Siga-nos nas redes sociais

4ª Temporada

Post-Mortem do episódio 4×09 – “After” com Robert Kirkman

Publicado há

em

ATENÇÃO: Esta matéria contém spoilers do nono episódio da quarta temporada, “After” (Após).

O site oficial de The Walking Dead da Skybound conseguiu conversar com o homem no comando, Robert Kirkman (que escreveu o nono episódio, também), para fazer algumas perguntas rápidas sobre o episódio da noite passada da quarta temporada de The Walking Dead. Confira:

TheWalkingDead.com: Oi, Robert! Nós acabamos de assistir ao episódio 4×09. Pareceu que ele se aproximou muito dos quadrinhos, talvez mais do que qualquer outro episódio desde o episódio piloto. Você acha que essa tendência vai continuar, vocês se manterão mais próximos dos quadrinhos nessa temporada?

Robert Kirkman: As coisas meio que continuarão como sempre têm sido, às vezes nós nos aproximaremos muito dos quadrinhos, noutras vezes, nem tanto. Acho que esse episódio é um exemplo de uma daquelas vezes em que ficamos extremamente próximos dos quadrinhos.

Existem certos eventos nos quadrinhos que têm, absolutamente, que acontecer na série televisiva, senão a série não seria The Walking Dead, e eu acho que os eventos nesse episódio entre Rick e Carl estabelecem coisas que são absolutamente essenciais para esses personagens irem em frente. Desde o início dessa temporada, Scott Gimple, o showrunner, sabia que ele queria construir essa narrativa e fazê-la exatamente como aconteceu nos quadrinhos. Ele sempre quis que eu escrevesse esse episódio, pois ele disse, “Eu quero que esse episódio seja tão próximo dos quadrinhos que seria basicamente um plágio se qualquer outra pessoa o escrevesse.” Então foi um processo divertido para mim, já que eu geralmente pressiono para escrever os episódios que são os mais diferentes. Esse é um dos motivos pelos quais eu escrevi o episódio 4×03. Esse foi uma diferença de ritmo pra mim. Tive que manter os quadrinhos perto de mim o tempo todo e recorrer a eles e usá-los, para trazer vida a eles. Foi uma mudança de ritmo divertida.

TWD: Acho que uma das melhores coisas para os leitores é ver vocês darem vida aos quadrinhos.

Robert Kirkman: É, e Greg Nicotero dirigiu o episódio, e esteve no seriado desde o início e era fã dos quadrinhos antes da série televisiva começar. Quando ele recebeu o roteiro, ele me disse que era basicamente impossível para ele não imaginar os quadrinhos sempre que chegávamos a um desses momentos. Ele também usou definitivamente os quadrinhos para “modelar” muitas daquelas cenas exatamente como elas aparecem nos quadrinhos, o que eu achei muito legal. Vou dizer que, na verdade, há uma cena a que assistiremos no próximo episódio que é modelada exatamente em função dos quadrinhos.

the-walking-dead-hq-volume-9-aqui-permanecemos

TWD: Esse episódio conteve quase um volume inteiro de The Walking Dead [o nono volume, para aqueles que estão de olho]. Nós teremos um ritmo acelerado nessa temporada, ou ele vai ficar mais lento novamente?

Robert Kirkman: Ainda há algum material do Volume 9 que não apareceu ainda e que, provavelmente, aparecerá em breve, embora eu não vá dizer o que é. Nós truncamos algumas coisas e expandimos outras. Se você olhar os eventos do Volume 1 de The Walking Dead, Dias Passados, muito desse material demorou duas temporadas para ser explorado. Será maleável no que se refere à quantidade de tempo e de espaço que cada edição tomará, mas certamente não haverá uma aceleração em que, de repente, o Volume 12 terá terminado no fim da quarta temporada. Nós seguiremos um ritmo bastante calculado.

TWD: Há uma sequência de sonho com Michonne que toca um pouco nos eventos iniciais da história da Michonne que vimos numa edição especial dos quadrinhos. Esses eventos iniciais de diferentes personagens são algo que vocês querem explorar mais na série ou com Michonne foi especial?

Robert Kirkman: Nós exploraremos muito mais os eventos iniciais das histórias de todos os personagens nesses oito últimos episódios da quarta temporada, embora não necessariamente como sequências de flashback. Faremos isso de várias maneiras diferentes. Mas eu acho que a história da Michonne é uma grande parte do que está acontecendo na totalidade da quarta temporada e acho que as pessoas podem reconhecer que essa cena do 4×09 se liga muito proximamente à cena do 4×02 em que Michonne precisa cuidar de Judith. Essa é uma parte de uma história mais longa que será revelada conforme prosseguirmos.

TWD: Carl cresceu muito nesse episódio, tendo que aprender a viver sozinho e, então, percebendo que pode não conseguir fazer isso, quando pensa que Rick está morto. Haverá uma grande mudança no relacionamento deles?

Robert Kirkman: Gosto de dizer que Carl passou por seus anos de adolescente rebelde nesse episódio. O que sempre me interessou em crianças que crescem nesse universo é que o mundo vai acelerar o quão rápido eles amadurecem e tornam-se adultos. Então, enquanto Carl ainda é muito jovem, ele está passando por muitas coisas horríveis que estão mudando-o e afetando-o, e ele precisa crescer para aprender a sobreviver. Acho que eles dois – Rick e Carl – vão, definitivamente, sair desse episódio com uma relação vastamente diferente, que eu acredito que vá torná-los mais próximos do que jamais estiveram, o que, novamente, fala sobre a natureza acelerada desse episódio. Acho que haverá muita coisa legal vindo desse relacionamento antes da season finale.

carl-grimes-the-walking-dead-s04e09-after

TWD: Falando em crescimento, nesse ponto, Chandler Riggs é bastante mais velho do que Carl nos quadrinhos. Você gosta desse aspecto de poder escrever sobre um Carl alguns anos mais velho?

Robert Kirkman: Essa é outra das mudanças legais que diferenciam a série televisiva dos quadrinhos. O tempo se move muito lentamente nos quadrinhos, aqui estamos adaptando as edições 49 e 50 dos quadrinhos, quando Carl é muito mais jovem. Não passou tanto tempo nos quadrinhos quanto passou na série. Esse é apenas outro elemento que muda os tipos de histórias que estamos contando e também conduz as pequenas diferenças que tornam a série muito mais interessante para trabalhar.

TWD: Por último, mas não menos importante, a cabeça do Hershel foi incrível, havia algum plano de mantê-la viva para o spin-off? “As Aventuras da Cabeça de Hershel no Mundo Zumbi?”

Robert Kirkman: (Risos) Eu não posso revelar nada sobre o spin-off, embora possa dizer que, agora que você falou nisso, estou considerando o spin-off da Cabeça do Hershel. Nós só mudaremos algumas regras sobre os zumbis e diremos que espadas não danificam o cérebro deles o suficiente para matá-los. Acho que podemos fazer alguma coisa daí.

Colocando a piada de lado, foi um trabalho incrível de Greg Nicotero e de toda a KNB. E é simplesmente muito difícil de olhar. Ele nos mandou alguns vídeos de teste daquela coisa enquanto ela estava sendo construída e, quero dizer, eu passei tempos com Scott Wilson, e conheço Scott Wilson… E eu vivo uma vida em que posso ver uma versão falsa da cabeça cortada do cara que eu conheço… no meu telefone… no meio do dia? Foi completamente bizarro pra mim. E acho que os telespectadores terão um momento de partir o coração, muito emocional, e isso é uma incrível peça da habilidade técnica da equipe do Greg Nicotero.

TWD: Muito obrigado, Robert!

O que você achou do episódio “After”? Você aguentaria viver para assistir um spin-off da cabeça do Hershel? Quão louco seria isso? (risos). Deixem seus pensamentos nos comentários abaixo. The Walking Dead retorna no próximo domingo com o décimo episódio da quarta temporada, “Inmates”.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: The Walking Dead da Skybound
Tradução: Lalah / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA