ATENÇÃO: Esta página contém SPOILERS.

→ Página de informações sobre a personagem Carol Peletier da História em Quadrinhos. Para informações sobre o personagem Carol Peletier da Série de TV, confira Carol Peletier (TV).

Carol Peletier é uma personagem da série de quadrinhos criada por Robert Kirkman, The Walking Dead. Sua primeira aparição ocorreu na edição número 3, lançada em 2003 pela Image Comics. Sendo muitas vezes lembrada como uma mulher bipolar e não muito forte, a personagem sempre enfatizou seu pavor e aptidão a depressão ou falta de senso sobre seus atos.

Mãe de Sophia, Carol teve um passado difícil, sofrendo constantes agressões do marido. Quando o apocalipse começou, se uniu ao grupo de Atlanta, e desenvolveu um laço forte de amizade com Lori Grimes. Após problemas em um relacionamento com Tyreese – que a deixaram em depressão -, cometeu suicídio.

PERFIL DA PERSONAGEM:

Nome: Carol Peletier
Status: Morta
Sexo: Feminino
Idade: 24 anos (Edição 3) | 25 anos (Edição 42)
Ocupação: Dona de Casa (Pré-Apocalipse)
Família: ? (Marido, falecido) | Sophia (filha) | ? (Irmã, falecida) | Tyreese (namorado, morto)
Primeira Aparição: Edição 3
Última Aparição: Edição 42
Interpretado na Série de TV por: Melissa McBride

RESUMO DA JORNADA DE CAROL PELETIER:

A VIDA PRÉ APOCALÍPTICA

Nunca fora informado onde Carol morava antes do apocalipse. Por sua vez, ela sempre manteve um ótimo relacionamento com sua irmã, que a ajudou a conhecer inúmeros garotos quando mais nova.

Mais tarde, conheceu um homem que a pediu em casamento. O pedido, no entanto, foi aceito apenas por medo de ficar sozinha. Com tendências violentas, o casamento de Carol nunca foi uma coisa admirável, e sua maior dádiva foi ter a menina Sophia.

Quando o apocalipse começou, Carol perdeu o marido, e seguiu para Atlanta com sua filha, em busca da irmã e refúgio contra a epidemia.

DIAS PASSADOS | CAMINHOS TRILHADOS

No caminho para Atlanta, Carol encontrou Shane – que a informou sobre a cidade estar tomada pelos mortos – e outros sobreviventes do acampamento de Dale, e juntos, continuaram a estendê-lo de maneira mais concreta. Sua função, por sua vez, sempre ficou por conta de trabalhos domésticos, como lavar as roupas das crianças, e dar assistência no servimento de comida, por exemplo.

Quando o acampamento fora atacado por uma horda de mortos vivos, Carol e Sophia quase foram mortas pelos caminhantes, sendo salvas no último minuto por Glenn.

Quando alguns problemas na estrada impediram o grupo de continuar com a jornada, um homem chamado Tyreese apareceu, por quem Carol teve um interesse instantâneo. Durante o jantar daquela noite, mostrou grande admiração pelos atos de sobrevivência do homem, concordando com tudo que o mesmo dizia. Quando o mesmo tocou suas pernas, a mesma não recuou e se aconchegou neste.

Quando encontraram um novo local para ficar, um condomínio chamado Wiltshire Estates, Carol e Tyreese acabaram dormindo juntos por uma noite, mas sem acontecer nada de grandioso entre os dois. Quando uma tragédia os expulsou do local, eles partiram até a fazenda Greene, onde eles finalmente assumiram um relacionamento.

SEGURANÇA ATRÁS DAS GRADES | DESEJOS CARNAIS | VIDA DE AGONIA

Quando chegaram na prisão, Carol mostrou-se satisfeita com o local, e extremamente feliz com seu relacionamento com Tyreese.

Após um pequeno tempo no local, começou a ficar chateada com a maneira como Sophia estava lhe tratando. Extremamente chateada, chegou a cometer suicídio quando uma misteriosa mulher chamada Michonne chegou a manteve relações sexuais com Tyreese. Em certo ponto, notou que os membros da familia Grimes eram os únicos capazes de manter todos em segurança ali, chegando a sugerir um romance entre Lori e Rick, sendo que ambos recusaram.

Quando tentou consolar Lori sobre Rick estar vivo, após ir em uma missão aparentemente suicida, a mulher recusou o comportamento da amiga, dizendo que esta sempre esteve errada, e que estava ficando louca agindo daquela forma. Mesmo dizendo que nada daquilo significava interesse romântico, Lori não aceitou, e disse que não seriam mais amigas, além de proibir Carl de brigar com Sophia.

MOMENTOS DE CALMARIA – O SUICÍDIO DE CAROL

A rejeição que sofria por parte de todos a quem era próxima começou a destruí-la mentalmente, e aos poucos, começou a bolar um plano de suicídio. Antes, preferiu falar com todos, em uma espécie de despedida, sendo que confortou bastante Lori, quando esta deu a luz à bebê Judith, e fizeram as pazes.

No seu último dia de vida, ela se juntou a Lori e juntas fizeram um pequenique no lado de fora da prisão. Durante a conversa, Carol perguntou a amiga sobre o que aconteceria caso ela morresse. Sem hesitar, Lori falou que ela precisava pensar nas consequências para com Sophia. Durante a noite, se entregou para o filho de Hershel, Billy, com quem manteve relações sexuais. No dia seguinte, Alice testava algumas coisas com zumbis, e, sem hesitar, Carol se lançou contra os mortos-vivos, que instantaneamente morderam seu pescoço.

Chocados, todos correram em direção da mulher, e, nos braços de Tyreese, recebeu o tiro de misericórdia por Andrea.

VÍTIMAS MORTAS:

Essa lista mostra as vítimas que Carol Peletier matou:

• Ela mesma (suicídio)
• Alguns zumbis

CURIOSIDADES:

• Carol foi a primeira personagem a cometer suicídio nos quadrinhos
• Ao ser indagado sobre as loucuras de Carol, Robert Kirkman, o criador dos quadrinhos, revelou que a personagem é apenas a representação sobre pessoas que não nasceram para viver naquele mundo.
• Mesmo que Carol tenha se mostrado heterossexual, ela mostrou interesse em um romance com Lori e Rick, provavelmente tendo tendências a ser bissexual.
• Carol foi uma das personagens que mais rápido “voltaram” depois de morrerem, sendo que tal acontecimento ocorreu apenas alguns segundos depois.
• Ao contrário de sua contraparte dos quadrinhos, a Carol de Melissa McBride na série de TV é forte, e continua viva no atual ponto da história.

COMPARTILHE ESSA MATÉRIA: