Siga-nos nas redes sociais

4ª Temporada

Dissecando o episódio S04E09 – After: Scott Gimple fala sobre o passado surpreendente de Michonne e a nova dupla Rick e Carl

Publicado há

em

ATENÇÃO: Esta matéria contém spoilers do nono episódio da quarta temporada, “After” (Após).

The Walking Dead voltou com seu primeiro episódio dos 8 restantes da 4ª temporada no domingo com “After”, a primeira de várias parcelas independentes já que a série concentra-se na exploração dos personagens, já que o grupo está dividido.

O episódio dessa semana foi centrado em Rick (Andrew Lincoln) e Carl ( Chandler Riggs), que ainda estavam se recuperando da perda da prisão e da morte de Hershel. Um Rick golpeado e ferido se arrasta constantemente atrás de seu filho, que ainda está furioso com o pai por seu papel na morte de Hershel e na aparente perda de sua irmã mais nova, Judith.

A dupla encontra salvação em uma casa abandonada, e não muito depois Rick desmaia. Com o pai fora de serviço, Carl cai na estrada em busca de comida – e um esforço para provar que ele pode cuidar de si mesmo. O que ele encontra, no entanto, é que as lições de seu pai se mostraram infindáveis e, após vários ataques, faz seu caminho de volta para casa. Depois de vários golpes em seu pai – incluindo um momento Shane! – Rick, sem saber que seu filho tinha apenas desejava sua morte, declara Carl um homem.

Enquanto isso, Michonne (Danai Gurira) está cuidando de si mesma e matando zumbis em todo canto. Ela usa novos “animais de estimação” – zumbis sem suas mandíbulas e braços – para andar entre hordas. Exausta e sozinha, Michonne tem um flashback de antes do apocalipse e sua história de fundo é finalmente revelada! O episódio, escrito pelo criador dos quadrinhos Robert Kirkman, tem uma ligação direta com “The Walking Dead – A história de Michonne”, um “one shot” especial publicado pela primeira vez em 2012, que retratou o namorado da guerreira da katana, Mike, e seu melhor amigo, Terry. Só que desta vez, Michonne tem um filho. Ele preenche um grande vazio no fundo da personagem e explica por que Michonne começou chorar quando segurou Judith na primeira metade da temporada.

the-walking-dead-s04e09-after-005

O episódio termina quando Michonne decide acompanhar as pegadas e acaba na porta da casa onde Rick e Carl estão. O Hollywood Reporter conversou com o showrruner Scott M. Gimple para comentar o episódio e adiantar o que está por vir.

Você é um fã de longa data dos quadrinhos, e este episódio – mais do que qualquer outro – continha momentos-chave deles. Isto foi algo que você queria fazer há muito tempo?

Scott Gimple: Grande parte é a edição 50 – com aspecto da 49 – dos quadrinhos. Essa foi uma questão muito apertada com um começo, meio e um fim. Estava sempre na minha cabeça, mesmo antes de me tornar showrunner, estávamos apenas esperando para lançar a proposta. Nessa temporada, eu sabia que a estrutura seria essa, e eu sabia que queriam que fosse a abertura da midseason. Eu sabia que a história estava com Rick e Carl nos primeiros cinco episódios, apesar de existirem muitos momentos icônicos dos quadrinhos, também há a história do seriado. Eu sabia que isso seria realmente uma forma legal de trazer de volta essas questões dos quadrinhos. Esse foi um daqueles exemplos de história em movimento indo em uma direção diferente, voltando para os quadrinhos.

Rick não parecia que iria se tornar um ponto importante durante esse episódio – uma conexão direta para os quadrinhos. Nós podemos esperar mais esses momentos cruciais dos quadrinhos nessa metade de temporada?

Scott Gimple: Absolutamente, mas em contextos diferentes. Kirkman escreveu e mesmo que ele tenha escrito essas questões nos quadrinhos há muito muitos anos, há vários aspectos que ele acrescentou nesse ano. Quando Greg Nicotero estava dirigindo, ele estava usando vários painéis a partir dos livros e de suas filmagens. Existem outros painéis vindo nessa temporada.

Rick já declarou que Carl é um homem. Como podemos esperar para ver sua mudança de relacionamento daqui pra frente? Será que Rick irá tratar seu filho como um igual?

Scott Gimple: Não só eles têm chegado a esse lugar emocionalmente, como eles estão nesse mundo, sem nenhuma proteção, ele terá que tratá-lo como um igual. A maneira como eles entraram em uma churrascaria juntos, eles eram iguais lá. De certa forma, Carl estava um pouco a frente de seu pai por causa da má forma em que Rick está. Indo mais a frente, eles são muito mais que pai e filho agora.

001

Carl teve uma explosão épica enquanto Rick estava inconsciente. Será que Rick ouviu Carl dizendo que ele desejava que seu pai estivesse morto?

