Siga-nos nas redes sociais

2ª Temporada

Michael Jaegers Fala Sobre o Trabalho dos Zumbis na Série

Publicado há

em

Quando The Walking Dead abriu inscrições para o elenco de zumbis da segunda temporada, Michael Jaegers foi um dos sortudos escolhidos. Ele não só apareceu em vários episódios da série, mas foi um zumbi de destaque no episódio “Triggerfinger” e pode ser que o vejamos na nova temporada.

O Daily Dead entrevistou com exclusividade o ator Michael Jaegers e ele fala sobre o processo de audição, aplicação de maquiagem e interação com elenco e produção:

Daily Dead: Obrigado por arranjar tempo para falar conosco. Você pode se apresentar a nossos leitores e dizer um pouco sobre seu trabalho em The Walking Dead?

Michael Jaegers: Com certeza, sera um prazer. Meu nome é Michael Jaegers e eu fui um zumbi de destaque duas vezes durante a segunda metade da segunda temporada. Eu também fiz participações em The Vampire Diaries e várias outras produções por Atlanta nos últimos anos.

Daily Dead: Como você foi escolhido para interpetar um zumbi na série The Walking Dead?

Michael Jaegers: Pura sorte, pra ser honesto. Já enviava minhas informações para participar do elenco pelo menos uma vez por semana durante a primeira metade da segunda temporada sem obter sucesso, até que um dia eu recebi uma resposta e estava vivendo o sonho de ser zumbi no dia seguinte!

Daily Dead: Houve algum tipo de processo de audição para decidir qual zumbi você interpretaria?

Michael Jaegers: Na verdade não. Quero dizer, eles primeiro selecionam o número de zumbis que precisam. Todos já chegamos marcados como um dos seguintes: “zumbis heróis”, são aqueles que recebem próteses completas e ficam sempre na cara da câmera; daí vêm os “zumbis do meio”, que são basicamente pintados e ficam no fundo, atrás do heróis; daí vem os “zumbis mascarados”, que preenchem o fundo. Às vezes há até zumbis digitais mais atrás ainda, se a cena pedir isso. Mas aí você verá Greg Nicotero ou Jake Weber andando no meio dos selecionados e olhando para todos… É um momento bem tenso, poque sabemos que eles procuram por “zumbis heróis.“

Daily Dead: Me disseram que todos os zumbis passam pela “escola de zumbis”. Como é esse processo? O que você aprendeu é essencial para soar/se movimentar como um zumbi no mundo de Walking Dead?

Michael Jaegers: Infelizmente eu não participei da escola de zumbis porque comecei no meio da temporada, mas a coisa mais inportante que Greg te diria é NÃO chacoalhe seus braços!

Daily Dead: Em quais episódios da segunda temporada você apareceu? Qual era seu papel nesses episódios?

Michael Jaegers: No Triggerfinger eu era um dos zumbis vindo pelo beco para investigar os gritos de Randall depois de ter sido empalado no portão. Fui posteriormente denominado “Zumbi da Cidade”, pelo Talking Dead. E aí teve o final da temporada, no qual tive de, literalmente, cair em cima da personagem de Laurie Holden, Andrea. Foi muito divertido porque tivemos de praticar com o coordenador de dublês e eu tive instruções diretamente de Greg Nicotero. Foi surreal. E além do mais, quem NÃO cairia na Andrea??

Daily Dead: Você interagiu bastante com o elenco e produtores principais? Você tem alguma história “por trás das câmeras” interessante que possa nos contar?

Michael Jaegers: Não posso falar o suficiente sobre a paixão e comprometimento da produção e do elenco. Há muito respeito pelos zumbis também. Nós geralmente recebemos aplausos quando terminamos. Durante a gravação do último episódio da temporada, a temperatura estava perto de nos congelar, então, entre as tomadas, as pobres garotas do figurino corriam pelo campo com Snuggies (cobertores com mangas) para todos nós. Andy Lincoln também sempre se encontra com os zumbis nos quais ele tem de atirar, então eu recebi um aperto de mão e um “obrigado” dele. Há outras histórias, mas realmente não posso contar.

Daily Dead: Você era fã da HQ antes de entrar para a série?

Michael Jaegers: Nunca li os gibis e não tenho certeza se quero ler. Enquanto eles se distanciam bastante dos gibis, eles ainda mantém muito do que está nas páginas e eu gosto de ser surpreendido.

Daily Dead: Pode nos falar um pouco sobre o processo de aplicação da maquiagem? Qual foi o tempo mais longo para te preparar para uma cena? Eu sei que alguns dos zumbis de destaque demoram 3 horas ou mais para ficar prontos.

Michael Jaegers: O maior tempo que já fiquei fazendo a maquiagem foi algo em torno de 1 hora e meia, duas horas para o final da temporada. Sendo o último episódio, Luis, o cara dos efeitos especiais, disse que queria que fosse especial!

Daily Dead: Além de trabalhar em The Walking Dead, sei que você está lançando um novo podcast de terror. Pode falar aos leitores um pouco mais sobre isso?

Michael Jaegers: Sim, é meu bebê. The Horro Hour (A Hora do Horror) é um podcast que será transmitido pelo thevro.com. Eu e meu co-anfitrião, Jamie Christlow, falamos sobre terror, recebemos convidados e atendemos ligações. Acabamos de fazer uma prévia de um apisódio na última terça-feira (05/06) que chegou a 1000 ouvintes e, da última vez que fiquei sabendo, mais de 3000 downloads, e vamos nos basear nisso. Nós transmitimos ao vivo, então podemos interagir com os fãs o máximo possível e quando temos convidados eles, às vezes, podem nos ligar. Vamos transmitir nosso episódio oficial de estréia no dia 06/06 com nosso primeiro convidado especial Sid Haig, a quem todos conhecemos como Captain Spaulding, dos filmes “House of 1000 Corpses” (“Casa dos 1000 Corpos”) e “The Devil´s Rejects” (“Rejeitados pelo Diabo”), de Rob Zombie. Ele estará conosco durante uma hora inteira então falaremos sobre muitas coisas e também receberemos algumas ligações. É um programa incrível e outro sonho meu o estar apresentando então escutem, é só o início. Faremos a cobertura da Fright Night Film Fest, em Louisville, da KY, da San Diego Comic-Con e da Dragon Con em Atlanta.

Daily Dead: Para leitores que estiverem interessados em encontrá-lo para o programa ou para falar de Walking Dead, você estará em alguma convenção?

Michael Jaegers: Sim, você pode seguir o programa no Twitter pelo @The_Horror_Hour. Até onde sei, estarei na Rocktopia em Staffordsville, KY. É um evento beneficente para as vítimas do tornado. Também estarei na Nashville Comic and Horror Festival. Espero que vocês apareçam para falar de filmes de terror comigo!


Fontes: Daily Dead
Tradução: Victória Rodrigues / Staff WalkingDeadBr

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA