Siga-nos nas redes sociais

3ª Temporada

Lincoln, Nicotero e Callies Falam Sobre a 3ª Temporada

Publicado há

em

Estou de volta com a segunda parte da sessão de entrevistas com o elenco e a equipe da 3ª Temporada de “The Walking Dead” feita pelo Daily Dead. Durante a Comic-Con, eles tiveram a oportunidade de fazer perguntas para Andrew Lincoln, Greg Nicotero e Sarah Wayne Callies, que falaram sobre a situação do grupo na nova temporada e também sobre a abertura do primeiro episódio:

O que  vocês podem nos contar sobre o início da nova temporada?

Greg Nicotero: Começamos com o nosso grupo sobrevivendo lá fora, no desconhecido, mais ou menos onde paramos na segunda temporada. Todos eles se tornaram sobreviventes durões que se deslocam de um lugar para outro. Parece que a cada  piscar de olhos o grupo sobrevive a algo, mas não podemos revelar muito…

Andrew Lincoln: Nós realmente não podemos revelar muito. São cinco minutos iniciais muito importantes, e eu acho que foi muito inteligente a maneira como fizeram, mas isso é tudo o que podemos dizer.

Sarah Wayne Callies: Talvez o que possamos dizer é que o que você vê é o efeito da perda que essas pessoas sofreram e o que nos tornamos com a ausencia de Shane e Dale. Um deles era uma força muito grande que acabava separando as pessoas, e o outro nos mantinha juntos. Temos de nos reajustar um pouco.

Andrew Lincoln: Você também pode ver um teaser brilhante no início, porque diz muito sobre o estado emocional do grupo, mesmo que sem diálogo algum. É muito inteligente, são cinco minutos silenciosos, mas muito intensos. Você consegue entender tudo o que precisa só com o recurso visual, e eu acho que foi muito corajoso e inteligente.

Esses personagens têm algum objetivo além da sobrevivência neste momento?

Andrew Lincoln: É um contraponto com Woodbury, e eu acho que essas pessoas que acompanhamos há dois anos ainda estão tentando começar uma civilização. Curiosamente, Woodbury é uma sociedade mais evoluída e você percebe para onde estão caminhando. É um bom exemplo a seguir e para onde o nosso grupo poderia se encaminhar se as coisas fossem diferentes.

Sarah Wayne Callies: É tudo o que pensamos querer. Nós tentamos criar isso no acampamento e ele foi invadido. Também tentamos criar isso na fazenda, mas ela também foi invadida. Começa a parecer impossível, mas você vê que para este outro grupo parece muito possível.

Andrew Lincoln: Esta temporada foca muito sobre o ‘começar de novo’. Como podemos nos redefinir? Como nos descrevemos em um ambiente apocalíptico? Fazemos isso à nossa imagem própria? Voltamos no tempo e começamos do zero ou devemos persistir?

Será que nesta temporada o grupo se dispersará? Será mais ‘cada um por si’?

Greg Nicotero: Eu acho que esse é o mundo onde esses personagens vivem e é isso que faz o show aterrorizante. Falamos muito sobre a situação desses personagens e o que eles aprenderam. O que eles aprenderam é que não existem regras. Quando eles foram para o bar [na 2ª temporada] e se depararam com aqueles dois caras, eu achei que foi meio aleatório, mas na verdade foi chocante. Os atores fizeram um ótimo trabalho tornando tudo bem real, e aquilo nos jogou a idéia de que os errantes não são a única ameaça lá fora. O mais hábil sobrevive …

Andrew Lincoln: Foi um prazer fazer aquela cena, porque [Michael Raymond-James] conta sua história. Você também descobre como está o mundo lá fora. É um novo fôlego, mas também é assustador, porque leva a história a uma escala mundial.

Sarah Wayne Callies: Eu acho que a terceira temporada tem tudo a ver com isso. Essas pessoas estiveram na luta por tanto tempo que os nossos recursos estão se esgotando. A maior ameaça além dos errantes é decidir quem recebe os alimentos, quem fica com a munição, quem fica em segurança, quem merece sobreviver, e quem é expulso.

O que você pode nos dizer sobre a adição de Michonne e do Governador na terceira temporada?

Greg Nicotero: Eles têm um grande papel na HQ. Eu acho que Frank Darabont acertou quando disse que a HQ é como uma estrada, de vez em quando você pega uma saída, explora a área, e volta para a estrada novamente. Sabendo da importância icônica desses personagens, os atores têm um grande futuro à sua frente.

Fonte: Daily Dead
Tradução: Jessica Storrer / Staff WalkingDeadBr

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA