Siga-nos nas redes sociais

Entrevista

Danai Gurira fala sobre as cenas com a bebê Judith, “Richonne” e o que vem pela frente

Publicado há

em

Ela começou sua jornada em The Walking Dead como a guerreira com “katana e zumbis em correntes” Michonne, mas durante o último episódio no domingo Danai Gurira trouxe à tona uma camada excepcionalmente reveladora em sua personagem quando segurou a bebê Judith Grimes.

Vimos algumas cenas emocionantes com a Andrea na última temporada e as lutas vorazes com o Governador, mas ver Michonne com a bebê Judy, aparentemente com uma dica do passado de seu personagem (Danai não diz nada), foi talvez o trabalho mais emotivo e tocante até o momento na série.

É algo que o site Access Hollywood perguntou a ela quando tiveram uma conversa nessa semana. A atriz e o grupo também fizeram perguntas engraçadas sobre a química entre Rick e Michonne e umas bisbilhotadas mostrando uma horda a caminho. E mais, ela falou sobre a figura ainda não vista na temporada quatro, O Governador, e quais são as intenções de Michonne com relação ao antigo líder (e sociopata) de Woodbury.

AccessHollywood.com: Você teve umas cenas grandes no último episódio. Muitos vieram às lágrimas com as revelações sobre Michonne. Fale-me sobre as filmagens com a bebê Judith. Claramente temos a certeza de que Michonne já foi mãe.

Danai Gurira: Bem, não posso dizer nada a respeito da conotação da cena, você sabe, mas foi ótima… Eu e o [showrunner] Scott Gimple passamos com atenção pela estória passada dela e eu pude melhorar tudo de maneira interessante e divertida e nós seguimos em frente com isso… esse momento e o que ele representa para ela e como ele se desenvolve. E está conectado com tantas coisas… Eu sinto como se aquele tornozelo torcido, para ela, fosse uma maneira de colocar os pés no chão. Ela sempre escapa e sobe no cavalo e segue em sua aventura meio de homem das cavernas e existe uma razão para isso, mas também existe uma razão para ficar conectada à comunidade e não sair dois segundos após ter chegado. Então, tem algo a ver com enfrentar coisas que você é forçada a fazer quando não se pode mover… O que quer que aquilo tenha sido, veremos, mas aquele momento, eu acho, foi com certeza a ponto chave para que ela tenha que fica em um lugar por um minuto.

Michonne-The-Walking-Dead-4-Temporada-Episodio-S04E02-Infected

Access: Por que você acha que Michonne ficou brava por Carl e Maggie terem entrado para salvá-la? Ela pensou que eles eram burros, ou que não valia a pena, ou ela nunca teve alguém que cuidasse dela dessa forma?

Danai: São algumas coisas. Definitivamente tem a ver com a ausência de pessoas que cuidassem dela… sentir esse tipo de amor em volta dela é algo que as vezes é difícil aceitar quando se tem um bloqueio tão forte em torno de si. Mas você quer aceitar, seu coração quer aceitar, mas há tanta coisa que é preciso superar, que acaba sendo difícil receber tudo isso. Ela gosta de se ver como a pessoas que se arrisca nas situações mais perigosas e consegue lidar com elas e ainda cuidar de outras pessoas, proteger outras pessoas. É assim que ela se vê, então ver-se de verdade em uma posição de fragilidade e ver outras pessoas em uma posição de risco por ela é algo que ela tem dificuldade em processar.

Access: Na Comic Con, vocês disseram que na quarta temporada conheceríamos personagens por novos ângulos. Nós certamente vimos grandes cenas com a Michonne e Andrea no ano passado, mas parece que você recebeu mais espaço com essa mulher.

Danai: Certamente. É ótimo. O que é muito bom em programas de episódios é que você constrói um arco. Você consegue criar dimensões e permitir que as pessoas vejam você de uma forma e então opa, tem algo mais… Na temporada passada ela veio ao mundo de uma forma em que foi excluída, ela era impenetrável, mas ela era uma máquina. Ela faria o necessário e você sabia que ela seria formidável se provocada, ou mesmo quando não provocada, mas havia outros lados dela, mas levaria tempo para conhecermos esses lados, porque ela não desistiria tão facilmente. Então foi bem interessante expô-la um pouco e há tanto mistério nela que nós – nós como uma série, os roteiristas e eu sabemos o que é, mas é muito bom poder meio que soltar isso aos poucos. É muito divertido.

Michonne-The-Walking-Dead-4-Temporada-Episodio-S04E02-Infected-002

Access: Algo que parece estar florescendo nesta temporada é como Michonne está se relacionando com os meninos Grimes (Rick e Carl). O que você acha do interesse que fãs têm em um “Richonne” – que algumas pessoas querem ver Rick e Michonne como um casal?

Danai: Você sabe, eu acho ótimo. Eu sempre digo – sempre me agrada que as pessoas queiram que a Michonne dê uns amassos. Se é que você me entende? Eu acho isso legal para a Michonne e a ideia me agrada. É muito bom que eles vejam alguma química ou conexão entre os personagens que os faça querer ver algo acontecer. Acho fantástico isso tudo com que eles têm se importado, seja lá o que isso signifique, mas eles investiram nesses personagens e em querer a felicidade deles… isso me agrada. Agora, se isso vai um dia acontecer, você não vai ouvir de mim. Mas posso dizer, sua conexão com os meninos Grimes… é bem rica… Há algo que ela adora de verdade no Carl e como ele é um menino se desenvolvendo em um mundo e ele é um sobrevivente, ele é um lutador. Ele é tão durão e esperto e se adapta bem e é uma peça importante para as pessoas nesse ambiente. Esse é um ponto importante, mas também, vê-lo como um garoto preso nesse momento – acho que isso a toca muito, de verdade e ela tem um certo grau de respeito por ele, por como ele é esse garoto, prosperando nesse mundo.

E para Rick, o fato de saber que ele é um cara bondoso desde o momento em que o conheceu, e desde o momento em que conheceu O Governador que ele era maldoso. Ela percebe muito as coisas à sua volta e ela soube que esse era um homem que podia respeitar… posso seguir a liderança dele… e ver como ele trabalha duro para cuidar de sua família, acho que isso é algo que ela respeita muito nesse mundo. Ela respeito como ele segura as pontas, e isso não é fácil.

Access: Ela o respeita o suficiente para dizer que lhe daria M&Ms estragados, o que foi uma fala muito boa.

Danai: Isso (risos). E pegar algo pra dar um jeito na barba dele – um cortador de barba.

Access: O que você pode nos dizer para deixar as pessoas curiosas sobre o episódio desta semana? As pessoas viram um trailer no Talking Dead. Os personagens estão fugindo em um carro e uma horda vem atrás. Uma grande horda de zumbis finalmente parece estar vindo. Vai ser muito feio?

Danai: Vamos ter que esperar pra ver, mas vou dizer uma das muitas coisas que meu chefe está fazendo de forma brilhante que envolve a justaposição de momentos calmos para os personagens com ações horripilantes e o episódio desta semana chega sem exceção, posso lhe prometer.

Access: Como está a vontade de Michonne ir atrás do Governador nesse ponto? Ela estava claramente fazendo exercícios para a perna… na verdade, não sei bem como se chamam.

Danai: Você sabe o que aquele exercício trabalha? É a perna mesmo, mas esforça bem os glúteos porque eles nunca tocam o chão. Mas trabalha bem as coxas porque você só pode se inclinar usando a panturrilha… Ela estava fazendo o que podia com um tornozelo quebrado porque ela precisava se sentir ativa. Essa é uma parte importante de como ela tem que se sentir sempre ativa e envolvida em algo. Eu preciso sair em missão até o Big Spot; preciso sair e dar uma olhada; estou presa em uma cela, e preciso me exercitar. Não posso elevar o tornozelo, mas trabalho a outra perna.

Mas vou dizer que ele é um ponto mal resolvido que ela precisar acertar. Está além da raiva, além da vingança… Ela sabe que ele é um sociopata… David Morrissey pode dizer algo a mais sobre ele, mas fique sabendo, Michonne pensa que ele é um sociopata então ela vai dizer que ele precisa ser derrotado e que é um risco para as pessoas que importam pra mim, ele é um risco para a prisão e que ele ainda está lá fora e não conseguimos dar um fim nele ainda. É assim que a cabeça dela funciona, e é bem esperta, mas está além da vingança, além de qualquer coisa emocional. É fazer o que é pragmático, o que é preventivo, fazer o que é necessário e que está junto com a sua vontade. Ela é tipo, “Não podemos ficar aqui tão confortavelmente enquanto esse cara está solto. E ele sabe exatamente onde estamos.”

Será que Michonne vai conseguir encontrar com o Governador? Como você acha que será esse encontro? Deixe suas teorias nos comentários abaixo.


Fonte: Access Hollywood
Tradução: @Felipe Tolentino / Staff Walking Dead Brasil

Publicidade
Comentários

EM ALTA