Siga-nos nas redes sociais

Entrevista

Entrevista de Norman Reedus (Daryl Dixon): “Eu matei alguém em tudo o que eu já fiz”.

Melissa Marques

Publicado há

em

É meio-dia no set de The Walking Dead, em Atlanta, Geórgia, e o sol está a pino. Não há ninguém por perto, com exceção de alguns zumbis andando e outros armazenados sob um alpendre. Encontramos o ator Norman Reedus dando um passeio em sua moto Triumph preta.

Em pessoa, vestindo uma t-shirt vintage do Circle Jerks e fumando um cigarro, Reedus é tão badass como os personagens que ele interpreta.

Norman Reedus

Nos mais de 40 papéis que ele interpretou desde que começou sua carreira há mais de 15 anos, a maioria tendia para o gênero “homicida”. “Eu matei alguém em tudo o que eu já fiz”, diz Reedus.

Norman Reedus

Mesmo antes de estrear como Murphy MacManus no clássico cult  Santos Justiceiros em 1999, o ator foi escalado para outros papéis como um “tiro no escuro”. “Quando comecei a atuar, eu estava tão inseguro e tão na defensiva que eu só fechava a cara para todo mundo“, lembra ele. “Eu ia em alguma festa e eu somente olhava as pessoas e não falava. Eu acho que carranca que eu tinha, tipo ‘o que você está olhando?’ – ajudou em minha carreira, de alguma forma.

Norman Reedus

Esse comportamento o manteve ocupado. Em 2012, o ator de 43 anos, vai estrelar a terceira temporada de The Walking Dead, e participar de um novo filme independente de Sunlight Jr., ao lado de Naomi Watts e Matt Dillon. Também em pauta são a Pawn Shop Chronicles próximo filme com Elijah Wood e Brendan Fraser, e, segundo rumores, um terceiro filme da saga dos Santos Justiceiros.

Norman Reedus

Reedus nasceu em 1969 em Hollywood, Flórida, mas passou sua infância crescendo no norte da Califórnia, Japão, Londres e Espanha. Em seus vinte e poucos anos, ele seguiu sua então namorada até Los Angeles. Ela despejou  Reedus e se mudou para o Havaí com um ex-namorado. Ele acabou vivendo com alguns amigos no centro de LA e trabalhou em uma loja de conserto de motocicleta em Venice Beach chamado Dr. Carl’s Hog Hospital.

Norman Reedus

Norman deixou a oficina depois de um desentendimento com o proprietário do local. A noite em que ele saiu da loja – para seu bem – acabou se juntando aos amigos que iam  participar de uma festa onde muitas pessoas ligadas à indústria do cinema estariam. Ele ficou “destruido”: bêbado e sentindo brincalhão, Reedus começou a gritar do segundo andar da casa até que um gerente se aproximou dele e perguntou se ele queria “entrar em um jogo”. E assim, ele se tornou ator, profissão que nunca sequer havia considerado.

Norman Reedus

Em 1997, Reedus conseguiu seu primeiro papel de destaque quando o diretor mexicano Guillermo del Toro lançou-o no thriller sci-fi Mimic. Dois anos depois, ele conquistou diversos fãs por seu papel em Santos Justiceiros. Apesar de ter recebido críticas negativas, os espectadores pareciam ter gostado do retrato do vigilante irlandês/americano.

Norman Reedus

Quando entrou para a primeira temporada série The Walking Dead (inspirada na aclamada história em quadrinhos) sua carreira realmente decolou.

Norman Reedus

Reedus inicialmente participou de testes para o papel de Merle Dixon, um racista, viciada em drogas, caipira de temperamento quente. No final, o papel ficou com Michael Rooker. Os produtores decidiram criar um novo personagem especificamente para Reedus: Daryl Dixon. Como personagem principal da série e não-originalmente nos quadrinhos, os criadores assumiram um risco.

Norman Reedus

Não demorou muito, porém, para Daryl – recluso, amável e bruto –  para se tornar o favorito, e para o ator para atrair ainda mais seguidores. “Na televisão, meio que, jogamos essas pequenas sementes no chão e esperamos que elas se transformem em árvores“, diz ele. “Você espera que as pessoas prestem atenção.

Norman Reedus

O criador dos quadrinhos, Robert Kirkman disse ao USA Today que: “Eu me sinto absolutamente abençoado, ele honrou o show com sua presença … Nós amamos escrever para ele.” Na verdade, há uma conversa sobre inserir Daryl na HQ.

Norman Reedus

Reedus pode não ter o lado violento e volátil de seu personagem Daryl,  mas ele se identifica com seu lado mais suave, mais “quebrado”. “Há certas coisas sobre ele que são muito parecidas comigo“, diz – listando sua lealdade para com os amigos, sua dificuldade em confiar nas pessoas, e sua antipatia –  como qualidades que ambos partilham. “Eu não gosto de muita atenção”, confessa o ator. “É por isso, provavelmente, que eu esteja usando óculos de sol.

Norman Reedus

Mesmo assim, Reedus é grato pelo sucesso do show e pela recepção positiva de seu personagem. Isso fica claro pela quantidade apetrechos e cartas que ele recebe de fãs, e que posta em seu blog.

Norman Reedus

A complexidade de Daryl visa levar Reedus ainda mais longe. “Eu espero que dure para sempre“, diz ele.

Fonte: LifeStyleMirror

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA