criando dentes de zumbi com sabor especial para ela usar na cena emocionante.

7. Carl é a âncora da série, disse Callies. A luta contínua entre Rick e Lori sobre como criar seu filho em um mundo pós-apocalíptico, permanece sendo uma fonte de contenção para o casal. “Tem dias em que Lori pensa que a melhor coisa que ela pode fazer por seu filho é encontrar outra pessoa para criá-lo, e aí há dias em que ela pensa que precisa manter este cara (Rick) longe dele, e outros dias acho que tenho que manter esse cara (Shane) longe dele”, ela disse. “Todo dia é um sentimento de ser desenterrada e extirpada de si mesma”.

8. Lori é uma estranha para si mesma depois da morte de Shane. Seguindo uma temporada em que seu filho foi baleado, ela descobriu que estava grávida e seu marido e filho mataram seu ex-amante, Callies diz que a personagem passou de tantos limites que ela não se reconhece. Chamando a morte de Shane de uma “execução necessária”, Licoln diz que o perturbado casal não está em um ponto muito saudável no momento, e questionou se Rick tem um ponto limite. “Sua força e resiliência são extraordinárias”, ele disse. Mazzara adicionou: “É um apocalipse, o que eles vão fazer? Eles não podem se divorciar!”

9. A “Ricktadura” foi o golpe final da segunda temporada. Depois de passar metade da temporada jogando pelas regras de Hershel e caçando zumbis para manter vivos no celeiro, Rick teve que fazer uma transição de ingênuo para prático. “Você tem que continuar evoluindo”, disse Lincoln. “Como nos definimos? Como reestabelecemos a humanidade?”

10. O romance de Glenn e Maggie permite que ambos os personagens cresçam. O ex-entregador de pizza começou a andar mais alto e valorizar mais suas habilidades depois que Maggie o lembrou do valor que ele traz ao grupo. “É sempre bom ter algo pelo qual viver”, disse Yeun. “Abre mais seu personagem”.

11. Kirkman está testando a AMC para ver se o canal a cabo tem um limite até onde as mortes de zumbi podem ser nojentas. “Meu objetivo é chegar a este ponto, eu quero saber este limite”, disse ele. Empurrar os limites é algo que Nicotero claramente aprecia, já que o antigo produtor de efeitos de “Day of the Dead” intencionalmente testou a emissora descolando a pele da cara de um zumbi em uma cena seguinte a um acidente de carro nesta temporada.

12. Spoilers da terceira temporada foram mínimos, apesar de Mazzara ter recém completado o script da estreia. “É bem dinâmico e cheio de ação, com um monte de zumbis, mas também muitos momentos quietos e emoção”, ele revelou. “É um grupo de sobreviventes, uma família que se juntou e eles não tem boas opções, nenhum lugar para ir e estão realmente tentando se manterem vivos, e manterem vivos uns aos outros. Dá pra ver como estão desesperados; estão se segurando uns nos outros. São estes momentos de interação humana e emoção que são importantes”.

13. “A parte boa está chegando”, de acordo com Kirkman. “Para os fãs dos quadrinhos, eles sabem que a parte boa está chegando, as coisas intensas com Michonne, o Governador e (a prisão) Woodbury realmente definiram a série e nós ainda nem chegamos nessa parte”, ele disse. “Então agora que estamos chegando nessa parte na terceira temporada, realmente vai mudar bastante a série.”

14. T-Dog (IronE Singleton) vai continuar “trending” no twitter durante os episódios – “pelo lado bom”, disse Mazzara. Reconhecendo que o personagem favorito dos fãs foi pouco usado nesta temporada, o produtor explicou que T-Dog estava intencionalmente quieto enquanto vê a insanidade se desdobrar ao seu redor.

14. A forma épica em que Dale morreu nos quadrinhos ainda pode aparecer no drama da AMC – com outro personagem. Na longa série da editora Image, Dale acaba sendo mordido por um walker, sequestrado por canibais e tendo sua perna infectada cortada e consumida antes de ser libertado e morrer ao lado de Andrea. “Haverá casos em que algo memorável como isso será modificado e dado para outra pessoa”, disse Kirkman. “Vou dar a dica que isso na verdade vai acontecer no primeiro episódio da terceira temporada – tem algo memorável que aconteceu com um personagem nos quadrinhos que vai acontecer no primeiro episódio do retorno, e não é o mesmo personagem”.

15. Daryl (Norman Reedus) vai continuar crescendo. O “cavaleiro de armadura brilhante” de Carol (Melissa McBride) vai continuar sendo o braço direito de Rick na terceira temporada. “É interessante colocá-lo em uma posição de poder”, disse Nicotero. (Reedus teve um casamento para ir no dia do painel, então não pode comparecer)

Quais foram os seus destaques na segunda temporada, e o que está ansioso para ver na terceira temporada? Deixem suas opiniões nos comentários!

The Walking Dead volta em outubro!


Fonte: THR
Tradução: Mariana Schneider /staff WalkingDeadBr

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA