Siga-nos nas redes sociais

1ª Temporada

[WDBr Entrevista – Elenco] Addy Miller (Little Garota Zumbi)

Publicado há

em

Hey, sobreviventes! Batemos um papo super gostoso com uma garotinha incrível! Addy Miller que da vida a litte zombie no episódio piloto de The Walking Dead, nos fala sobre como tem sido sua vida/carreira após a série, seus trabalhos e revela que os fãs brasileiros vão adorar conhecer seu hobby favorito! Confira mais uma super entrevista que realizamos com o elenco da série:

 

– Inglês –

WalkingDeadBr: How was the experience of being in The Walking Dead? In younger living zombie series?

Addy Miller: Being part of The Walking Dead has turned out to be an incredible experience. I have been meeting fans of the show everywhere I go, and I am amazed at their love for the show and my character and how they felt after watching the opening scene. I do not think people expected for a child zombie to be put down in that way, and yes, being the only child zombie has been very cool!

WDBr: How did you enter to the series? Have you been invited or participated the auditions?

AM: I was contacted by the show to audition. I think someone had seen me in another movie or audition, I’m not really sure how they found me. But I auditioned and a week later I learned they loved me and offered me the part!

WDBr: Did you know the comic book of “The Walking Dead” before entering the series, or did you begin to follow it after?

AM: I did not know about the comic book until I was cast in the TV series. After I found out it was a comic book first, my mom and I went out and bought every volume and read them all. I am hooked! I love the comic and the TV show, and I love how they are the same but different from each other too.

WDBr: Did “The Walking Dead” change your life somehow?

AM: Wow, what a good question. I don’t think it has changed my personal life any, but professionally yes. I have been making a lot of personal appearances on behalf of The Walking Dead with other cast members at comic and horror conventions. It has been amazing. I mean this interview for example, I would not be doing this if it wasn’t for the show, so I am forever thankful for this part of my life!

WDBr: You worked next to very talented people. Andrew Lincoln, Frank Darabont, Gregory Nicotero and more. Do you think that somehow this influenced your career? How much did you learn with these masters?

AM: Oh yes! Working with people at this level really has been the highlight of my career. I actually got to know Greg Nicotero the most because I worked with him for fittings before the day we shot my scene. He is someone that I love and wish I could see everyday! His makeup on my face is one of the reasons my character has gotten so much attention, he is just the best of the best!! Working with Frank Darabont was incredible! I mean this is THE director you want directing you. He personally told me what he wanted and how, so I all did was follow his direction and watch what he was doing. It really wasn’t hard, he knew exactly how to get the best from me. Andrew Lincoln was so nice and friendly! He and I met for the first time on set that day, and I was already in my makeup, but we tried to chat because he said he wanted to get to know me first before he had to shoot me. It was very funny on set. I would work with any of these three anytime!!

WDBr: The zombies of “The Walking Dead” are very realistic due the work around the makeup. How it was the makeup process with you? It was too complicated?

AM: To make the Little Girl Zombie took a lot of prep work. I had to have a full head mold created, teeth molds and I had to have my eyes measured for the special child size contacts. So all the prosthetics and stuff on my face were made special to fit my face. For me it was very simple, I just sat there and let the artists do all the work. Total time from start to finish of putting it on me was three hours with two people applying the prosthetics and then Greg (Nicotero) doing the finishing touches of blood and my teeth.

WDBr: What’s your best memory during the filming? Something funny happened that you could share to us?

AM: The stunts!! I loved doing my own stunts. My scene actually has two stunts in it, and the second one was my favorite, when I jumped off a ladder backwards. I guess something funny from set would be Mr. Darabont’s reaction. He would get very happy and jump up. I loved seeing his reaction, it made me feel very good.

WDBr: What your parents thought about your zombie role?

AM: Surprisingly they love it! My mom and dad are very proud of me, and they support me in my career as an actress. I am very lucky!

WDBr: This wasn’t your first adventure with the walking dead. You’ve been also in “One Last Sunset” in 2010. Are you fan of the gender? When/where emerged the like?

AM: Well yes, I have been a zombie before in One Last Sunset. I have also played ghosts in other roles too. I am not a big scary movie fan, althought one of my favorite movies is Poltergiest. But I think I am good at being a little creepy girl, so for me it works. The first role that really got me thinking I liked this type of role was in a movie called Paranormal. I played the lead’s daughter that died and came back to haunt him.

WDBr: What Addy Miller likes to do in free time?

AM: Well my Brazilian fans would probably like to know I play soccer! I used to play on two teams, but this year I dropped to one because of my schedule. Both my parents played in college, so I started young at age 4. If I wasn’t an actress, I would want to be a professional soccer player! I also like to draw anime and I like to hang out with my family and friends.

WDBr: Are you working on some new project?

AM: I have three new projects coming out this year, two movies and another tv show. The TV show is called Ghost Trek (www.facebook.com/ghosttrektv) I play a pretty little pagaent girl that is murdered and haunts the paranormal team. The two movies are Remnants (www.remnants-movie.com), and an Ed Wood remake called Plan 9 (www.plan9movie.com). I actually just play a normal little girl in both of these. I have also busy shooting some short films for film festivals, and for fun this summer, I worked on the movie The Three Stooges, which comes out next year. I am just an orphan girl, but loved working with Jane Lynch and Sean Hayes.

WDBr: Thank you for the interview, Addy! In Brazil’s wish you much success!

– Tradução –

WalkingDeadBr: Como foi a experiência de estar em The Walking Dead? Em viver a zumbi mais jovem da série?

Addy Miller: Fazer parte de The Walking Dead é uma experiência inacreditável. Eu tenho encontrado fãs em todo lugar que vou e me impressiono com o amor deles pela série e pelo meu personagem, além de como eles se sentem após a primeira cena. Não acho que as pessoas esperavam uma criança zumbi no meio do caminho e sim, está sendo bem legal ser a única criança zumbi!

WDBr: Como você entrou para a série? Foi convidada ou participou de audições?

AM: Eu fui chamada para um teste. Acho que alguém tinha me visto em outro filme ou teste, não tenho muita certeza de como me encontraram. Mas fiz o teste e, uma semana depois, soube que me amaram e me ofereceram o papel!

WDBr: Você conhecia os quadrinhos de The Walking Dead antes de entrar na série, ou passou a acompanha-los depois?

AM: Não sabia sobre os quadrinhos até entrar para o elenco da série. Após descobrir que teve origem nos quadrinhos, minha mãe e eu fomos comprar e ler todos os volumes. Fiquei viciada! Amo os gibis e o seriado, e amo como são tão diferentes apesar de serem iguais.

WDBr: The Walking Dead mudou a sua vida de alguma maneira?

AM: Uau, essa é uma boa pergunta. Não acho que mudou minha vida pessoal, mas sim a profissional. Apareço muito mais publicamente em nome do elenco de The Walking Dead com outros membros em convenções de quadrinhos e terror. Tem sido incrível. Essa entrevista, por exemplo, eu não estaria fazendo isso se não fosse pela série. Então, serei sempre grata por essa parte da minha vida!

WDBr: Você trabalhou ao lado de pessoas muito talentosas. Andrew Lincoln, Frank Darabont, Gregory Nicotero e mais. De alguma maneira você acha que isso influenciou na sua carreira? O quanto você aprendeu com esses mestres?

AM: Sim ! Trabalhar com pessoas desse nível tem sido o ponto alto da minha carreira. Na verdade, conheço mais Greg Nicotero porque trabalhei com ele um dia antes de filmar minha cena. Ele é alguém que amo e gostaria de vê-lo todo dia! A maquiagem dele é uma das razões pelas quais meu personagem tem ganho tanta atenção. Ele é o melhor dos melhores! Trabalhar com Frank Darabont foi incrível! Ele é O diretor pelo qual você quer ser dirigido. Ele me contou o que queria e como queria, então tudo que fiz foi seguir seus comandos e observar o que ele fazia. Não foi difícil, ele sabia exatamente como conseguir o melhor de mim. Andrew Lincoln foi tão legal e amigável! Nos conhecemos no set e eu já estava me maqueando, mas tentamos conversar porque ele queria me conhecer antes de atirar em mim. Foi muito engraçado no set. Trabalharia com um desses três a qualquer hora!

WDBr: Os zumbis de The Walking Dead são muito realistas devido ao trabalho em torno da maquiagem. Como foi o processo de maquiagem com você? Foi muito complicado?

AM: Tive muito trabalho na preparação para fazer a menina zumbi. Tive moldes de crânio e dentes e meus olhos precisaram ser medidos para uma lente de contato especial. Todos os protéticos e coisas no meu rosto foram feitos especialmente para ele. Para mim, foi muito simples, só sentei e deixei os artistas fazerem o trabalho. O tempo total para colocarem tudo foi de três horas, com duas pessoas aplicando as coisas e então, Greg (Nicotero) deu os toques finais de sangue e nos meus dentes.

WDBr: Qual sua melhor lembrança durante as filmagens? Aconteceu algo engraçado que você poderia compartilhar conosco?

AM: As acrobacias! Amei fazer minhas próprias, sem precisar de dublê. Minha cena tem duas e a segunda foi minha preferida, quando pulei da escada. Acho que o mais engraçado no set foi a reação do Mr. Darabont. Ele ficava muito feliz e pulava. Adorava ver essa reação, pois me fazia sentir muito bem.

WDBr: O que seus pais pensaram sobre o seu papel de zumbi?

AM: Surpreendentemente, eles amam! Meus pais tem muito orgulho de mim e eles apoiam minha carreira de atriz. Tenho muita sorte!

WDBr: Essa não foi sua primeira aventura com mortos-vivos. Você esteve também em “One Last Sunset” em 2010. Você é fã do gênero? De onde surgiu o gosto?

AM: Bom, sim. Já fui uma zumbi em One Last Sunset e também interpretei fantasmas em outros papéis. Não sou uma grande fã de filmes de terror, embora um dos meus favoritos seja Poltergiest. Mas acho que sou boa em fazer uma menininha assustadora. O primeiro papel que me fez pensar – gosto desse tipo de papel – foi em um filme chamado Paranormal. Interpretei a filha do protagonista, que morreu e voltou para assombrá-lo.

WDBr: O que Addy Miller gosta de fazer no tempo livre?

AM: Meus fãs brasileiros vão gostar de saber que jogo futebol! Costumava jogar em dois times, mas larguei neste ano por causa da minha agenda. Meus pais jogaram na faculdade, então comecei cedo, aos 4 anos. Se eu não fosse atriz, gostaria de ser uma jogadora profissional! Também gosto de desenhar animes e divertir com família e amigos.

WDBr: Está trabalhando em algum projeto novo?

AM: Tenho três novos projetos para este ano: dois filmes e uma outra série. A série se chama Ghost Talker, em que interpreto uma menininha que é assassinada e assombra a equipe paranormal. Os dois filmes são Remnants e um remake de Ed Wood chamado Plan 9. Interpreto uma garota normal em ambos. Também estou filmando uns pequenos filmes para festivais e, para o verão, estou trabalhando no filme The Three Stooges, que estreia ano que vem. Sou só uma menina órfã, mas amei trabalhar com Jane Lynch e Sean Hayes.

WDBr: Obrigado pela entrevista, Addy! O Brasil te deseja muito sucesso!


Tradução: Débora Giunti / Staff WalkingDeadBr

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA