Siga-nos nas redes sociais

Série

Perguntas e Respostas com Melissa McBride (Carol Peletier)

Rafael Façanha

Publicado há

em

Melissa McBride, que interpreta Carol na série “The Walking Dead” da AMC, fala sobre aprender a matar zumbis nessa temporada e descreve como ela se preparou para a cena do seu resgate no episódio 6.

P: No ano passado você nos contou o quão ansiosa você estava para que Carol usasse uma arma contra um zumbi. Agora que ela é uma veterana, foi tudo do jeito que você esperava que seria?

R: É tudo que eu esperava e ainda mais. A psicologia disso é interessante. O primeiro zumbi que matei, na cerca, com uma barra, foi tão estranho para derrubar um deles, foi a minha primeira vez como atriz. Foi um pouco de cortar o coração, quer dizer, você sabe que tem que fazer, mas tem sempre aquele pensamento no fundo da sua mente de que aquilo era supostamente alguém.

P: Você teve algum treinamento para entrar em forma de lutadora para essas cenas?

R: Não houve realmente um treino, foi apenas se acostumar com a arma, se acostumar se houvesse algum tipo de recuo com o disparo, etc. O dificil é que se você está matando o zumbi com qualquer tipo de instrumento nas suas mãos – como a barra, ou um facão – tem que ser muito preciso, você não quer machucar ninguém. Os atores que interpretam os zumbis geralmente não conseguem enxergar muito bem, mas nós praticamos aqueles movimentos várias vezes antes de fazer a cena. Na ultima temporada eu atingi um dos zumbis com uma prancha de madeira, e eu fiquei petrificada. Mas ela ficou bem.

P: Todo mundo fala de como são difíceis as condições no set. Como foi essa temporada?

R: Estar na prisão tanto quanto temos estado é uma recompensa pelo calor, mas ao mesmo tempo, estar do lado de fora, como estávamos na fazenda foi legal. Eu acho que gosto de estar péssima, isso só nos leva para perto do que está acontecendo. Nós estamos com calor, nós estamos péssimos e estamos suados.

P: A química entre Carol e Daryl está bem evidente agora. Como você e Norman Reedus convivem fora das câmeras?

R: Eu amo minhas cenas com Norman. Ele é um cara muito engraçado de se ter por perto e ele lança coisas ótimas. Ele é sempre imprevisível e organizado. É realmente algo evoluído. Nós tivemos um grande lugar na segunda temporada, e nós estávamos conversando sobre nossas próprias vidas. Ele me entende e eu o entendo e sinto que Carol e Daryl são meio parecidos.

P: Você passou alguns episódios nessa temporada aparentemente morta. O que você fez com seu tempo fora do set?

R: Na verdade, eu gosto de ir ao set e passar um tempo e assistir todo mundo. Quando você está atuando em uma cena, você está focado em fazer a cena. Você não pode sair da personagem e dizer: “Oh meu Deus, eu adorei o que está fazendo!” Mas esses são atores tão bons e eu amo vê-los atuar. Eu estava la quando Rick desmoronou. Eles fizeram aquilo muitas vezes, e foi tão bonito e um pouco diferente cada vez. Eu estava la quando Sarah teve o bebê e Maggie fez o parto e Carl a matou. É maravilhoso de assistir e me deixa orgulhosa. Me inspira ver essas performances incríveis.

P: Quais foram alguns dos seus momentos favoritos da Carol nessa temporada?

R: Eu amo a cena em que Daryl acha Carol, na cela. Foi engraçado porque nós estávamos brincando sobre ter certeza de que ele seria capaz de me pegar, e eu falei que tinha perdido mais de 1kg então ele conseguiria me pegar. Ele disse: “o que você está dizendo?” E eu disse: “Nada, pressupõe-se que Carol esteja desidratada e exausta!”


Fonte: AMC
Tradução: @yawlully / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA