Siga-nos nas redes sociais

5ª Temporada

The Walking Dead 5ª Temporada: Perguntas e Respostas com Tyler James Williams (Noah)

Publicado há

em

Tyler James Williams, que interpreta o Noah na série The Walking Dead, fala sobre como ele “previu” a morte do seu personagem e compartilha seu plano brilhante para se esconder dos walkers.

P: Quanto tempo você descobriu antecipadamente o que aconteceria com Noah?

Tyler James Williams: Você tem que lidar com a paranoia com que todos têm que lidar e isso pode acontecer a qualquer momento. Eu tinha uma sensação, por mais que eu ame esse personagem, de que ele teria que ir. Eu previ antes de Scott Gimple anunciar para todos.

P: Muito aconteceu com Noah em poucos episódios – ajudar Beth, encontrar sua família e morrer – o que foi mais difícil de gravar?

Tyler James Williams: Eu tenho que dizer que a morte do Tyreese [no nono episódio da quinta temporada] foi o mais difícil, porque tinha tanta coisa acontecendo, rapidamente. No início do episódio, Noah está incrivelmente esperançoso de que voltará para sua família. Seu objetivo é encontrar seu pessoal e deixar o grupo de Rick, e é isso, mas então ele tem esse colapso devastador. O lugar em que eles moravam foi pilhado, ele vê sua mãe morta deitada lá e – antes mesmo de passar totalmente pelo luto – uma das pessoas que o protegiam possivelmente está morrendo, depois de eles terem perdido uma pessoa há duas semanas. Havia muitas coisas acontecendo com ele naquele episódio que ele só conseguiu processar depois.

P: Você pode falar mais sobre a cena em que Noah descobriu que tinha perdido sua família e sua comunidade? Foi uma cena difícil de gravar?

Tyler James Williams: Eu acho que foi como aceitar essa ideia de desesperança. É difícil gravar esse tipo de série sobre coisas que provavelmente nunca acontecerão com nenhum de nós – felizmente – e tentar entender isso ou as pessoas que perderam toda a família delas numa queda de avião, por exemplo. Era com isso que eu estava tentando me conectar.

the-walking-dead-spend-001

P: E quanto aos seus irmãos gêmeos? A ideia de walkers idênticos te assustou?

Tyler James Williams: Eu achei muito interessante. Você tem que ficar de olho nos dois. [Risos] O que a série faz brilhantemente é encontrar mais maneiras de mostrar o quanto esse mundo é bagunçado. Aqui você tem um rapaz cuja família inteira morreu e um de seus irmãos se transformou em zumbi e devorou o próprio irmão. Quer dizer, fala sério!

P: Suas primeiras cenas foram com Emily Kinney. Te afetou pessoalmente quando a personagem dela morreu? Ela te deixou algum conselho?

Tyler James Williams: Sempre que alguém chega a essa família, a pessoa é imediatamente bem vinda. No entanto, isso provavelmente significa que outra pessoa partirá. Não previmos que isso aconteceria com a Beth. E eu, especificamente, pensei, “Me desculpe. Eu acabei de entrar na série. É culpa minha.” [Risos] Na minha morte, foi apenas algo do tipo, “correu bem”.

P: Muitos fãs tinham suas teorias sobre quem era o seu personagem. Qual dessas teorias foi a mais louca? Qual foi a sua favorita?

Tyler James Williams: A minha favorita é uma teoria em que eu também acredito. No primeiro episódio do Noah, ele diz que está procurando seu tio e nós tivemos Morgan seguindo o grupo durante toda essa temporada. Até o dia de hoje, a ideia de que Morgan aparecerá em algum ponto e que nós descobriremos que ele é o tio do Noah ainda é minha teoria. Ei, nunca se sabe! Ninguém nunca me deu uma resposta direta sobre isso! [Risos] Outra teoria louca era a de que eu era o filho da Michonne. Essa linha do tempo não faz sentido, no entanto. Algumas pessoas pensaram que eu era o Heath dos quadrinhos e outra teoria era a de que eu era um colhedor da morte.

P: Essa é bem metafórica!

Tyler James Williams: É, eu desempenharia a função de ceifador e todos aqueles de quem eu me aproximasse morreriam – e isso foi o que continuou acontecendo por um tempo.

the-walking-dead-spend-002

P: Conhecemos Noah no hospital e agora ele está na Zona Segura de Alexandria. Na sua opinião, qual seria o melhor lugar para se esconder de walkers e construir uma comunidade?

Tyler James Williams: Quando eu me apaixonei por essa série, também me tornei uma pessoa que se prepara para o apocalipse zumbi e o meu lance sempre foi unidades de armazenamento. Você terá muitos suprimentos nas unidades e pode trancá-las e estar relativamente seguro.

P: Quão estranho foi gravar a cena da festa no décimo terceiro episódio dessa temporada? Pareceu normal demais?

Tyler James Williams: Essa foi uma das cenas mais divertidas que eu gravei porque nós pudemos interpretar esse contraste com todos. Nós éramos como animais nervosos e danificados, mas a cobertura que eles tiveram de todos nós juntos foi interessante. Foi estranho ter conversas normais, mas nós nos divertimos com isso.

P: Qual foi a lição que você aprendeu com a série?

Tyler James Williams: Toda a experiência foi uma experiência de aprendizado. Eu disse isso antes – e todos pensaram que eu tinha dito isso porque estava na série – mas agora que não estou mais nela posso dizer isso: Ninguém é como o Andrew Lincoln. Ele nos faz sentir como se aquilo realmente estivesse acontecendo, que daremos tudo de nós e que estamos seguindo esse líder destemido. Eu carregarei isso pelo resto da minha carreira.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: AMC
Tradução: Lalah / Staff Walking Dead Brasil

Publicidade
Comentários

EM ALTA