Siga-nos nas redes sociais

2ª Temporada

Norman Reedus Fala Sobre Daryl Dixon

Publicado há

em

Norman Reedus em entrevista ao Time Out Dubai fala sobre a série e seu personagem, Daryl Dixon. Confira:

Você precisa entrar em forma todo começo de verão para fugir dos zumbis?

Eu fiz um filme entre as gravações, mas você perde peso e entra em forma só estando em Atlanta, porque aqui faz 100 bilhões de graus. Atlanta é definitivamente um personagem da série. Eu acho que ela ajuda a estar constantemente suando, porque você está constantemente desconfortável.

Daryl foi criado para ser um personagem regular na série?

Isso é a coisa ruim de estar em uma série zumbi. Você nunca sabe quando você vai ser mordido, mas eu sabia que se eu fizesse um bom trabalho eu ficaria por aqui mais um tempo. É o meu trabalho favorito de todos que eu já fiz. Então eu espero que dure bastante tempo.

O que o faz ser seu favorito?

Eu gosto da equipe e do elenco. Eu tive medo de que ir para a televisão poderia se tornar entediante para mim e eu sempre gosto de ser desafiado e me forçar ir além. Com isso, eu tento fazer o melhor todo dia e tento encontrar as nuances que fazem Daryl um cara único e não apenas um herói ou um anti-herói.

Daryl tem um jeito particular de matar zumbis, isso é algo que vai continuar e ele vai diversificar e tentar novas maneiras?

Eu tenho uns dois jeitos legais de matar. O machado de dois gumes é um deles. Ele é meio como MacGyver quando o assunto é assassinar. Ele te matará com qualquer coisa que estiver à volta.

Você vai continuar matando zumbis com a besta?

Ah sim, eu não vou deixar isso passar. Eu vou tentar mantê-la o máximo possível. A coisa com a besta é que ela é silenciosa então você não atrai outros zumbis. O único lado ruim é que eu tenho que pegar a flecha de volta depois de tê-los matado.

Você era fã de quadrinhos ou de filmes de terror quando estava crescendo?

Eu amo filmes de terror. Meu filme favorito quando eu era mais novo era The Omen (A Profecia). Eu realmente queria ser aquela criança e em várias coisas eu era. Eu tinha uma professora que eu ficava encarando até ela ficar nervosa. Eu sou um grande fã de filmes de terror e trabalhei com alguns grandes diretores. É legal ser terrível.

Por que você acha que as pessoas abraçam a violência ao invés de se afastarem dela?

É violência contra zumbis e eu não acho que ninguém quer se abraçar com um zumbi. A série não é apenas sobre nós contra os zumbis, é sobre como as pessoas interagem com os outros em uma crise, em quem você pode confiar, quem vai te trair, quais semelhanças você encontra em outras pessoas conforme seus personagens trabalham juntos. Existem graus de confianças que acontecem nesse pequeno círculo de pessoas que provavelmente não aconteceriam no mundo real. Certos segredos são revelados, você está em tal estado frenético que saem coisas que você não pretendia deixar sair.

O que você acha do sucesso da primeira temporada?

A série tem temas universais. Talvez seja isso. É um tipo diferente de série com monstros, mas nenhum dos nossos monstros tem tanquinho, usa delineador ou é sexy. É mais um seriado de desastres. Ele possui elementos comuns da interação humana. Isso poderia acontecer em qualquer lugar.


Fonte: Time Out Dubai
Tradução: Lilian Woytko / Staff WalkingDeadBr

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA