Siga-nos nas redes sociais

Série

Scott Gimple fala sobre a quinta temporada, os quadrinhos e o final de The Walking Dead

Rafael Façanha

Publicado há

em

No Saturn Movie Awards da quinta-feira passada, The Walking Dead foi para casa com uma série de prêmios – Melhor Série de TV a cabo, Melhor Atriz Coadjuvante (Melissa McBride) e Melhor Performance por um Ator Jovem (Chandler Riggs). A quarta temporada de The Walking Dead – em particular a segunda metade – foi como um verdadeiro renascimento para a série. Na quarta temporada, o maior programa de televisão no ar viu-se contando histórias decididamente menores e mais intimistas. Os zumbis se tornaram um pano de fundo para uma parábola pessimista sobre os efeitos da culpa do sobrevivente.

Muito do crédito para o sucesso da temporada pode ser atribuída ao showrunner Scott Gimple – que tem sido roteirista da série desde a segunda temporada. Após a premiação, o Collider conversou com Gimple sobre as escolhas estruturais da quarta temporada, a próxima série spinoff, seu episódio favorito, a quinta temporada de The Walking Dead, e o final da série.

Scott Gimple em relação a elaboração da estrutura da 4ª temporada de The Walking Dead:

Eu tinha um projeto para a temporada, uma arquitetura que poderíamos construir… Nos quadrinhos, o grupo não é tão grande. Poucas pessoas conseguiram sair da prisão. Tínhamos este grupo enorme que voltaria a ficar junto e, no início do ano, eu queria ter uma história para cada personagem e essa história tinha que corresponder ao desejado no final. Colocamos algumas coisas no primeiro episódio, mas só foram melhor explicadas na segunda metade. Isso foi proposital.

Trabalhando na série – mesmo antes de estar na posição que estou agora – eu pesquisava sobre a história da Geórgia e a história de Atlanta às vezes apenas para ter algumas ideias. Quando ando por lá, há muita história nos arredores e ,durante o hiato, eu observei todos os trilhos que cruzam a Geórgia. Eu também sabia que Atlantis costumava ser chamada de Terminus porque todos estes trilhos convergiam lá e coloquei essa ideia de lado. Quando estávamos falando sobre a temporada na sala dos roteiristas, eu peguei o material Terminus que tinha lido e tudo fez sentido. Era realmente o caminho certo para todos esses personagens seguirem por si mesmos. Isso nos permitiu contar as histórias emocionais que já sabíamos. Às vezes, esse é o truque com a série – sabemos as histórias emocionais, mas temos de encontrar realidades práticas para que algumas dessas histórias aconteçam.

the-walking-dead-season-4

Gimple no que diz respeito a permanecer fiel aos enredos dos quadrinhos:

É engraçado – na época em que comecei a segunda temporada, eu dizia algo como “Devemos seguir exatamente os quadrinhos” e Kirkman falava algo do tipo “Vamos nos divertir. Já fiz isso antes.” Eu certamente não vou abandonar as coisas icônicas dos quadrinhos. Eu definitivamente quero ficar com os quadrinhos, tanto quanto possível, mas isso também é impossível com Daryl Dixon e os personagens que estão vivos, mas mortos nos quadrinhos. Há um efeito borboleta. Mas, isso é realmente uma parte incrivelmente divertida da série. Eu diria que até mesmo as invenções que temos na série são inspiradas na história em quadrinhos.

Gimple sobre a estrutura da quinta temporada:

Não será uma cópia da temporada anterior… O desafio da série é que a cada oito episódios, é uma série totalmente nova. Posso dizer que poderão haver algumas adaptações estruturais pouco conhecidas. Mas de modo geral, será uma nova versão da história em quadrinhos.

Gimple falando sobre o próximo spinoff de The Walking Dead e se haverá ou não um cruzamento dos enredos das duas séries:

Eu tenho pouco a ver com o spinoff … Isso é o que eu sei. É ambientado no mundo de The Walking Dead, mas pelo que eu entendi, não é como se fosse com um primo de Daryl ou qualquer coisa parecida… Eu nunca diria nunca, porque se eu fosse o telespectador eu diria que parece ser uma ideia incrível. Mas, estamos fazendo a nossa própria série. Eu também acho que um crossover pode ser difícil porque teríamos que adaptar muita coisa da história em quadrinhos. Vamos ver. Quando chegarmos a guerra, quem sabe? Vamos adicionar uma outra facção. Serão os Saviors, Hilltop e os ‘Spinoffers’.

Gimple sobre a etapa final da série:

Eu diria “sim” [há um final para a série]. Na verdade, eu não gosto de saber spoilers da história em quadrinhos. Eu leio conforme acompanho a série. Robert se ofereceu para me dizer a coisa toda por isso sei aspectos gerais do mesmo. Eu sei como será o final em termos emocionais, mas há aspectos práticos, e quero seguir os quadrinhos. Com esses personagens, você definitivamente tem que pensar em um final emocional e isso é uma parte muito importante para qual estou me direcionando. Mas, quero ter a flexibilidade para mudar algumas coisas dos quadrinhos e não quero que Robert me dê spoilers de toda a série.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a quinta temporada em Outubro de 2014 na AMC e na FOX Brasil. O trailer da temporada, bem como a data oficial de lançamento, será divulgada durante a Comic Con de San Diego, em julho.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Collider
Tradução: Mydiã Freitas / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA