Siga-nos nas redes sociais

2ª Temporada

Greg Nicotero Fala Sobre o Foco Principal da WebSérie

Publicado há

em

O consultor de produção e maquiador de efeitos especiais Greg Nicotero fala sobre lista de melhorias relacionada à criação de zumbis, criação de webisodes e como The Walking Dead o faz lembrar do natal.

P: Parabéns pelo troféu Emmy. O que você acha que fez a série destacar-se?

R: Obrigado! Acredito que fomos capazes de criar efeitos e lugares que nunca se tinha visto na Tv antes. Não há nada que se compare ao TWD na televisão. Ano passado nós gravamos seis curtas que começaram a ser transmitidos pela televisão, o aspecto que eu acho onde mais tivemos sucesso foi o fato das pessoas não conseguirem imaginar exatamente como foi feito. Por exemplo, a garota da bicicleta, alguns arriscaram dizer que ela era um robô, outros pensaram que cavamos um buraco na grama, mas ninguém podia dizer com certeza como a cena foi feita.

P: Você criou algum efeito semelhante ao da Garota da bicicleta para a segunda temporada?

R: Se eu responder isso entregarei o ouro, mas posso dizer que um dos efeitos que criamos demorou quatro semanas para concluir, é o mais elaborado de toda a série, terminamos ele faltando apenas uma hora para o utilizarmos na gravação. Mas há muito que fazer nesta temporada em relação ao seguimento da estória. Algo bem interessante que posso falar também é a mentalidade de grupo que eles adquiriram, agora os walkers andam em grandes grupos que podem conter centenas e centenas deles, no primeiro episódio iremos nos deparar com um desses grupos, é simplesmente aterrorizante!

P: O quanto os efeitos evoluíram da primeira temporada para a segunda?

R: Nós fizemos apenas seis episódios no ano passado para ganhar experiência. Quando finalizamos a primeira temporada eu fiz uma lista e anotei tudo o que eu queria mudar para o ano seguinte com o objetivo de melhorar os efeitos, torna-los mais reais e originais. Esculpimos novas próteses de zumbis, fizemos novas lentes de contato. Melhoramos praticamente tudo aquilo que havíamos feito.

P: Cite algo que você pôs na lista e que foi melhorado.

R: Vou dar um belo exemplo. Existe uma linha tênue entre colar um ferimento na bochecha de alguém e fazer parecer que ela esta em decomposição, então a primeira coisa que fizemos foi criar próteses que passariam por cima da testa e chegariam até as maçãs do rosto, isso faz com que os olhos pareçam estar mais fundos e a estrutura óssea mais protuberante.

P: Você terminou recentemente as filmagens dos webisodes de The Walking Dead, conte-nos como foi?

R: Foi fantástico e bem divertido, final do ano passado Frank me perguntou se eu tinha interesse em dirigir um episódio, respondi a ele que adoraria, foi ai que surgiu a idéia de fazer alguns webisodes. Uma das coisas que eu achei mais interessante é analisar como as pessoas lidam com um surto de zumbis a partir do momento que esta acontecendo, nós observamos a garota da bicicleta e nos simpatizamos muito por ela, sim é um monstro, mas ela esta muito triste e havia muita emoção envolvida nisso, então pensei como seria interessante saber da sua historia enquanto ainda era humana, os sacrifícios que ela fez na sua vida antes de ser atacada pelos walkers.

P: Vai dirigir também algum episódio desta temporada?

R: Vou dirigir um episódio, será um dos cinco últimos, mas ainda não sei nada sobre, está me enlouquecendo, é como uma manhã de natal, estou trancado no meu quarto e não posso sair até que esteja pronto, minha reunião escolar é o final de semana em que meu episódio começa a ser gravado, e todos meus amigos me perguntam “e ai, você vai vir” e terei que escrever a eles “não posso, estarei matando zumbis” e eles estarão tipo “hahaha imaginamos, você nunca muda.”.


Fonte: AMC
Tradução: Gustavo Luçoli / Staff WalkingDeadBr

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA