Siga-nos nas redes sociais

Curiosidades

Os 25 melhores zumbis de The Walking Dead

Rafael Façanha

Publicado há

em

[CUIDADO] Spoilers de The Walking Dead.

The Walking Dead tem a ver com um monte de coisa. É sobre liderança, e as variações nos diferentes estilos de se liderar; é sobre fazer escolhas difíceis e sacrifícios; é sobre o desejo humano por sobrevivência, mesmo com todas as evidências de que uma aniquilação em larga escala não é só possível, como também provável – e iminente. Mas também, é claro, é sobre zumbis! Zumbis sangrentos e gloriosos.

Ao compilar esta lista a IGN procurou por zumbis que fosse icônicos, um feito criativo e/ou técnico, ou que representassem um momento importante para os personagens e/ou roteiro. Levando em consideração que os efeitos das maquiagens especiais são incomparáveis, nós achamos vários que se encaixavam em todas as alternativas acima.

Tendo isso tudo dito, nós o convidamos para dar uma olhada no ‘Top 25 melhores zumbis de The Walking Dead’ e para comentar o que acha! Qual o seu favorito?


OS 25 MELHORES ZUMBIS DE THE WALKING DEAD


25 – O Zumbi Solitário

025 - lonely_zombie_the_walking_dead

Episódio: S02E10 – “18 Miles Out” (18 Quilômetros)

Fãs de terror estão sempre procurando pela cena zumbi premiada: o close-up, sangue e tripas, assoalho ensanguentado que mostram zumbis. De preferência, esses momentos destacam um aspecto distinto, ou particularmente grosseiro, dos mordedores apresentados. Nós temos muitas cenas premiadas nessa lista, mas aqui temos algo sobre o isolado ‘zumbi à distância’ que dá a ideia de desolação da série. É uma maneira simples, mas efetiva, de rapidamente dar um sentimento de perda e solidão em um mundo cheio de vivos, e mortos, que foram tirados de suas famílias, suas identidades, sua humanidade e seus caminhos.

24 – Oficial Leon Basset

024 - Leon_dead_K.U.

Episódio: S01E01 – “Days Gone Bye” (Dias Passados)

Tirando o fato de Rick nunca ter gostado muito desse cara ‘negligente e burro’, ele se importou o suficiente para tirar o Oficial do sofrimento quando ele deu de cara com seu cadáver zumbificado vagando do lado de fora da delegacia de King County no episódio piloto da série, ‘Days Gone Bye’. Basset estava presente quando Rick foi baleado em serviço durante a abertura da série. Ele também é um dos primeiros dos seus – tipo isso – amigos, e um dos primeiros, e únicos, zumbis que Rick mata por compaixão.

23 – Quem é o seu Flyboy?

023 - flyboy-walking-dead

Episódio: S03E05 – “Say The Word” (Diga a palavra)

O co-produtor executivo e supervisor de maquiagem de efeitos especiais, Greg Nicotero, é há tempos fã de George A. Romero, e começou sua carreira como artista de maquiagens especiais em ‘Day of the Dead’, de Romero. Como referência à Romero, e seus zumbis icônicos, Nicotero fez um dos zumbis da Terceira Temporada, no episódio 5, ‘Say the Word’, semelhante ao ‘Flyboy’ de ‘Dawn of the Dead’. Os episódios liderados por Nicotero geralmente mostram zumbis distintos ou favoritos dos fãs.

22 – Mais uma para Romero

022 - Walking-Dead-Plaid-Shirt

Episódio: S03E15 – “This Sorrowful Life” (Vida de Agonia)

No episódio 15 da Terceira Temporada, ‘This Sorrowful Life’ – também dirigido por Nicotero – aparece outra homenagem à Romero. Dessa vez o zumbi careca de camisa xadrez do aeroporto de ‘Dawn of the Dead’ toma vez. O original de Romero é um favorito de muitos fãs de terror e tem seu próprio boneco. Muitos dos telespectadores de The Walking Dead falaram da homenagem em fóruns logo após a estréia do episódio no Domingo, 24 de Março de 2013.

21 – O zumbi da autópsia

021 - autopsy_zombie_the_walking_dead_better

Episódio: S02E01 – What Lies Ahead (O Que te Aguarda)

Esse parece quase ser uma homenagem ao filme ‘Tubarão’. Você se lembra quando Hooper estripou o tubarão-tigre quando procurava por pedaços de humanos em ‘Tubarão’? Ele estava procurando por alguma evidência que provasse que o tubarão havia de fato matado uma pessoa desaparecida no clássico de Spielberg. Bem, o zumbi da autópsia é um paralelo bacana à essa sequência. Rick e Daryl estripam o zumbi para ver se ele fez de Sophia seu lanche quando a garotinha desapareceu na Segunda Temporada. A cena é tanto nojenta quanto bem executada tecnicamente falando, e certamente é digna de atenção.

20 – O zumbi pendurado

020 walkingdead_rope_zombie

Episódio: S02E03 – “Save The Last One” (Salve o Último)

Este serviu como um aviso para se ter cautela, e também serviu para um poema! Na Segunda Temporada, no episódio 3, ‘Save the Last One’, Andrea estava no meio de sua dança com o desespero. A mensagem da série foi, ‘se ocupe vivendo ou se ocupe morrendo’. Ela e Daryl saíram em busca de sinais de Sophia quando se depararam com um homem que havia optado não viver no apocalipse zumbi, assim como Andrea havia planejado fazer. Infelizmente para ele, alguns zumbis apareceram e arrancaram a carne de suas pernas enquanto ele ainda estava – aparentemente – respirando. Andrea, sentindo uma semelhança sombria com o morto-vivo pendurado, deu a ele um final misericordioso. O seguinte poema suicida foi achado em uma árvore perto do corpo: ‘Fui mordido. Adoeci. O mundo foi à merda. Desisti.’ A imagem do homem pendurado, com suas pernas sem carne pendendo entre as árvores e com seus braços reanimados procurando por liberdade, assustou Andrea em certo ponto. Isso enfatizou um suicídio que deu errado e deu uma visão trágica da ideia de desistir. E também, que nojo.

19 – Milton

019 The-Walking-Dead-Milton

Episódio: S03E16 – Welcome to the Tombs (Bem-vindo às Tumbas)

Continuando com o tema da Andrea morrendo, Milton merece ser mencionado por, efetivamente, ter matado ela. Foi um momento muito esperado por boa parte da audiência. Também enfatizou a mente cada vez mais perturbada do Governador. Por mais que Milton esperasse que o homem que ele conhecia como Philip voltasse ao normal, ele se mostrou morto há tempos quando brutalmente esfaqueou seu amigo na barriga, declarando que ‘Nesse mundo é matar ou morrer… ou morrer e então matar’. (Parafraseando um pouco aqui).

Foi triste, mas havia ali uma poesia sombria referente à morte. O experimento final de Milton que visava determinar se haveria de fato um ‘resto’ de vida e humanidade nos zumbis foi um empreendimento realizado em primeira mão. O resultado: nenhum traço de Milton permaneceu, como Philip sabia que não permaneceria. Andrea recebeu uma sentença de morte do homem que ela não matou (o Governador); que também tinha alguma simetria com isso. Na verdade, Milton foi um grande personagem, e foi uma pena vê-lo partir. Parecia haver muito potencial a se desenvolver rumando à Quarta Temporada. Infelizmente, não foi o que aconteceu.

18 – Os tanques com cabeças do Governador

018 - Govenor-with-Heads-the-walking-dead

Episódio: S03E03 – Walk with Me (Ande Comigo)

O Governador passando tempo na sua “caverna” – como Greg Nicotero a chama – é uma das imagens mais assustadoras da série. Os aquários cheios de cabeças de zumbis demonstram, mais uma vez, sua insanidade, assim como sua obsessão em fazer experiências com os mordedores e descobrir a cura. A cena remete estranhamente a Brando, em Apocalypse Now. “o horror, o horror”, de fato. Adicionalmente, eles servem como outro exemplo do quão obstinado e poderoso o vírus de reanimação é. É preciso, absolutamente, de um tiro na cabeça para contê-lo.

17 – Comedor de veado

017 - deer-eater_the_walking_dead

Episódio: S01E03 – “Tell it to the Frogs” (Conte isso aos Sapos)

Essa horrivel maquina de comer foi interpretada pelo próprio Nicotero no terceiro episódio da primeira temporada, “Tell it to the frogs”. Ele foi memoravelmente despachado e ajudou a demonstrar um dos traços fundamentais do nosso mais querido personagem. Carl, ainda novo e muito assustado, encontrou o zumbi na floresta comendo a carne de um veado (indicando que eles comeriam também carne não humana) e gritou por ajuda. O grupo em panico correu para acabar com a criatura, arrancando sua cabeça de seu corpo. Daryl, que acabava de voltar de uma caça a esquilos, entrou na briga, no momento em que o grupo estava tentando conter a cabeça que ainda se movia, e andou diretamente ao zumbi comedor de veados e calmamente atirou uma flecha no seu cérebro. E é assim que se faz, e é o porquê de amarmos nosso Daryl.

16 – Esposa do Morgan

016 - morgan_wife_the_walking_dead

Episódio: S01E01 – “Days Gone Bye” (Dias Passados)

Ela já teve um nome, até uma identidade, mas não no momento que a conhecemos. O zumbi que era Jennifer Jones apareceu no primeiro episódio de The Walking Dead, “Days Gone Bye”. Rick conhece Morgan Jones e seu filho Duane quando ele retorna ao seu bairro depois de acordar em um hospital abandonado, em um mundo que foi pelos ares. Morgan cuidou de Rick e o contou sobre o que havia acontecido com o mundo, na casa de um vizinho. Um grupo de zumbis apareceu, e com eles estava a esposa de Morgan/ mãe de Duane, Jennifer. Ou o que sobrou dela. O menino chorou pela mãe, ainda eram os primeiros dias, e ele acreditava que talvez, só talvez, ela ainda estivesse la em algum lugar. Uma coisa interessante sobre Jennifer Jones é que ela pareceu estranhamente atraída pela casa, nos trazendo a pergunta mais importante, da faísca. Seria possível que ela sentisse sua família? Essa é também a primeira vez que ouvimos sobre a “febre” que precede a morte para aqueles que foram mordidos ou infectados. Rick eventualmente da ao Morgan um rifle com um longo alcance. Quando volta para casa, Morgan começa a eliminar os zumbis que perambulam do lado de fora da casa, mas cada vez que vê o rosto de Jennifer ele não consegue prosseguir. Nós concluímos o episódio sem saber se Morgan fez o que tinha que fazer.

15 – Zumbi do para-brisa

015 - windshield-zombie

Episódio: S02E09 – “Triggerfinger” (Dedo no Gatilho)

Ele ficou cruelmente de olho na Lori após o acidente de carro do episódio “Triggerfinger” da segunda temporada. Foi só para mostrar que mesmo em uma era pós-apocalíptica, temos que ficar com os dois olhos na estrada – no caso de um zumbi passar na frente e fazer o seu carro capotar. Para refrescar sua memória: Lori saiu grávida da fazenda para procurar por Rick quando bateu o carro. Sim, os fãs amavam odiar a Lori, mas ela mostrou alguma determinação e muita habilidade para sair dessa. Como aprendemos, enfiar um objeto na cavidade ocular é um método aprovado e comprovado de matar um zumbi.

O Zumbi do Para-Brisa é um daqueles heróis de filmagem, um momento para os fãs pararem e testemunharem alguns efeitos especiais incríveis e um pouco de teatro bruto. E também, o quão louco seria não apenas ficar presa em um carro, mas ter um cara desses querendo brincar de beijinho com você?

14 – Pequena garotinha zumbi da primeira temporada

014 - little-girl-zombie-walking-dead

Episódio: S01E01 – “Days Gone Bye” (Dias Passados)

Essa garotinha foi uma imagem icônica da série por um tempo, particularmente durante a primeira temporada. Rick estava viajando pela Estrada, indo para Atlanta quando ele viu essa gracinha vestida de camisola com pantufas de coelhinho adoráveis. Pensando que ela estava perdida, Rick a chamou. Quando ela virou, revelando ser um cadáver ambulante, ele a matou imediatamente. O momento foi uma indicação do quão rápido Rick estava se ajustando ao pesadelo no qual acordou, e o quão cruel o mundo havia se tornado.

13 – Zumbi da Mascara de Gás

013 - Gas-Mask-Zombie-Walking-Dead-2

Episódio: S03E01 – “Seed” (Semente)

Esse é outro take mágico de zumbi que nós amamos por mérito próprio. Essa beleza apareceu na premier da Terceira temporada, “Seed”, quando Rick e o grupo foram forçados a confrontar um monte de guardas zumbis enquanto tomavam a prisão – o novo paraíso deles. A verdade é que é doentio (doentio do tipo “ugh, nojento”, e doentio do tipo “animal, isso é incrível!”) ver o Rick arrancar o rosto do cara. Porém, a cena também serviu como uma demonstração vivida do quanto o grupo mudou desde que os vimos pela ultima vez, e como eles se tornaram uma máquina bem organizada e sincronizada. Também, repetindo, doentio.

12 – Zumbi com armadura

012 - riot-gear-zombie_the_walking_dead

Episódio: S03E01 – “Seed” (Semente)

Alguns podem dizer que o zumbi da máscara de gás e o zumbi com armadura são a mesma coisa. Eu afirmo que eles são distintos e memoráveis em sua aparência para justificar indivíduos separados. Eu prefiro o zumbi com armadura; Há algo tão triste nele/neles. Esse aqui é criativo, bem executado e parece que foi filmado com um momento congelado no tempo. Você pode quase ouvir o eco do caos na prisão quando eles estavam se transformando. Além disso, ele parece um cachorro inclinando a cabeça, o que é bom.

11 – O zumbi da chave de fenda

011 - ScrewdriverZombie

Episódio: S02E01 – What Lies Ahead (O Que te Aguarda)

Esse é um dos zumbis mais icônicos da série. Ele apareceu na segunda temporada, no episódio de estreia, “O que te Aguarda”, e quase mandou Andrea para longe… até mais. Já limítrofe, quase suicida, a Andrea foi forçada a enfrentar e acabar com esse zumbi com a única ferramenta disponível a ela, uma chave de fenda. Mencionamos que objetos enfiados através da cavidade ocular é sempre uma boa ideia.

O grupo foi forçado a parar no caminho para Fort Benning quando eles encontraram uma aglomeração de zumbis no meio da estrada. Quando uma horda de zumbis passou por eles, todos tentaram ficar indetectáveis. Andrea não estava muito indetectável quando o “daqui-a-pouco-serei-o-zumbi-chave-de-fenda” entrou no trailer para investigar qual o sabor do intestino dela. Ela já estava tremendo e com raiva de Dale por salvar ela ao invés de deixá-la morrer quando ela queria no CDC. Essa cena ilustra que Andrea ainda tinha alguma garra, assim como desejo de viver e morrer em seus próprios termos.

10 – Lembram da Amy?

010 - andreas_sister_the_walking_dead

Episódio: S01E04 – “Vatos” (Vatos)

E aqui está a causa para o desânimo de Andrea. Amy foi uma personagem que viveu muito pouco no programa, e o primeiro membro do núcleo a morrer. Sua morte demonstrou que mesmo que eles estejam se sentindo momentaneamente seguros, eles nunca estão de verdade. Os sobreviventes estavam curtindo uma reunião durante a primeira temporada, episódio 4, “Vatos”, quando de repente o zumbi atacou e ela se tornou a refeição. Amy pagou o preço de se afastar momentaneamente do grupo para usar o banheiro. Ela foi imediatamente mordida quando se afastou. Sua morte deixou a audiência sabendo que qualquer um estava vulnerável, e que os amados iriam ter que matar os seus amados quando convocados. Andrea, irmã de Amy, entrou em colapso depois que a garota morreu e voltou a vida em seus braços, forçando Andrea a atirar de perto na Amy zumbi.

9 – Devorador da Lori

009 - zombie_rick_sated

Episódio: S03E05 – “Say The Word” (Diga a palavra)

É interessante, até agora, quando a base de fãs pediu por uma morte de um personagem, o programa decidiu não mostrar como aconteceu. Vimos a morte de Dale, Shane e a Amy (que foi mencionada no 10º lugar), mas não vimos a da Andrea nem da Lori. Só vimos o antes e/ou depois desses eventos e a porção de pós-morte nem incluiu um corpo. O devorador da Lori ofereceu a única evidência que a mulher de Rick e mãe de Carl tinha partido. Claro que vimos aquela cena macabra e ouvimos Carl atirar logo em seguida, mas não vimos ele dar o headshot depois que ela morreu dando a luz a Judith. O zumbi guloso que acreditamos que se empanturrou da carne dela logo depois de sua morte serviu como um catalisador para o colapso de Rick, um dos principais temas da terceira temporada. Pareceu estranho que somente um zumbi conseguiu comer um humano inteiro, mas talvez ele fosse ambicioso.

8 – Só imagine a hora do banho

008 - governors-daughter_penny_the_walking_dead-1

Episódio: S03E05 – “Say The Word” (Diga a palavra)

A Penny é somente fantástica. Ela é realmente o problema padrão de um zumbi, mas as sessões de pentear o cabelo e dar carinhos que o Governador tinha com ela são relatadas como uns dos momentos mais fantasticamente bizarros e de arrancar a pele da série. É estranho, porque ela representa um de seus pontos fracos, a única razão que ele tem para precisar tomar qualquer medida de compaixão e que nós sentimos algum tipo de simpatia por ele.

A Penny era como a única motivação que existia para o Governador dar algum valor a vida. Ele criou Woodbury para achar um jeito de trazê-la de volta a vida e para dar a ela um lar, uma vez que ele já tinha feito isso. Sua colocação enquanto tinha sua conversa final com Milton era que se ele tivesse sido mais parecido com um monstro anteriormente, ela ainda estaria viva. Tudo que ele faz é uma tentativa de se redimir pela perda no seu passado, o erro irrevogável de sua suavidade anterior. Novamente, assim como Carl. Quando Michonne apresentou Penny ao Senhor Afiado e Efetivo (sua espada), o Governador não tinha razões para conter sua raiva, nem seus demônios interiores. Ele realmente não tinha mais nada para prender ele a sua vida antiga, mais humana.

Em geral, o Governador como um personagem inerente, lança as seguintes questões para a audiência: “Qual o motivo de estar vivo se é assim que os sobreviventes aparentam ser? Se você é apenas como um zumbi sem alma marchando sem rumo?”.

7 – O assassino de Dale

007 - Swamp-Walker-the-walking-dead

Episódio: S02E11 – “Judge, Jury, Executioner” (Juiz, Júri e Executor)

As consequências da decisão de Carl de deixar esse zumbi preso na lama, seu fracasso de tirar ele de lá ou contar para os outros sobre o zumbi ainda reverbera nesse momento da série. O assassino de Dale, ou “zumbi do pântano”, apareceu na segunda temporada no 11º episódio, “Juiz, Júri e Executor”. Carl o descobriu enquanto andava pela floresta e puxou sua arma, porém não apertou o gatilho. Depois que ele próprio soltou o zumbi, o zumbi veio para cima de Dale e rasgou seu intestino para fora. Rick ficou incapaz de terminar com o sofrimento de Dale, então Daryl teve que intervir e fazer isso.