Scott Gimple: Havia tanta coisa que estava sendo dita entre coisas que foram ditas que levaram a isso. Havia tanta tensão que eu acho que Rick podia sentir o ressentimento. Mesmo quando Carl diz: “Eu estaria bem se você estivesse morto”, ele não quis dizer isso, mas foi dito com raiva e ressentimento. E era o que irradiava de seu filho. Rick sabia disso antes de desmaiar.

Nesse momento, Rick e Carl estão se comportando como se Judith não tivesse sobrevivido ao ataque da prisão e ele é o principal responsável pela morte de Hershel. Como o processo de luto de Rick será dessa vez?

Scott Gimple: É isso aí mesmo – para todos esses personagens, de fato. É uma situação muito diferente – eles não têm o luxo de luto. Eles não podem senti-lo no caminho por causa da situação preocupante em que eles se encontram. A prisão era um lugar de segurança e permitiu que eles fossem pessoas de verdade e tivessem um momento para sentir isso. Haverá momentos nesses 8 episódios, mas serão mais sobre sobrevivência. O que faz esses momentos de dor serem muito mais concentrados. O que faz também doce momentos serem mais doces – como quando Rick sorri quando vê Michonne no final.

Nós também aprendemos porque Michonne chorou quando ela segurava Judith na primeira metade da temporada: Michonne era uma mãe e teve um filho.

Scott Gimple: Isso, de certa forma, está completando uma história da última temporada. Na temporada passada, vimos Michonne, com a ajuda de Daryl, Rick e Tyreese, descobrindo que ela estava fugindo. Ela estava indo a procura do Governador, mesmo sabendo que não iria encontrá-lo. Ela estava fazendo isso para se afastar das pessoas e para evitar ficar perto. No momento em que ela decidiu se aproximar, foi quando todas as pessoas foram arrancadas dela – não apenas Hershel. Nesse episódio, começamos com a perda de Hershel, da prisão e de toda a proximidade que ela tinha conseguido. Ela tomou isso como uma mensagem do universo que dizia “eu estava certo. Você não pode chegar perto de pessoas; é assim que você se machuca. Eu perdi Andrea e eu perdi todas essas pessoas, então esqueça. Eu tive a ideia certa. Deixe-me achar alguns animais de estimação novos e andar na Terra sozinha, porque é assim que você fica emocionalmente segura”. Ela é assombrada por seus sonhos, mas o mais importante, ela descobre que seu plano irá torna-la uma pessoa morta. Ela está andando entre os mortos e ela não pode fazer isso. Ela sabe que não pode voltar a ser uma pessoa morta e isolar-se. Esse é um momento de reação catártica e essa é uma das minhas coisas favoritas do show – quando você vê a ação e a emoção explodirem ao mesmo tempo e se alimentarem um do outro, com um significado.

the-walking-dead-s04e09-after-009

Como será ter perdido temporariamente sua nova família, agora que sabemos o quão importante é uma família para ela?

Scott Gimple: Vamos vê-la se abrir muito mais. Nós vamos ouvir mais sobre Michonne, e ela será obrigada a ter Rick e Carl como uma família.

Agora que Rick e Carl se reuniram a Michonne, o que será daqui pra frente? Rick vai se curar. Será que eles vão procurar o resto do grupo? Tentar viver como uma família na casa?

Scott Gimple: Isso será mais na frente, mas iremos responder rapidamente.

Como você descreveria o restante da temporada? Quem mais irá receber uma história do passado?

Scott Gimple: Haverá mais flashbacks, mas não muitos. Esses personagens foram separados um dos outros, o que irá concentra-se em cada personagens de maneiras diferentes. Alguns serão mais aprofundados que os outros, mas não são todos como este episódio. Ate o final dessa metade da temporada, as pessoas vão saber mais sobre esses personagens e terão uma ideia de quem eles eram no início.

O que você pode dizer sobre o episódio da próxima semana? Quem será o foco central?

Scott Gimple: O episódio da próxima semana tem uma estrutura muito legal que nos permite não ter um foco central. Haverá um monte de respostas na próxima semana – pelo menos algumas importantes. Você ficará com outras respostas grandes na semana seguinte e diferentes para que não vimos ainda terão histórias que se dobram entre si. Ficará tudo misturado. O episódio dessa semana foi um daqueles momentos do show em que eu contei histórias que partiram dos quadrinhos só pra chegar exatamente onde os quadrinhos estão e foi uma grande dose de divertimento fazer. Eu amo a quantidade de história no episódio da próxima semana. Eu amo a estrutura e a variedade de história do próximo episodio. Há realmente varias respostas no próximo episodio – não todas, mas algumas grandes!

O que você achou da estreia da midseason? Onde você acha que Rick e companhia irão? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Hollywood Reporter
Tradução: @LuanaSieb / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA