Siga-nos nas redes sociais

2ª Temporada

Greg Nicotero fala Sobre a 2ª temporada e Seu Trabalho

Publicado há

em

De todo o pessoal que trabalha por trás das cenas da série da AMC, The Walking Dead, Greg Nicotero é sem dúvida o mais valorizado. Não somente por ser o “maestro” responsável pela aparência dos zumbis na série, mas ele oferece gêneros de contos sobre suas experiências e esperteza que o levaram a essa promoção como co-produtor executivo para segunda temporada. Em uma visita recente aos camarins da segunda temporada de The Walking Dead, no sul de Atlanta, a galera do Fearnet se juntou ao grupo de jornalistas que estavam conversando com Nicotero, e descobriu o que ele tinha a dizer após um tempo.

Sobre a melhora nas maquiagens para segunda temporada:

Após a última temporada eu montei uma lista do que fazer e não fazer para a segunda temporada. Como eu estava assistindo a série, existia duas pequenas coisas que eu notei e que eu gostei, “Eu posso aperfeiçoar isso, eu posso fazer com que fique melhor.” Ninguém mais no mundo poderia ter notado isso exceto eu e provavelmente Frank [Darabont]. Mas até mesmo Frank… Existe um erro nosso quando Amy é mordida no pescoço. Foi um ângulo que nós fizemos que nós precisamos repetir de duas a três vezes a mesma cena, porque você sabe o sangue é totalmente imprevisível, você nunca sabe para aonde ele vai, você tem que puxar a seringa e esperar que saia perfeitamente. Se o sangue sair muito antes e vem no guarda-roupa de zumbis antes de você atirar… Tem pequenas coisas que você tem que se preocupar. Eu sou o pior porque meu estômago fica dando nós antes deles atirarem em alguma coisa, mas o estranho é que tinha uma estranha dobra no pescoço naquela cena que eles usaram antes na série. Eu me lembro de estar vendo acontecer “Oh…” isso me deixa louco, então eu fico pensando, “Ok, na próxima temporada eu devo evitar algo desse tipo?” Então é claro que eu falei com o Frank e ele disse, “Cara, se eles não estão olhando para o pescoço, isso é um problema, eles não deveriam estar olhando justamente ali, eles devem estar de olho bem aonde o zumbi morde!” Então foi divertido colocar ele nessa perspectiva, nós gastamos muito tempo olhando as maquiagens e então pensamos que fizemos um bom trabalho ou as pessoas falaram de mais; e usando isso foi o nosso ponto de partida para essa temporada. Então nós esculpimos muito ou adicionamos novas peças e muitas próteses novas, nós tivemos muitos personagens heróis. Essa temporada é de uma tonalidade diferente da do ano passado, porque no ano passado nós estávamos no meio da cidade, então um zumbi poderia vir de qualquer edifício em qualquer lugar. Este ano por causa de nossa mudança para a fazenda do Hershel, como nos quadrinhos, a fazenda certamente não é cheia de zumbis, então existe muitos episódios sem aquela grande carga de zumbis, então de repente – boom – o próximo episódio existe 60 ou 80 deles. Então eu não estava nervoso sobre isso, porque eu estava realmente orgulhoso do que nós fizemos no ano passado, e como sempre eu estava observando que o que nós tínhamos feito e pensando em como podemos fazer com que isso fique melhor e como vamos aperfeiçoar isso. É provavelmente o gênero de fã em mim, o frequentador de cinema quer ver algo diferente, algo novo e ir pensando, “Ok o que esta série vai me mostrar agora?” Então é esse tipo de coisa que eu quero instigar com The Walking Dead. A primeira temporada foi o primeiro filme, essa é o segundo e o terceiro. Eu os olho e lembro como se fossem o “Senhor dos Anéis” eu acho.

[Risos]

Sobre o maior orgulho nessa temporada:

No total eu penso que a aparência dos zumbis em geral tem sido melhorada comparada com o ano passado. Existe uma parte em um episódio no ano passado onde teve um close em um zumbi, ela se virou diante da câmera e então tinha uma ferida em sua bochecha, eu me lembro de que aquela parte me chateou, não porque ela não se parecia com um zumbi, mas porque ela apenas parecia uma garota com uma ferida em sua bochecha. Então o que eu precisava fazer era ter certeza que eu iria suspender a descrença do publico; o que nós literalmente fizemos com os zumbis em algum lugar em Georgia e nós os destripamos em nossos camarins e então colocamos em cena. Então nós acrescentamos muito mais nas maquiagens exagerando em ossos sendo mostrado em lugar de bochechas e queixos alongados. E nós criamos muitas lentes de contato, então cada super zumbi que você viu na série esse ano foi aperfeiçoado por causa das coisas que eu notei quando eu assisti a série, é como lentes de contato versus sem lentes de contato… Quando você tem uma cena e existem 80 ou 100 zumbis, não tem como você colocar 100 lentes de contato é claro. Você coloca essas lentes nos primeiros 20 ou 25 e no fundo para os que estão atrás você apenas diz para eles manterem suas cabeças abaixadas, mas de vez em quando você verá uma parte aonde eles estarão muito perto, e para mim isso me distrai da série, porque eu sou do tipo “Oh, os olhos desse cara deveriam estar mortos!” Mas eu sou provavelmente a única pessoa que realmente percebe isso, não as outras pessoas, porém quando você olha aqueles olhos assustadores, e um grande destaque para eles porque se não com pouca coisa fica parecendo como alguém normal com um pouco mais de maquiagem. Eu constantemente fico parado em frente à TV e eu nunca fui tão exigente como eu estou nessa série, vendo junto com o diretor porque o diretor olha para mim com um ar de que eu tenho certeza de destacar esses olhos mais do que qualquer outra coisa. Após cada cena que eles gostam ele ficam do tipo “Como foi isso?” e eu fico do tipo “Bom, existe um cara que esteve fazendo um pouco de Frankenstein. Tenho que ir…”,”Sim vá atrás dele!” então eu ando para o camarim e digo “Mantenha seus braços abaixados, faça isso…” Você está constantemente melhorando e deixando mais fino o fundo a cada cena, porque sempre vai ter alguém fazendo algo de diferente como balançar o braço e isso te distrai.

Sobre como seu papel evoluiu agora que ele é um co-produtor executivo:

Foi apenas poucas coisas que evoluíram no fim do ano passado. Gale (Anne Hurd) e Frank me chamaram e disseram, “Olha, você realmente faz mais do que efeitos especiais e maquiagens”. “Você tem um papel ativo em promover a qualidade da série para frente, então nós queremos dar a você um crédito de produtor de consultoria.” Isso veio no fim do ano passado, então no começo desse ano mesmo eu peguei mais do que um papel ativo em observar mais cenas avançadas na série, efeitos, anotações dos scripts entre outras coisas, então minha voz começou a ser ouvida como um produtor. E isso veio depois de vários meses atrás, mas eu acho que eles só chegaram a anunciar isso porque eles queriam juntar com a vitória do Emmy e com os Webisodes que eu tinha feito, juntando com o começo da série, porém… eu sou um criador de maquiagens… Eu recebi um e-mail de Sam Raimi noite passada dizendo, “Hey, parabéns!” e eu disse, “Sim, é bom ser tratado como um adulto” porque por natureza existe esse jeito de criança que você tem quando você está brincando com monstros e você está colocando sangue falso nas coisas, existe apenas algumas coisas sobre os criadores de maquiagens, essa infantilidade sobre eles. Para evoluir na série nessa capacidade e estar envolvido com os diretores que vem com um criador de efeitos com eles passando pelos erros com eles e justo nessa hora quando começar a ouvir a voz deles aonde eu posso ir e dizer “Pessoal, vocês sabem, nós não fizemos nada disso, vamos pegar um erro desse e vamos anotar em um episódio futuro.” Então eu sou capaz de olhar do ponto de vista do criador de efeitos de maquiagens, mas sempre enxergar onde os personagens estão indo e ter conversas com Andy Lincoln e sobre seus personagens. Então é realmente excitante, é um novo capitulo em minha carreira podendo ser capaz de ser muito gratificante. Ano passado eu pensava que era o melhor, ano passado quando me chamaram e disseram que queriam que eu fosse o consultor de produção, eu pensava, “Uau, isso é ótimo! Como isso poderia ser melhor?” assim nesse ano tendo tais desenvolvimentos na série e incrementar coisas no script, é realmente muito empolgante. É para isso que você trabalha, para ser capaz de ajudar a modelar o material que você tanto ama.


Fonte: Fearnet
Tradução: @PeriiX / Staff WalkingDeadBr

Publicidade
Comentários

EM ALTA