Quando confrontado pelo seu pai no final da terceira temporada sobre ter atirado no soldado de Woodbury, Carl citou seu erro com o zumbi do pântano como um que ele não repetiria novamente. Traduzindo: Carl agora está determinado a eliminar impiedosamente qualquer ameaça em potencial antes que eles possam ferir ele ou algum do grupo… Uma atitude que é espelhada no Governador.

6 – Sophia

006 - sophia_zombie_the_walking_dead

Episódio: S02E07 – “Pretty much dead already” (Praticamente Morto)

Esta ainda dói. Sophia representava esperança, de várias maneiras, e quando ela foi descoberta no celeiro, a perda da esperança. A garotinha de Carol desapareceu depois de fugir para a floresta quando o grupo foi atacado por uma horda de zumbis na estrada, no primeiro episódio da segunda temporada. “What Lies Ahead’. A busca de Sophia levou muitos episódios, nos quais os dois líderes do grupo (Shane e Rick) defendiam pontos de vista diferentes a respeito do sentido de se continuar gastando tempo e arriscando vidas para um esforço com chances de ser vão. A midseason finale, “Pretty Much Dead Already”, revelou que Sophia se transformou em um walker – uma perda devastadora para todos, um fracasso trágico para Rick e um ponto de partida para Shane. Shane insistiu, repetidamente, que eles deveriam encerrar as buscas, que ele considerava sem sentido. Na cabeça de Shane, a recusa de Rick em tomar decisões difíceis estava colocando todo o grupo em risco, e Sophia surgindo de dentro do celeiro foi, efetivamente, o último prego no caixão da já tênue amizade entre Shane e Rick. Devemos notar que Shane já havia se tornado um assassino, e era, para todos os efeitos, uma causa perdida. O grande negócio da série era que, mesmo sendo tão prejudicado como Shane era, ele ainda formava um bom contraponto para as escolhas de Rick.

5 – Shane

005 - the-walking-dead-season-2-episode-12-shane-as-a-zombie

Episódio: S02E12 – “Better Angels” (Melhores Anjos)

Falando nele…! Visualmente, Shane foi um zumbi sutil, já que ele havia morrido recentemente, mas ele representa uma grande virada na série, uma esperada há muito tempo. O confronto final entre Rick e Shane trouxe ao primeiro a crueldade que lhe era necessária para a sobrevivência de todos. Certamente a Ricktatorship não foi perfeita, mas, por algum tempo, manteve a todos respirando e, na maior parte das vezes, conscientes. Ele precisava matar Shane, não o Shane zumbi, mas o homem Shane, a fim de provar a si mesmo que ele faria qualquer coisa para manter-se e àqueles que ele ama a salvo. Antes daquilo, era apenas teoria. Por um minuto, pareceu que Rick iria desabar e morrer, mas ele não é assim, não mesmo. Aquela luta final revelou um aspecto essencial da natureza de Rick para nós, público, bem como para si mesmo. Assim como muitos de nós, Rick não sabia do que era capaz – até ser capaz. Foi um personagem que mudou o jogo para Carl também. Ainda sofrendo com seu fracasso com o zumbi que matou Dale, Carl foi testado. Ele passou no teste do “sobrevivente-no-inferno-na-Terra” ao matar o homem que foi seu protetor, com um tiro na cabeça. Shane zumbi também mostrou a profundidade do contágio e provou que eles todos realmente se transformariam – não importa como morressem.

4 – Merle

004 - merle-zombie-the-walking-dead

Episódio: S03E15 – “This Sorrowful Life” (Vida de Agonia)

Quando pediram a Norman Reedus para descrever os sentimentos de Daryl a respeito de seu irmão Merle, ele disse; “Ele é como uma serpente, mas ele é a minha serpente”. Um dos conceitos centrais do show é que todos temos um monstro dentro de si. Quando Shane morreu e retornou como um morto-vivo, ele se parecia com o monstro no qual já havia se tornado. A metáfora que o vírus representa é a ideia de que estamos todos infectados, todos nós temos o potencial de se tornar um monstro. A pergunta é: sucumbiremos?

