Sobre o Autor

Vinícius Castro

Vinícius Castro

Praticamente a versão real de Brick Heck, Sam Weir e Adam Goldberg. Aliás, sou terrível com auto-apresentação.

Artigos Relacionados

  • Filipe D’Olive

    Para mim o melhor ep foi JSS, muitos acharam apelação a Carol matar vários wolves, mas a mesma estava camuflada, ela não saiu matando geral como ‘Carol’ e sim como uma wolve disfarçada, isso q é bom na Carol, os disfarces. Mesma coisa no Terminus, ela se camuflou e foi matando pelas beradas. Único erro nessa temporada foi a suposta morte do Glenn, mtus erros, por mim deveria mata-lo ali ou então n fazer essa cena, deixava o Nicolas se matar e pronto. Tomara q no 9° ep mudem algumas coisas relacionadas aos acontecimentos da HQ, gostaria q um dos Anderson sobrevive-se, Jessie e Ron tem potencial para se tornarem ótimos personagens futuramente na minha opinião, se Jessie ou Ron sobreviver, gostaria de ver a cena de uma suposta tentativa de suicídio, como aconteceu com a Maggie na HQ e achei q aconteceria com a Sasha na serie.

  • Gabriel Santos

    Sem sombras de dúvidas, JSS foi ‘O EPISÓDIO’ que todos queriam e digno de The Walking Dead, que nos trouxe um clímax incrível. Abaixo os pontos que merecem ser destacados sobre o episódio:

    – O Episódio conseguiu ser (literalmente) tenso e aterrorizante, e teve o foco no fator surpresa, o que foi ótimo. (OBS:: eu admito que levei um enorme susto quando aquele primeiro Lobo apareceu).

    – Tivemos um massacre, tanto pra Alexandria, quanto para os Lobos, e muito (MUITO) gore. É incrível ver como a série consegue subir de nível em fazer os telespectadores ficarem de boca aberta.

    – Com certeza os Lobos foram os “melhores” inimigos que tivemos desde o Governador, eles causaram mais problemas que os dois últimos grupos de sobreviventes que o “Team Rick” enfrentou.

    – Mesmo com ação desenfreada, JSS conseguiu desenvolver seus personagens em meio ao caos que se desenrolava em Alexandria, assim como andou abrindo terreno para futuros eventos.

    – É incrível ver como L.James e Melissa McBride conseguem trabalhar muito bem juntos.

    – E a Rainha do fogo retorna! Tivemos novamente como destaque a personagem Carol, que vem nos surpreendendo desde sempre. Ela simplesmente eliminou as duas últimas grandes ameaças do grupo, e se torna cada vez mais amada por muitos. A evolução dela foi, com certeza, a maior da série.

    – Diga-se de passagem, a atuação de Melissa McBride é digna de um Emmy.

    – Finalmente tivemos Jessie matando alguém pela primeira vez, e aquilo foi bastante brutal. Ali vimos alguém que realmente merece destaque, além de uma mãe que protege seus filhos com garras e…tesouras!?

    Enfim, esses são alguns pontos que merecem ser destacados sobre o melhor episódio da sexta temporada. Hahahaha…

  • Alice ResidentEvil

    2 – JSS

    Gostei de todos, mas o 2 é o meu favorito!

  • Filipe D’Olive

    Vdd, o episódio foi mtu tenso. A parte q o lobo corre atrás do Ron com o facão… caraca fiquei mtu tenso.

  • Box TV

    Só que com cenas clichês e irrealistas, exageradas.

  • GFS

    Primeiro, grato Vinícius, Cauzone e toda à equipe do site walkingdeadbr.com por fazer essa enquete e trazer uma ótima matéria com dados e análises mostrando prós e contras dos episódios (lembras, Cauzone, que fiz essa sugestão, a enquete? meu pedido foi atendido, e imagino que a vós fareis uma nova enquete da 2a metade da 6a temporada e uma geral com todos os 16 episódios! Ótima matéria, Vinícius Catro, parabéns! Grato, gratíssimo aliás, e só pra não perder o trocadilho, se 1 dia vieres pra Joinville-SC, Cauzone, te pago 1 cauzone).
    Quanto aos episódios, considero o 1o da 6a temporada o melhor. Em alguns momentos parece que os episódios foram caindo de qualidade conforme seguia a temporada, mas não é bem assim: o 4o episódio desviou a sequência e teve um aspecto mais artístico, mais profundo, mais relevante sobre o que é SER HUMANO, com diversas facetas dos comportamentos humanos, é 1 episódio mais polêmico, daqueles que termina e debatemos diversas questões além dos personagens, mas dos comportamentos de nossa espécie; por isso atualmente o considero 1 dos melhores, o 2o deles. Já mudei de opinião quanto à qual episódio menos gostei e considero atualmente o 7o o menos bom, não apenas pela dificuldade de coerência que era manter o Glenn vivo depois da queda (ele caiu de costas, com o Nicolas em cima dele, mas não caiu em cima daquelas dezenas de mortos aglomerados e famintos, nem ficou muito tempo caído até se recuperar da dolorosa queda, que inclusive poderia ter lhe causado fraturas, ou mesmo a morte já na queda; eram muitas possibilidades…), mas também que ele simplesmente caiu com o Nicolas em cima dele e todos os mortos foram apenas no corpo do Nicolas todo o tempo que ele ficou caído; seria muito mais aceitável que ele escapasse por baixo da caixa de lixo se a Enid aparece justo naquela hora e consegue distrair e dispersar os mortos, ou ao menos parte deles, não ele passar à noite toda embaixo da caixa de lixo e os zumbis não pegarem 1 pedacinho dele, 1 arranhão sequer!
    O episódio 8 foi considerado por muitos o pior pela decepção, isso é compreensível: os episódios de final da 1a metade de cada temporada em sua maioria costumam ter mortes de personagens, digamos, mais importantes, conflitos e pendências resolvidas deixando em aberto o 1o episódio da 2a metade da temporada em vigor; por isso muitos se sentiram decepcionados por não acontecer o que esperávamos (eu inicialmente também), no entanto ficou mais verossímil a invasão zumbi durar mais de 1 episódio, ainda que todas as mortes dos personagens por causa da invasão zumbi só ocorram no próximo, pois essa invasão e batalha merece bastante tempo e desenvolvimento (se durar até o 6.10 não será exagero). Esperávamos, muitos de nós, algumas coisas especificamente no 6.8, aconteceram (por enquanto) outras – mas quem diz que não é bom ser surpreendido em TWD? por que deve acontecer exatamente o que esperamos, até onde há graça em episódios previsíveis?
    Para finalizar, já mudei de opinião quanto à qual considerava o melhor e o pior episódio da 6a temporada, e espero que depois de refletir, assistir novamente os episódios passados e também os próximos, eu, nós também mudemos de opinião sobre os próximos que virão, não ficando apenas com a 1a impressão; com uma análise superficial de cada episódio de TWD. Vida em morte longa aos zumbis!

  • Camila

    Na minha opinião, os quatro primeiros episódios foram muito bons e depois a qualidade foi caindo um pouco.

    JSS foi meu favorito. Eu até já disse isso antes, mas vou repetir por que eu acho muito irracional ficarem repetindo: “o ep foi absurdo por que Carol não conseguiria matar tantos lobos”. Não conseguiria por que? Ela estava disfarçada e ao contrário dos lobos ela tinha armas. Se você for treinado para atirar (coisa que ela é), fica muito fácil matar com uma arma, de longe, gente que está desarmada, por que eles nem terão a chance de tentar revidar. E eles não tentaram atacá-la antes, por que pensaram que ela era um deles. Então não é absurdo.
    Absurdo é achar que só por que ela é uma mulher ou por que tem 50 anos não dá conta se quer de mirar e puxar um gatilho. Vocês não tem nem ao menos uma mãe ou tia nessa idade para comparar? Sério gente, que pensamento é esse que uma mulher que acabou de fazer 50 tem que ser uma completa inútil? Minha mãe é mais velha que isso e penso eu que, caso treinada, ela conseguiria muito bem atirar de longe em pessoas que não estão tentando matá-la. Absurdo é um cara, mesmo que treinado, bater em CINCO de uma só vez (coisa que aconteceu nesse mesmo ep, mas aprece que ninguém se importou, afinal quem fez isso, apesar de ter a mesma idade, foi um homem e que não tem cabelos brancos). E ela não matou todos eles, só o vacilão do Morgan deixou cinco fugirem e capturou mais um, Rosita e Aaron também mataram alguns, até Jessie e Spencer, que eu achei que seriam inúteis mataram lobos.

    Para mim, a falsa morte do Glenn foi o pior da temporada. Isso sim ficou forçado, por que era impossível o Nicholas cobrir TODO o corpo dele, sem deixar uma beiradinha para ser mordida. Além de que, quando ele estava entrando para debaixo da lixeira, vários zumbis estavam arranhando ele. Bom, se arranhões matam tanto quanto uma mordida, ele deveria estar morrendo, coisa que não aconteceu. E para piorar, os zumbis simplesmente se dispersaram sem motivo, coisa que não aconteceria tendo comida fresquinha (Glenn) tão próxima à eles.

    Fiquei um pouco decepcionada com a mid-season. Tanta coisa emocionante poderia ter acontecido, mas resolveram deixar tudo para a volta da temporada, se esquecendo que o ep 8, em tese, deveria ser algo mais emocionante. Também senti falta de trabalhar melhor a reação das pessoas ao se verem cercadas por zumbis, sem saída. Não senti claustrofobia, ou medo por acabar a comida e todos morrerem de fome ou desespero pela possibilidade dos zumbis invadirem.

  • Maitê

    O meu episódio favorito foi o 6×1, contudo tentarei seguir uma linha diferente dos demais “colegas”. Toda série tem seus altos e baixos. Há episódios que você pode assistir Nx e nunca se cansar. E há outros que simplesmente te consomem de frustração. A meu ver TWD está no fio da navalha. Há ótimos personagens, por exemplo do grupo de Alexandria, que poderiam ter um excelente desenvolvimento narrativo, como um pequeno exemplo, Aaron, Jessie, Ron e Heath… quem sabe talvez no próximo episódio eles já eram, isto é não disseram a que vieram na série! Sempre vi melhor potencial no Lobo Alfa considerando que ele dominou a cena no primeiro encontro com Morgan… Mas o pior mesmo é colocar no banco de reservas Carl, Michonne, Sasha e Abraham. Que desenvolvimento raso!!! Tirando um ou outro episódio suas participações foram típicas de meros figurantes. E Daryl, o que a AMC pretende fazer com aquele que foi um dia um o “xuxuzinho” da série. Reduzido a apenas a amassar as bolas sobre aquela moto, ops!, nem isso ele tem agora! Vida longa a TWD, mas precisa melhorar, porque o mundo do entretenimento segue em frente.

  • CJ

    Pra mim o melhor episódio foi ”Thank You”, foi excelente e seria perfeito se Glenn tivesse morrido, e abriría uma grande questão sobre quem seria ”Lucificado” na Finale, mas deu no que deu.
    JSS foi muito bom também, completamente brutal e insano, gostaria de ver mais dos Wolves que foram o grupo mais insano que apareceu na série, e o mais mal aproveitado também…
    A primeira metade foi regular, começou com 4 excelentes episódios, mas foi decaindo e encerrou com um bom episódio, mas não o suficiente para compensar os fracos ”Now” e ”Always Accountable”, esse ultimo foi sem duvidas o mais fraco, parece que fizeram com preguiça, na cena do braço sendo amputado foi o mais bosta dessa temporada, um zumbi carbonizado preso em uma pedra morde um cara que é de um grupo completamente organizado e treinado, de forma cauculada por Daryl que mexeu em um arbusto, era melhor fazer o cara ser atacado por 2 zumbis e um morderia o braço dele, episódio fraco, Norman Reedus vem protagonizando os piores episódios das ultimas 3 temporada, ”Still”, ”Consumed” e ”Always Accountable” são episódios medíocres e todos com foco no Daryl mostrando que o mesmo é o caipira de bom coração, ta repetitivo já…

  • Cauzone

    Também gostaria que um dos Anderson ficasse vivo, Filipe! Creio que infelizmente a Jessie roda (para honrar o momento fatídico para o desenvolvimento do Rick), mas não vejo motivos para matarem o Ron naquela cena (a não ser que aquele evento com o Carl ocorra como algumas teorias apontam, né?).

    Gosto muito da atuação do Austin Abrams, e acho que ele poderia se tornar um grande personagem ali dentro do grupo: o garoto inexperiente, covarde, que vai ter que procurar seu limite para a sobrevivência. Isso sem contar que poderiam elevar novamente o triângulo Carl/Enid/Ron para o nível Rick/Lori/Shane que, acredito eu, seria uma ótima maneira de mostrar o contraste pai e filho da família Grimes.

  • Cauzone

    MUITÍSSIMO OBRIGADO, AMIGO! Elaborei o post logo após o seu pedido, pois imaginei que era uma ótima maneira de debatermos essa primeira (e tão polêmica) primeira parte da sexta temporada. Espero ter chegado a tempo, e admito que realmente adorei o trocadilho… e seria uma honra experimentar o tal “cauzone” HAHAHAHAHAHAH! Muito bom, sério!

    Vou ser sincero e dizer que não havia me encantado muito com a premiere da sexta temporada na primeira vez que vi. No caso, achei boa, mas não TUDO que eu esperava! Antes de realizar o post, então, eu re-assisti todos os oito episódios, e aquilo é realmente um espetáculo visual – tanto no roteiro, direção, ou atuações: fenomenal! Acho o solo do Morgan MAGNÍFICO, principalmente com toda a metáfora por trás daquela historinha inventada pelo humilde Scott Gimple…

    Se eu pudesse apostar em um “menos favorito”, eu apostaria no “Always Accountable”! Não tenho birrinha contra o Daryl Dixon, muito pelo contrário, adoro o personagem… E realmente acho que ele merecia um melhor desenvolvimento ali dentro! Acho o roteiro bem escrito, mas aquela direção me deixa aflito, cheio de agonia, e sinto um ar de amadorismo em certos momentos.

    A mid-season finale é um caso em particular, porque eu realmente havia gostado desde o dia em que lançou. O grande problema, como apontastes na análise, é que o público esperava um choque maior, e acabaram levando uma rasteira da história em si… Foi errado prometerem que seria “um banho de sangue”? Claro… Mas isso não justifica um episódio muito bem escrito/dirigido/interpretado ser esculachado pelo público.

    Espero ter a chance de poder dividir muitas opiniões ainda aqui no site, e pode esperar uma enquete quando a segunda parte da sexta temporada chegar. Vida e morte longa aos zumbis 🙂 E mais uma vez, muito obrigado!

  • Filipe D’Olive

    Também não vejo motivos da morte do Ron (se ele não atirar no Carl), e é bom ver mais adolescentes sem ser o Carl mais tempo na serie. Eu não gostaria de ver um triângulo igual ao do Shane, Rick e Lori, queria q Ron se entendesse com Carl, entendesse oq tem q ser feito no mundo de agora e se ele sobreviver até o enredo os sussurradores, quem sabe voltar com a Enid, já q Carl ficará com a Lydia (se seguir a HQ)

  • Cauzone

    Ótimo ponto de vista, Camila, principalmente em relação aos comentários que lotaram a internet sobre a Carol! Frisastes muito bem ao lembrar que Jessie, Maggie, Rosita, Aaron e cia. também estavam ajudando 🙂

    Muito obrigado pelo comentário.

  • O Governador

    1 – HERE’S NOT HERE: O melhor da temporada. Mesmo sendo um clichê dos anos 80/90 essa coisa do mestre pacifista e tal, a jornada do Morgan foi muito bem contextualizada. Eastman foi um dos melhores secundários de The Walking Dead. Lennie James deu um show. É um curta isolado, junto com The Grove um dos episódios mais profundos de toda a série.

    2 – JSS: Foram legais as cenas de porradaria e o massacre dos Lobos. Eles também acertaram a mão fazendo o contraponto Carol e Morgan. A única falha do episódio é que só morreram figurantes, o que deixou o ataque muito menos poderoso.

    3 – FIRST TIME AGAIN: No inicio não gostei do preto e branco, continuo achando desnecessário, mas até que deu beleza para a série. O ritmo inteiro do episódio é bem bacana e funciona como premiere. (Adoro o nome desse episódio)

    4 – THANK YOU: Era meu episódio favorito da temporada, até a morte do Glenn se revelar falsa. Caiu muito para mim por conta disso. Retirou toda a importância daquele arco com o Nicholas.

    5 – START TO FINISH: Como mid-season foi decepcionante, mas analisando separadamente é um bom episódio. Se fosse o sétimo da temporada seria perfeito. O contraponto Carol e Morgan que tinha sido muito bem explorado em JSS, foi completamente cagado aqui. A briga trapalhões veio para coroar tudo.

    6 – HEAD’S UP: A partir daqui começam os episódios ruins. Glenn escapou sem nenhum arranhão, o filho da Deanna tentou brincar de Tomb Raider, Rick e Jessie nem conversam, a grande participação da Tara na temporada é mostrar o dedo do meio para o Rick… Só valeu o diálogo entre o grupo com Morgan e a torre caindo no final.

    7 – ALWAYS ACCOUNTABLE: Esse só não ficou em último pq consegui curtir a introdução do Dwight e dos Salvadores. Claro que por ter lido a HQ. Quem nunca leu, e não fazia ideia de quem são aquelas pessoas e do que vem para o futuro, deve ter achado uma merda completa. A dupla Abraham e Sasha é uma das piores de toda a série. Sem falar na cagada de fazerem o Daryl, macaco velho de apocalipse, dar as costas para dois estranhos.

    8 – NOW: O pior episódio da temporada. Rick a porra louca correndo e gritando, atraindo os zumbis para Alexandria, Maggie entra nos esgotos e depois desiste, Deanna tem toda uma trama que indica que ela vai se matar (repetir Carol da HQ) e do nada vira guerreira, os malucos tentam roubar comida por causa de 1 dia de cerco, o filho besta da Deanna bebendo e no final ele que rouba a comida… É um horror esse episódio. Tão ruim quanto Claimed (4×11) e Still (4×12) os piores da série para mim. Era para ser o episódio de desenvolvimento de Alexandria, do arco No Way Out, mas falhou miseravelmente.

    Lembrando que é a minha opinião e a chance de você discordar é de 100% 🙂

  • Cauzone

    Ótima escolha, Maitê! Particularmente considero o episódio S06E01 uma obra prima de direção e roteiro, pois soube equilibrar de forma bastante direta o antes/depois do estado dos personagens em relação aos eventos! Creio que, levando como base os eventos dos quadrinhos que a série deve cobrir nos próximos oito episódios (+ conteúdo original), teremos um salto gigantesco de qualidade – basta dar uma conferida no pessoal responsável pelo roteiro e direção!

    Adoro o jeito como presa pelo humor nos seus comentários, e gostaria de pedir permissão para a minha primeira (tentativa) piadinha do mês! TWD está precisando de um pequeno avanço no enredo… Porém, parafraseando a recente rainha dos memes, Inês Brasil, “É como diz aquele ditado: “Vamo fazê o quê?!””

  • Cauzone

    Faço minhas as suas palavras, CJ! Como sempre, ótimo comentário…
    Seu ponto de vista sobre os episódios do Daryl foram realmente interessantes… por mais que eu considere os diretores dos respectivos episódios como os verdadeiros vilões (Vamos criar uma ação mundial para desaparecer com a desprezível cena da van em “Consumed”, e o braço decepado em “Always Accountable”). De toda forma, parabéns!

  • Cauzone

    Magnífico comentário, Gabriel…
    JSS foi com certeza um dos pontos altos desta temporada (pelo menos, até agora). Seus argumentos são realmente convincentes, e não tiro uma palavra quando lembra que a atuação da Melissa é digna de um Emmy!

  • Cauzone

    Isso é verdade, Filipe, mas temos outro personagem marcado para voltar na sétima temporada: o Mikey, interpretado pelo jovem Elijah Marcano (aquele garoto da mesa de sinuca, que apareceu nos episódios “Remember” e “Forget”). Se eles realmente eliminarem o Ron, é bem provável que o Marcano acabe com a responsabilidade de interpretar o novo MELHOR AMIGO de Carl.

    Se permitir, gostaria de indicar o episódio 07 da terceira temporada de Chicago PD, onde o Elijah Marcano interpreta um garoto com alguns transtornos ligados à pedofilia… E o carinha dá um show de interpretação nas cenas dramáticas.

  • Cauzone

    Ótima exploração de argumentos, cara! Concordo com grande parte do que disse, e creio que “Here’s not Here” sintetiza uma das mais belas mensagens que The Walking Dead já teve a chance de oferecer desde a primeira temporada… Enfim, magnífico comentário.

  • O Governador

    Here’s not Here junto com The Grove é um dos episódios mais profundos de toda a série. É um filme isolado.

  • Maitê

    Boa! Pois é, eu sou uma pessoa eufemística! Agora você é o rei das hipérboles quanto afirma “um salto gigantesco de qualidade” em TWD. Menos, Vinícius, menos. Não se esqueça, que os oito episódios restantes foram gravados pela mesma equipe, portanto, não quero ser pessimista, mas continuaremos com os altos e baixos, porque os executivos estão na famosa zona do conforto dos altos índices de audiência, portanto não se mexe no time quando se está ganhando. Certamente, teremos o primeiro episódio fenomenal, mas aí ele (Gimple e associados) continuarão não sabendo o que fazer com o Daryl, por exemplo, e enquanto isso a galera achando que a qualquer momento entra o Negan para salvar a pátria e … espero estar errada, porque afinal “herrar è umano”. Abraços.

  • Filipe D’Olive

    Tomara q ele retorne msm, o menino do nada desapareceu em TWD.

  • Cauzone

    Não é ser rei das hipérboles, Maitê, é tentar ser otimista, porque a galera responsável pelos próximos oito episódios são praticamente os mesmos que roteirizaram os quatro primeiros (+ Kirkman na season finale, como já especulam), ou como a maioria daqui dos comentários apelidaram, “os quatro bons”.

    Gosto de sonhar alto, então peço que me perdoe se os próximos oito episódios não superarem suas expectativas! Teve uma técnica bem legal que a galera usou uma vez aqui no Walking Cast do site que foi imaginar um urso no lugar do Tyreese… tente imaginar um animalzinho legal no lugar do Daryl! Ou até mesmo seu super-herói favorito, não sei! VAMOS LÁ, MAITÊ, QUERO VER VOCÊ DIZENDO QUE TÁ CONFIANTE PRA ESSE RETORNO… Não vamos nos basear só nas promos de 30 segundos que usam 15 segundos pra reproduzir cenas já vistas no episódio 08, 10 segundos para as chamadas do tipo “O NOVO MUNDO VEM COM UM PREÇO” e 5 segundos inéditos do Andrew fazendo força com o machado em meio à horda! Brincadeiras a parte, espero que eles nos peguem de surpresa. Abraços.

  • Cauzone

    De acordo com a mãe dele, nem se preocuparam em contratá-lo pra sexta temporada.

  • RickieHCA

    Acho que sou o único que realmente deve ter gostado do ”Here’s Not Here”.Eu gostei muito to estilo do episodio,e deis da 5 temporada,todas as cenas que mostrava o Morgan passava um ar passivo,um ar inocente e bom,uma coisa que é difícil sentir em um EP de TWD.Acho que os personagens que eu mais gosto na serie são os que ainda tem humanidade,como Glenn e o Morgan,mas o Glenn viveu tempo o suficiente com Rick pra saber que Você faz oque For Preciso,e dai você tem Direito de Viver.Já o Morgan tem que entender que ele não pode seguir o ”Toda vida é importante” pra sempre.Diferente de Eastman,ele não está sozinho,ele está com o Rick,se ele foi atrás dele,é porque ele esta ciente dos meios da Ricktatorship.

    Mas infelizmente por um lado,gostaria que esse episodio nunca tivesse existido.Pensem,se não tivessemos esse episodio(no qual considero um Filler),adiantaria muito mais os Eps.”Now” ia ser o EP 4,”Always Accountable” o 5,”Heads Up” o 6,o Mid-Season seria o 7,e o Ep que teremos daqui a 2 semanas na verdade seria o Mid-Season Finale,com tudo que ira acontecer teríamos visto meses atrás,e não agora.A serie iria ficar muito mais emocionante e fluente se o Premiere fosse o Finale do ano passado,e agora teríamos realmente um ar de ”Um Novo Mundo” a ser descoberto,uma nova fase de TWD.

  • Maitê

    Eu acredito em você e que TWD vai me encher de alegria para compensar a tristeza de ser uma acionista da Petrocinzas!!! Abraçooooooooos!!!!!!!!!!

  • Annie

    Sensacional!

  • Annie

    Apesar de “JSS” e “First Time Again” terem sido o ponto alto dessa temporada (claro que “Thank You” tem sua parcela, mesmo que com todo aquele exagero sobre a falsa morte do Glenn e toda aquela novela em cima), para mim, a grande surpresa foi “Here’s Not Here”. Lennie James, Melissa McBride e Andrew Lincoln sempre se superando.
    Morgan Jones teve seu retorno finalmente justificado, e de uma forma incrivel. Ele continuava do mesmo jeito (ou talvez pior) desde o ultimo encontro com Rick: arredio, furioso, desacreditado.
    Eastman foi mais que um mestre, devolveu a paz que Morgan havia perdido e ainda lhe deu um motivo para continuar.
    Foi um ep. diferenciado, especial e trouxe um novo olhar para TWD. Realmente me emocionei com a historia e com a morte de Eastman e me encantei com a Tabitha rsrs.
    De repente se algo parecido fosse feito com Daryl (nada que sequer lembre a jornada com Beth, please!) talvez o personagem volte a respirar.

  • O Governador

    😉

  • Cauzone

    Compartilho da mesma ideia sobre o episódio solo do Morgan, Annie! Parece um filme inteiro dentro de The Walking Dead, com uma mensagem que vai muito além do lema de “Toda vida é preciosa”.

    Tomara que eles aproveitem este espaço que Daryl terá na segunda parte (já dito por Gimple recentemente) para desenvolvê-lo de forma coerente… Talvez com mais cenas dramáticas e menos ação forçada.

  • Leandro Dias

    “Here’s not Here” foi um excelente episódio mas achei que ele quebrou o ritmo da série que vinha sendo frenetico nos 3 primeiros,acho que esse episódio poderia ter sido mostrado mais pra frente na temporada

  • Annie

    Eu acho que o Daryl pode mudar, deixar de ser um depressivo/marrento e se tornar um homem decidido, capaz de aprender e tomar atitudes realmente impactantes.
    Sobre o Morgan, eu detestei o rumo que deram pra ele (a briga com a Carol poderia ser diferente ao meu ver), tudo levou a um personagem super odiado. Foi de uma coisa muito bonita e bem trabalhada para um monte de tolices seguidas. Espero que isso mude, gosto demais do Morgan e gostaria que ele continuasse por mais tempo.

  • O Governador

    Os três primeiros foram mt frenéticos, acho que ele veio em boa hora para acalmar as coisas. A parte ruim foi que acabaram deixando aquele rolo do Glenn para depois.

  • Cauzone

    Concordo! A ideia por trás de tudo que foi transmitido a partir de “Here’s Not Here” foi tratada como um texto escrito por uma criança de 10 anos… Eles não souberam aprofundar o suficiente no assunto, beirando a “tolice”, como você mesmo mencionou. Eles têm a próxima parte para consertar o personagem… principalmente depois deste lance Carol/Wolves/Denise! Talvez eles mudem e tenham preparado algo melhor para ele, né? Vamos torcer!! Abraços 🙂

  • Anderson S C

    Essa temporada foi incrível. Não consigo escolher um ep pois todos pra mim foram bons e todos foram surpreendentes.

  • Fatima Rodrigues

    Único não ! Minha rua tem 1km , e a maioria dos moradores Twddianos sentiram até uma leveza , sensação de paz no episódio “here’s not here” , já que em TWD tem muitas cenas violentas . E também tem um espertinho que vende leite cru , “da Tabitha” , tem três cadelas chamadas Tabitha , não sei quantas gatas , uma porquinha , minha tartaruga foi apelidada de Tatá , porque minha sagüi se chama Tabitha , aliás , todas as cabras e até mesmo os bodes a molecada chama de ?… Ah , tem um Queijeiro mentiroso que vende queijo feito com leite de vaca , mas diz ser queijo da Tabitha … A gente comprava por amor a ela e pela brincadeira engraçada . E o queijeiro foi apelidado de “Seu Eastmam” Viu como esse episódio fez sucesso?

  • Fatima Rodrigues

    Se você não gostar do cauzone , pode dá-lo pra mim ? Eu hiberno durante os intervalos de TWD , e acordo com alguma fome…

  • Glenn Rhee

    Pra mim foi START TO FINISH e THANK YOU 🙂

  • Éverton Gazola

    Foi um dos melhores, exceto pelo excesso de “Carol” no episódio desnecessário.

  • Cauzone

    Eu compro um pra você, Fátima! E se quiser, pode pedir alguma bebida também.

  • Fatima Rodrigues

    Você gosta de viver perigosamente ? Gosta de surpresas ? Pois vou aceitar sua oferta , e para ajudar o cauzone a descer , vou pedir uma dose da Vodka Diva , mas só porque você insistiu muito , e não quero magoá_lo fazendo desfeita ! Muito obrigada.

  • Cauzone

    Então está combinado, Fatima! Estou a disposição, pode pedir quando quiser. Hahaha.

  • Fatima Rodrigues

    Tá com a burra cheia , heim..
    Demorou , ganhei um pato gordo pra depenar…


2010-2017 | Walking Dead Brasil - Sua maior e melhor fonte brasileira sobre The Walking Dead.