Siga-nos nas redes sociais

Spin-off

Projeto de The Walking Dead focado em um vilão está em desenvolvimento

Scott M. Gimple revelou durante o The Walking Dead Holiday Special que eles estão trabalhando em um projeto focado em um icônico vilão.

Gina Machado

Publicado há

em

Montagem com os vilões de The Walking Dead - Governador, Alpha e Negan

O produtor executivo e diretor de conteúdo Scott M. Gimple revelou que um projeto sobre “um dos maiores vilões de The Walking Dead de todos os tempos” está em desenvolvimento na AMC.

Na primeira década de The Walking Dead, o grupo de sobreviventes do apocalipse zumbi, liderado por Rick Grimes (Andrew Lincoln), lutou contra os mortos e temeram os vivos – incluindo o líder de Woodbury, o Governador (David Morrissey), o canibal do Terminus, Gareth (Andrew J. West), Negan (Jeffrey Dean Morgan) e seus Salvadores, e Alpha (Samantha Morton) e Beta (Ryan Hurst) dos Sussurradores. Todos morreram, exceto Negan, e qualquer um deles pode estar retornando ao universo em expansão de The Walking Dead.

“Estamos trabalhando em algo com um dos maiores vilões de The Walking Dead de todos os tempos, e está acontecendo.”, disse Gimple durante o The Walking Dead Holiday Special.

The Walking Dead já encerrou a produção de “Here’s Negan”, um dos seis novos episódios da extensão da 10ª temporada, que serão exibidos no início de 2021. “Here’s Negan” é inspirado na história em quadrinhos de mesmo nome, e revela a história de origem nunca antes contada de Negan, voltando para antes do apocalipse zumbi, com sua esposa doente de câncer Lucille (Hilarie Burton Morgan).

Hurst, que interpretou o imponente Sussurrador Beta nas temporadas 9 e 10, deu a entender que a origem de seu personagem será explorada em Tales of The Walking Dead. A antologia episódica criada por Gimple trará de volta personagens mortos e acontecerá ao longo do apocalipse de uma década, contando histórias totalmente novas com personagens do passado.

Gimple pode estar sugerindo o retorno do Governador, conhecido como Philip Blake, que aterrorizou os sobreviventes quando eles se esconderam dentro de uma prisão na Geórgia. Entre suas muitas mortes estão Merle Dixon (Michael Rooker) e Hershel (Scott Wilson), além de causar a morte de Andrea (Laurie Holden).

Morrissey expressou repetidamente sua vontade de retornar ao mundo de The Walking Dead. O ator faz referência ao material não utilizado da série de livros de Robert Kirkman e Jay Bonansinga – A Ascensão do Governador, O Caminho para Woodbury e A Queda do Governador – contando a rica história por trás do futuro vilão.

“Obviamente, The Walking Dead vem de uma série de histórias em quadrinhos de Robert Kirkman. Há três livros dentro disso: A Ascensão do Governador, O Caminho para Woodbury e A Queda do Governador. São histórias brilhantes”, disse Morrissey em uma entrevista durante o verão. “Se eu voltasse, e adoraria voltar, como um filme, há histórias a serem contadas nesses livros que considero realmente fascinantes.”

Qual vilão você gostaria de ver nesse projeto? E você gostaria que fosse uma série ou um filme? Deixe nos comentários!

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Robert Kirkman

Robert Kirkman fala sobre Tales of The Walking Dead e outros possíveis spin-offs

O criador dos quadrinhos de The Walking Dead, Robert Kirkman, falou sobre os planos para Tales of The Walking Dead e o futuro da franquia.

Gina Machado

Publicado há

em

Robert Kirkman sentado em um sofá com alguns quadros de seus projetos ao fundo

A série de zumbis da AMC, The Walking Dead, está chegando ao fim após a 11ª temporada, mas a popular franquia de terror está longe de terminar. Além das séries Fear the Walking Dead e The Walking Dead: The World Beyond, há um punhado de spinoffs em andamento, incluindo um focando nos personagens favoritos dos fãs Daryl (Norman Reedus) e Carol (Melissa McBride) atualmente definido para estrear em 2023.

Falando com Steve Weintraub da Collider sobre sua próxima série de animação na Amazon, Invincible, o co-criador de The Walking Dead e renomado escritor de quadrinhos Robert Kirkman compartilhou alguns detalhes sobre a lista de próximos projetos em seu universo zumbi de enorme sucesso, começando com alguns dos planos ele anunciou recentemente a série de antologia Tales of the Walking Dead. Kirkman revelou que o spinoff terá temporadas mais curtas do que a série principal e está sendo trabalhada agora:

“Posso dizer que definitivamente não terá 16 episódios… Será uma temporada menor, já está em pleno andamento… Quer dizer, temos esperança de que dure além da primeira temporada. Não há nenhum tipo de final do que estamos fazendo, estamos apenas tentando fazer a melhor temporada possível para começar e ver como as coisas vão a partir daí. Acho que é uma tremenda oportunidade de explorar muitos aspectos diferentes do universo de Walking Dead, para poder pular para frente e para trás no tempo, e também fazer coisas que são muito diferentes do que fizemos em The Walking Dead até agora. Então, acho que vai ser uma série muito legal, mas vamos ver como as coisas vão.”

LEIA TAMBÉM:
CRÍTICA | The Walking Dead S10E20 – “Splinter”: Gatilhos

Sem dúvida, os fãs de The Walking Dead estão mais ansiosos para ouvir sobre as aventuras de Daryl e Carol, e embora Robert Kirkman não pudesse divulgar muito, ele indicou que a série ainda está no caminho certo para começar a produção após a 11ª temporada de The Walking Dead:

“Tudo o que direi é que Carol e Daryl são uma parte importante da 11ª temporada, e a 11ª temporada da série é uma temporada expandida que é muito mais longa do que as anteriores. E então Angela Kang [showrunner] e todo mundo está trabalhando duro nisso agora, e o spinoff de Carol e Daryl é algo que eu acho que aumentará a produção próximo ao final da 11ª temporada da série, que estamos bastante focados agora.”

Quando questionado se a série de Daryl e Carol já tinha um título, Robert Kirkman timidamente desviou, dizendo: “Acho que a rima de ‘Daryl e Carol ‘ é ótima. ‘Daryl e Carol e Carol e Daryl e Carol’, é ótimo. Olha, aqui está a música tema bem aqui. Precisa de outro título? Talvez não.” Parece que teremos que esperar um pouco mais para a revelação oficial de um título.

Finalmente, Kirkman brincou que um spinoff de Walking Dead em outro idioma, ambientado em uma parte diferente do globo, pode estar em obras:

COLLIDER: Algo que me pergunto é se vocês já falaram sobre fazer uma série de Walking Dead em outro idioma, em outra parte do planeta? Eu sei que Fear the Walking Dead fez um pouco do México e outras coisas, mas estou falando sobre The Walking Dead: Espanha, ou The Walking Dead: Paris. Algo nesse sentido, onde é um país completamente diferente e um idioma diferente.

KIRKMAN: Sim, vou responder a essa pergunta olhando silenciosamente para a minha xícara de café. (bebe café) É perfeitamente possível.

COLLIDER: Certo. Então, isso pode ser algo vindo?

KIRKMAN: (risos) Pode ser! Poderia ser.

COLLIDER: Não sei, acho que poderia ser muito legal.

KIRKMAN: Eu acho que vai ser! Possivelmente! Talvez! Veremos.

Continue lendo

Spin-off

Tales of the Walking Dead poderá ter episódios animados e musicais

Tales of the Walking Dead contará novas histórias sobre personagens familiares e não familiares, incluindo aqueles que já morreram no TWDU.

Rafaela Mazulquim

Publicado há

em

rick grimes matando um zumbi na animação de The Walking Dead Red Machete

The Walking Dead pode ser atualizado e ajustado em Tales of the Walking Dead, o spinoff em desenvolvimento na AMC Networks. Um dos dois novos spinoffs de Walking Dead anunciados pela rede em setembro, Tales contará novas histórias sobre personagens familiares e não familiares, incluindo aqueles que já morreram em The Walking Dead. Personagens que sobreviverem à série-mãe, que termina com sua 11ª temporada em 2022, também devem retornar em Tales of the Walking Dead, que experimentará vários tipos de gênero e formato à medida que explora novos cantos do universo Walking Dead:

“Algumas serão histórias de terror, algumas serão comédia, algumas serão aventuras”, disse Scott Gimple, diretor de conteúdo do Universo TWD e criador de TalesTWD, na última edição da Emmy Magazine. “Alguns podem usar animação. Poderíamos ter episódios musicais.”

A franquia live-action se envolveu com segmentos animados em The Walking Dead: Red Machete, uma série curta de seis partes que documenta a história do facão de cabo vermelho usado por Rick Grimes (Andrew Lincoln) para executar Gareth (Andrew J. West) na 5ª temporada de The Walking Dead.

LEIA TAMBÉM:
Projeto de The Walking Dead focado em um vilão está em desenvolvimento

No essência dessa abordagem vale-tudo: contar uma ampla variedade de histórias de zumbis no cenário de The Walking Dead.

Os episódios serão diferentes de semana para semana, tornando TalesTWD um prato cheio de histórias que “simplesmente não poderíamos contar em nenhum dos outros programas. E para ser diferente um do outro, semana após semana”, Gimple disse ao The Los Angeles Times. Junto com uma lista de gêneros, TalesTWD vai explorar “diferentes períodos de tempo no apocalipse. Diferentes tipos de personagens. Alguns episódios que têm um personagem e talvez muitas pessoas mortas.”

TalesTWD não apenas surpreenderá a cada semana, trazendo aos fãs novos tipos de crossovers, mas também analisará mais profundamente os favoritos dos fãs, como Abraham Ford (Michael Cudlitz), bem como personagens únicos como Eastman (John Carroll Lynch).

“Nós temos o programa de Carol e Daryl, que de certa forma é a peça central do que está acontecendo”, Gimple disse recentemente ao ComicBook.com sobre Walking Dead de 2022 em diante. “Tales, por outro lado, é completamente diferente. Não há nem mesmo um elenco fixo para essa série. Acho que haverá uma mistura de velhos favoritos de várias maneiras, sejam especiais, sejam minisséries, sejam em Contos, e então coisas como Carol e Daryl, e lançadas de uma forma que não saturemos as pessoas com isso, mas permitindo que as pessoas tenham um fluxo constante de The Walking Dead em suas vidas. Esse é o nosso objetivo.”

Continue lendo

Spin-off

Projeto de comédia de The Walking Dead está em desenvolvimento

Scott M. Gimple revelou durante o The Walking Dead Holiday Special que eles estão trabalhando atualmente em um projeto de comédia.

Rafael Façanha

Publicado há

em

Jeffrey Dean Morgan (Negan) e Andrew Lincoln (Rick) sorrindo durante os bastidores da 7ª temporada de The Walking Dead

Pensando em expandir cada vez mais o Universo The Walking Dead, o diretor de conteúdo da franquia, Scott M. Gimple, anunciou durante o The Walking Dead Holiday Special que atualmente eles estão desenvolvendo um projeto voltado para a comédia.

Além de novos episódios dos três programas de The Walking Dead que retornarão em 2021 – a série principal e os derivados Fear the Walking Dead e TWD: World Beyond – Gimple supervisiona um quadro que inclui o spin-off sem título de Daryl/Carol e a série antológica Tales of The Walking Dead.

O projeto de comédia é parte de um plano que abrange uma variedade de minisséries, histórias curtas e outras séries e especiais de duração limitada ou autônoma que expandem o Universo The Walking Dead.

“Estamos trabalhando em uma ‘comédia direta’ de The Walking Dead agora”, disse Gimple durante o especial exibido no AMC+. “Não estamos tirando sarro do nosso mundo, mas é apenas mais uma visão cômica do mundo.”

Não ficou claro se esse projeto em que estão trabalhando agora seria uma série ou algum curta parte do objetivo de Gimple de “conseguir mais variedade nas coisas que lançamos”, como disse ao The Hollywood Reporter em outubro do ano passado.

“A televisão está mudando, e isso é empolgante porque podemos contar histórias em outros formatos além de temporadas de 16 episódios. Acho que continuaremos fazendo isso e temos planos para isso, mas também temos planos para séries de curta duração”, Gimple disse na época. “Para minisséries, para coisas que são como especiais. E aproveitar não apenas as diferentes histórias que podemos contar, mas também os diferentes formatos em que podemos contá-las.”

Gimple acrescentou que seria “bobagem” não contar diferentes tipos de histórias, incluindo aquelas não conectadas aos programas de televisão ou à trilogia de longa-metragem da franquia centrada em Rick Grimes (Andrew Lincoln).

“Acho que esse é o futuro da televisão, que não há apenas uma maneira de fazer isso. Como este é um mundo tão grande com histórias tão diferentes, seria bobagem não fazer isso”, disse ele. “E também significa que nem tudo que lançamos será conectado a qualquer um dos programas existentes. E, além disso, alguns deles podem nem mesmo precisar ir além de uma certa duração.”

Diferente de The Walking Dead e Fear the Walking Dead, ambos consistindo de temporadas de 16 episódios, Gimple acrescentou: “Queremos fazer essas coisas menores que são completamente próprias e, em seguida, fazer outra coisa. Algumas coisas podem ter três episódios, outras podem ter seis episódios, algumas coisas podem ter 12 ou 16 [episódios].”

The Walking Dead retorna em 28 de Fevereiro de 2021 com os 6 episódios extras das 10ª temporada.

Continue lendo

EM ALTA