As provações no mundo pós-apocalipse zumbi trouxe o pior do que havia em alguns, mas trouxe à tona o melhor que havia em Daryl. Sua conexão com o grupo e a confiança depositada nele o tornou um homem melhor. Alguns diriam que o melhor de todos. Seu calcanhar de Aquiles, no entanto, evidentemente, era seu irmão Merle. Eles tinham apenas um ao outro para confiar durante toda a vida, então, apesar de ser cruel, calculista – e racista – custou tudo a Daryl dar adeus a Merle. A tragédia disso tudo está no fato de que Merle era capaz de se redimir. Daryl o perdeu para sempre. A cena em que Daryl encontra seu irmão como zumbi foi uma das mais tristes e emocionalmente fortes em toda a série até o momento. Também representa uma grande mudança para Daryl, mas isso ainda estamos por ver.

3 – Zumbi do Poço

003 - walking_dead_well_zombie

Episódio: S02E05 – “Cherokee Rose” (Rosa Cherokee)

O zumbi do poço foi um dos mais elaborados, asquerosos e memoráveis de toda a série. Trabalhos de efeitos especiais à parte, ele também como uma prova de fogo para testar a disponibilidade inconsequente de Glenn. O grupo estava procurando por fontes de água limpa na segunda temporada, episódio 4, “Cherokee Rose”, quando eles descobriram essa massa inchada de zumbi dentro do poço. Novamente, serviu como um atestado do quão resilente é o vírus, e ilustra mais uma vez que não existe um bastião de pureza limpo, claro e puro, intocado. Tudo está infectado, e todos, em todos os lugares.

2 – Os zumbis de estimação de Michonne

002 - the-walking-dead-michonne-pets

Episódio: S02E13 – “Beside the Dying Fire” (Ao Lado do Fogo que se Extingue)

Os pets da Michonne são meus zumbis favoritos na série. Lutei muito para dar a eles o posto de número um, mas, finalmente, parece que os vencedores conquistaram seu espaço. Eu os amo! Primeiramente, eles são incrivelmente bem concebidos e executados visualmente. Eles simplesmente são legais. Os pets enquanto acessórios adicionaram muito à personagem sem que ela precisasse dizer uma única palavra – embora eu tenha ficado feliz, assim como todos, quando ela finalmente começou a falar frases inteiras! Eles nos dão uma visão a respeito da ingenuidade da personagem e de sua criatividade. Eles também nos contam que ela não irá se render facilmente. Ela não apenas os rendeu, inócuos e sem poder algum sobre ela, como também os tornou aliados. Em poucas palavras: totalmente badass! As únicas palavras que ela menciona a respeito daqueles outrora humanos que se tornaram seus pets, são tão assustadoras quanto eles: “Eles nunca foram humanos.”

Os pets também nos mostram que o walkers – quando dado o tratamento Michonne – podem ser usados como “repelentes de zumbis” portáteis.

1 – A Garota da Bicicleta

001 - The_Walking_Dead_Bicycle-_Girl

Episódio: S01E01 – “Days Gone Bye” (Dias Passados)

O primeiro corte é o mais profundo.

Talvez o zumbi mais icônico de The Walking Dead, a garota da bicicleta também representa o primeiro zumbi que Rick encontra, e dá uma “morte misericordiosa’. A aparência horrível de seu corpo dilacerado não é do tipo que rapidamente abandona a nossa imaginação. Quando Rick retorna para mata-la, o telespectador experimenta uma sensação concreta de alívio do sofrimento dela. No entanto, ficamos nos perguntando como ela encontrou aquele destino, inicialmente; uma pergunta que The Walking Dead fica feliz em nos responder, uma vez que a garota da bicicleta inspirou a primeira websérie derivada do show, na qual Greg Nicotero traça as suas origens (durante o surto) até seu final trágico.


Fonte: IGN
Tradução: Sabrina, Laís, Marília e Jessica / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA