Siga-nos nas redes sociais

Curiosidades

Cinco Perguntas com Robert Kirkman

Publicado há

em

Este é o ano no qual muitas coisas importantes estão acontecendo: os fãs da série vão conhecer Michonne, Woodbury e seu líder, o Governador, pela primeira vez. Também veremos a prisão, onde os leitores da HQ sabem que os personagens passaram um bom tempo, que não terminou muito bem.

 

Robert Kirkman, criador de “The Walking Dead”, se juntou a nós para falar sobre a terceira temporada da série, e sobre o que os fãs podem esperar dessa série de grande sucesso.

Você pode nos falar sobre a construção não só da prisão, mas de toda a Woodbury também? Parece que vocês tiveram que botar os designers do set de filmagem para trabalhar bastante.

Woodbury é um empreendimento enorme, mas eu acho que quando vocês virem como iremos usá-la na série e a maneira como as duas histórias se unem de um jeito muito legal, os fãs, vão gostar muito do que fizemos.

Obviamente um dos destaques do final da segunda temporada foi a apresentação de Michonne e a maneira genial como foi feita. Você pode nos falar algo sobre o possível  encontro de Michonne e Andrea com o restante do grupo nesta temporada?

Cara, eu não posso dizer nada sobre isso, o que você está pensando? [Risos]

Não, nós definitivamente vamos ver esses personagens e eles são uma grande parte da história, mas onde eles estão e o que estão fazendo, eu não posso dizer.

Há um tempo atrás, [produtor executivo] Glenn Mazarra disse a um jornalista que queria garantir que as pessoas não se sentissem confortáveis na prisão, achando que fosse um lugar onde os personagens poderiam ficar em segurança. Isso parece ser uma resposta direta a algumas das duras críticas relacionadas a essa parte da HQ. Você diria que isso é justo, especialmente depois de todas as reclamações sobre a segunda temporada ter sido muito lenta?

Não, na verdade não. Eu acho que quando você está fazendo seu trabalho como um “contador de histórias”, você, na verdade, está trabalhando para si mesmo, brincando com as expectativas e se preocupando se o que você fez vai vender… isso tudo só vai fazer sua história parecer artificial, e não é  isso que fazemos.

Acho que o que Glenn Mazarra queria deixar claro é que a prisão não será um lugar aconchegante — é melancólica e assustadora, não é um lugar confortável para eles viverem — até porque esta não é uma série confortável.

Há um tempo atrás, eu e você falamos sobre como, ao longo do tempo, você gostaria de ver um ano da HQ passar sem a necessidade de colocar um zumbi sequer nas páginas. É algo que você acha que poderia ser feito na série, apenas examinar o mundo e as pessoas, ignorando completamente os zumbis?

Eu não sei se nunca vamos ter uma temporada de The Walking Dead sem ver nenhum zumbi, e eu também não sei se nós  ficaríamos um ano inteiro sem eles na HQ. Mas o objetivo é fazer com que os personagens e as situações que eu escrevo sejam atraentes o suficiente, de maneira que os zumbis não sejam mais necessários.

Foi difícil resistir à tentação de colocar Michonne na série mais cedo? Quero dizer, obviamente, antes da série ir ao ar e virar um sucesso, não tinha como você saber se haveria uma terceira temporada. Os fãs da HQ estavam pedindo por Michonne desde o primeiro dia.

Não houve pressa para introduzir Michonne; queríamos arrebentar com o final da segunda temporada, e foi Glenn Mazarra que veio e disse: “Devíamos dar uma dica de que Michonne está vindo no episódio final”, o que eu achei que funcionou muito bem.

Nós definitivamente seguramos esse personagem e não nos apressamos em colocá-la na série por uma razão. Eu acho que quando você ver o que vamos fazer com ela, você vai concordar que ela foi colocada na história no momento certo.

É um pouco estranho termos levado três temporadas para chegar à ela, mas até que é uma coisa legal. A série tem sido tão  interessante e tão popular até agora, é interessante para mim pensar que na terceira temporada é que chegaremos na parte boa, com o Governador e Michonne e tudo mais – que  entrar na terceira temporada e ainda ter tanta coisa boa para mostrar que as pessoas nem imaginam, caso só assistam a série, sem ler a HQ.


Fonte: Times Herald
Tradução: Jessica Storrer / Staff WalkingDeadBr

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA