Siga-nos nas redes sociais

4ª Temporada

Especulando sobre The Walking Dead: Essas pinturas eram sobre Mary de Terminus?

Publicado há

em

ATENÇÃO: Esta matéria contém spoilers do décimo quinto episódio da 4ª temporada, “Us” (Nós). Leia por sua conta e risco.

Durante a segunda metade da temporada de The Walking Dead, Carl e Michonne descobrem várias pinturas no episódio S04E11 – “Claimed” (Reivindicado) que têm sido uma fonte de interesse e especulação nos fóruns de mensagens.

Por um bom período, fãs suspeitaram que a foto acima poderia ser de Lizzie, e as pinturas poderiam ser um símbolo da jornada que o grupo faria pelo resto da temporada.

002-girrasol

Há um girassol – e muitas pessoas pensaram que talvez estavam ligadas ao aspecto de Lizzie, desde “olhe para as flores” que era uma coisa ligada a ela. Entretanto, no episódio de ontem, nós descobrimos que haviam alguns girassóis no lado de fora de Terminus (incluindo um jardim inteiro deles em frente à placa “Por favor, abaixem suas armas”. Estariam os roteiristas sugerindo que os que prestaram atenção à placa estão “olhando para as flores” e permitindo a bela distração de Terminus para roubá-los do senso comum e alinhá-los para execução?

003-cachorro

E ali há um cachorro – desenhado em perfil, então é difícil dizer se poderia ser Lucky, o cachorro de um olho só que apareceu no episódio S04E13 – “Alone” (Sozinho).

004-coelhos

Há coelhos – novamente, parecendo uma referência à história de Lizzie.

terminus-mary-pintura

A imagem no topo faz o belo argumento convincente de que não é Lizzie mas sim Mary, a mulher que acabamos de encontrar em Terminus, no episódio 15 – “Us”. O cabelo, as camadas de roupa… É bastante similar, no entanto a pintura contém a sobrancelha de Lizzie, isso pode reforçar a ideia dessas pinturas serem mais representações figurativas da viagem do que uma conexão literal entre Terminus e aquela casa.

É claro, se houvesse uma conexão entre Terminus e aquela casa – apenas brincando de advogado do Diabo, aqui – isso sugeriria a conexão entre o banho de sangue na enfermagem, Mary e possivelmente até o cachorro que distraiu Daryl, abaixando sua guarda e contribuindo para o sequestro de Beth.

Considerando que uma das mais populares teorias por aí sobre Mary e Terminus é que a carne na churrasqueira é humana – talvez até Beth – uma potencial conexão com a abdução de Beth não deveria ser deixada de lado (mesmo que eles pareçam ter pouca credibilidade).

Em qualquer evento, se essa mulher e os membros da sua comunidade saíram pra encontrar Terminus, isso poderia explicar todas as bem postadas mensagens que Rick e seu grupo estão encontrando pelo caminho, tem sido um pouco estranho que durante a temporada esses locais que mostraram poucos ou nenhum sinal de terem sidos invadidos pelos zumbis eram apenas… vazios. Se membros da comunidade local coletivamente decidiram encontrar algum lugar mais seguro por alguma razão, isso poderia explicar os elementos da comunidade e também porque os sobreviventes encontraram poucos veículos na segunda metade da temporada, exceto aqueles quebrados nas ruas ou em engarrafamentos.

Parece que há muitas coincidências pra não serem realmente importantes, há muitas similaridades para que seja apenas metafórico, mas muitos elementos e aparentemente histórias desconexas para fazer parte de um todo coerente. Se e como essas pinturas serão referenciadas na semana que vem será interessante.

O que você acha disso tudo? Quais suas expectativas para o último episódio da quarta temporada? Deixe todos os seus pensamentos nos comentários abaixo.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Comic Book
Tradução: @airotn / Staff Walking Dead Brasil

Publicidade
Comentários

EM ALTA