Siga-nos nas redes sociais

3ª Temporada

Laurie Holden revela que Andrea está em uma posição muito perigosa

Publicado há

em

Andrea está passando por algumas saias justas em The Walking Dead.

Há duas semanas atrás, no show da AMC a personagem, interpretada pela atriz Laurie Holden, foi visitar seu antigo grupo, o qual ela recentemente descobriu que estava vivendo em uma prisão nas proximidades. Mas, ao chegar lá, ela foi jogada ao chão, cercada por armas e revistada antes de permitirem sua entrada.

Dentro da prisão, ela ficou chocada com os atos condenáveis do seu namorado pós apocalipse zumbi – o Governador. Ela também teve que encarar Michonne (Danai Gurira) que estava ainda magoada com a decisão de Andrea de ficar em Woodbury, em vez de voltar com ela para a natureza selvagem e cheia de zumbis.

Quando Andrea finalmente voltou ao único lugar onde realmente é bem-vinda – Woodbury – ela terminou o episódio sendo incapaz de ir até o fim com o seu plano de tentar matar o Governador enquanto ele dormia. Mas muitos fãs ficaram imaginando se ele estivesse acordado, se ele a viu e o tamanho do problema em que ela se meteu!

O Access Hollywood conversou com Laurie sobre como foi filmar alguns dos momentos traumáticos de Andrea em seu último episódio e o quão perigosas as coisas podem ficar nos próximos episódios para sua personagem.

AccessHollywood.com: Quando as armas foram apontadas para Andrea na prisão – aquilo foi absolutamente emocional. Você poderia falar sobre aquela cena e como foi filmar, pois Norman Reedus (Daryl Dixon) comentou que houve vários abraços para você naquele dia.

Laurie Holden: É um grande enredo, pois não era aquilo que você esperava. Não era o que Andrea esperava. E filmar aquela cena, onde eu esperava chegar em meu lar e abraçar minha família, e tê-los me jogando no chão e revistando, e me jogando todas aquelas coisas na cara foi muito difícil, e foram algumas cenas assim, e aquilo durou alguns dias… Eu sei que eles me amam. O elenco de The Walking Dead – somos todos uma família, e é por isso que todos me abraçavam no final, porque eu acho que todos se sentiram mal. É muito difícil interpretar daquela maneira diante de alguém com quem você realmente se importa na vida real. É como quando Andrea foi rude com Dale, aquela cena foi uma das mais difíceis para mim, pois amo tanto Jeff DeMunn e eu costumava me sentir destruída cada vez que eles escreviam uma cena em que Andrea tinha que ser rude com Dale. Eu pedia “Por favor, roteiristas, por favor, deixem ela se redimir, fazer as pazes com ele, honrá-lo, pois eu não consigo mais continuar assim.” Então, é este o sentimento quando, enquanto ator, pedem para que você faça algo que é o oposto do que você sente na vida real. E nós somos uma família. Estamos trabalhando juntos há três anos, então não é como um set de filmagem normal onde você aparece, e tem uma certa emoção, mas não conhece a pessoa que contracena com você. Somos como irmãos e irmãs.

Access: Há outra cena entre você e Danai (Andrea e Michonne sozinhas no pátio), que é tão quieta. Foi difícil filmá-la naquele dia?

Laurie: A beleza de ‘The Walking Dead’ e a beleza de estar em um show da televisão por um tempo é que é a sua história, é parte do que você é, é o que você carrega consigo todos os dias. E Danai e eu construímos uma história uma com outra fora das telas, e mesmo com o pouco tempo juntas na tela nós temos pontos de vista realmente claros, e carregávamos muita dor naquele dia. Aquela cena eu não quis assistir, ela me partiu o coração, pois não há nada pior do que ouvir seu melhor amigo dizer que se sente traído por você.

Access: Quando seu personagem deixou a prisão para voltar a Woodbury, houve um momento em que parece que Andrea quase implorou para ficar – quando Rick demonstra uma certa gentileza, entregando-lhe uma arma e lhe dando um carro.

Laurie: Bom, primeiramente eles não deram as boas vindas para que ela ficasse… não houve um convite para isso. Ela não estava se sentindo querida, mas Rick estendeu uma bandeira banca, e isso foi algo muito grande para ele. E eu não acho que Andrea soubesse naquele ponto o que ela iria fazer, mas eu acho que Carol plantou uma semente, e ela estava ruminando a respeito disso o caminho todo até Woodbury.

Access: Ela retorna para Woodbury e fica junto do Governador. Quando eles se beijam naquele momento do retorno, ela realmente estava sentindo algo?

Laurie: Eu acho que ele a enojou, e acho que ela pensa que consegue administrar a situação e então, no final do dia, ela finalmente acorda. Quero dizer, não era algo que ela tenha gostado. Foi como (risos) ter mais alguém no time. Ela basicamente estava seguindo o conselho de Carol, mas no final das contas ela acordou e ficou ao lado da cama com a faca, mas seu senso de humanidade, sua consciências, sua força moral impediram que ela fizesse algo.

Access: Talvez ela pense que possa mudar esse cara. Ela tem visto diferentes facetas dele. Ela o viu chorar por sua filha zumbi.

Laurie: Bem, aí é que está. Eu não acho que seja sobre muda-lo. Eu acho que ela quer encontrar aquela parte de humanidade que uma vez existiu, tentando encontrar aquele homem que perdeu sua esposa, que amou sua filha e a bondade que esteve lá algum dia, porque este apocalipse mudou as pessoas.

Access: O que acontecerá com Andrea agora, que ela está preocupada com sua sobrevivência? Ela está dormindo com o inimigo. Ela quer mata-lo, não sabemos se ele a viu segurando a faca. E ela está sendo vigiada por Milton…

Laurie: Acho que ela está em uma posição muito perigosa. Sim, ela está na corda bamba.

Access: Que tipo de coisas veremos de Andrea daqui por diante?

Laurie: Turbulência, muita turbulência.

Access: O grupo de Tyreese recém chegou a Woodbury — poderia existir uma aliança em potencial com eles?

Laurie: Pode ser. Quero dizer, ela não sabe nada sobre Tyreese e Sasha. Eles são apenas pessoas que ela conheceu na floresta e que estavam tendo um momento difícil, precisavam de comida e abrigo, segurança. E ela ajudou a guia-los – através de Milton – de volta a Woodbury, mas o resto precisa ainda ser visto.Essas pessoas ainda não se conhecem.

Access: Falando nisso, você torce por Carol-Daryl?

Laurie: Eu sinto como se eles já fossem Carol-Daryl. Eu não acho que eles precisem ficar juntos ou fazer algo para não ser Carol-Daryl. Penso que eles tem uma química incrível e eles tem algo – eles são como Andrea e Michonne, acho que há um amor e uma beleza tão grande na maneira como eles são um com o outro – tipo, um termina as frases que o outro começou – que eu acho que eles já são ‘Carol & Daryl.’

• Analisando The Walking Dead: Andrea estaria destinada a morrer? Deixe suas opiniões e teorias nos comentários abaixo!


Fonte: Access Hollywood
Tradução: @BinaPic / Staff Walking Dead Brasil

Publicidade
Comentários

EM ALTA