ATENÇÃO: Esta página contém SPOILERS.

→ Página de informações sobre o personagem Carl Grimes da História em Quadrinhos. Para informações sobre o personagem Carl da Série de TV, confira Carl Grimes (TV).

Carl Grimes é personagem da série de quadrinhos criada por Robert Kirkman, The Walking Dead. Sua primeira aparição ocorreu na edição número 2, lançada em 2003 pela Image Comics. Filho do protagonista, a evolução do personagem mostra a visão a partir dos olhos de uma criança crescendo sob a perspectiva de um mundo em decadência após o apocalipse global.

Filho de Lori e Rick Grimes, Carl teve uma vida normal até os 07 anos de idade. Quando o apocalipse começou, foi salvo por Shane, e levado juntamente com sua mãe para uma área segura em Atlanta, na Geórgia. No meio de inúmeros desafios, o garoto teve que lidar com a morte da familia/grupo frente a frente, fazendo com que se tornasse, aos poucos, uma criança confiante e extremamente forte.

PERFIL DO PERSONAGEM:

Nome: Carl Grimes
Status: Vivo
Sexo: Masculino
Idade: 07 anos (Edição 2) | 13 anos (Edição 137)
Ocupação: Estudante (Pré-Apocalipse)
Família: Lori Grimes (mãe, falecida) | Rick Grimes (pai) | Judith Grimes (irmã, falecida) | Sophia (ex-namorada)
Primeira Aparição: Edição 2
Última Aparição:
Interpretado na Série de TV por: Chandler Riggs

RESUMO DA JORNADA DE CARL GRIMES:

A VIDA PRÉ-APOCALÍPTICA 

Pré-Apocalipse Lifes Nunca foi muito informado sobre a vida pré-apocalipse de Carl Grimes. Sabe-se que o garoto morava com os pais, Lori e Rick Grimes em Cynthiana, Kentucky, e era estudante primário. Ainda antes do apocalipse iniciar, o pai de Carl fora baleado em uma ação policial, entrando em coma.

O INÍCIO DA EPIDEMIA – DIAS PASSADOS

Quando a doença começou a se alastrar, Carl e sua mãe Lori, foram salvos pelo melhor amigo de seu pai, Shane – que fez aquilo que, pensava ele, teria sido o que Rick pediria. Buscando refúgio na casa dos seus avós, Carl, Lori e Shane descobriram que os mortos haviam tomado Atlanta. Entretanto, acabaram se juntando a um acampamento de sobreviventes, em uma região mais retirada da cidade grande.

No acampamento, Carl passou a se comportar normalmente, tentando superar a morte do pai, formando um laço forte de amizade com a menina Sophia. Certo dia, um membro do grupo – Glenn, voltou com Rick Grimes vivo. Emocionado e surpreso, correu em direção do pai, e passou a ficar ao lado dele a toda hora.

Com o passar dos dias, Carl aprendeu a usar uma arma. Certa noite, um grande ataque abalou o acampamento, causando a morte de vários membros (inclusive uma amiga de Carl, Amy) – foi a primeira vez que Carl matou um morto-vivo.

Após o relacionamento de Shane e Rick se tornar extremamente brutal – devido à paixão obsessiva do homem pela mulher do melhor amigo -, Carl não hesitou em matar Shane – quando este estava prestes a atirar em seu pai.

Após isso, sua família e o grupo seguiram para a estrada novamente.

CAMINHOS TRILHADOS

Durante uma caçada – após eventos trágicos ocorridos em um condomínio onde o grupo se instalou -, Carl foi acidentalmente baleado por um homem chamado Otis.

Gravemente ferido e inconsciente, foi levado até a fazenda da família Greene. No local, teve o ferimento tratado pelo proprietário do local, Hershel Greene. Após ficar um longo tempo desacordado, Carl acordou, recuperando-se muito bem. Ainda, fora a primeira vez que Sophia mostrou algum interesse romântico pelo garoto.

Após serem expulsos da fazenda por alguns atos conturbados cometidos pelo grupo, voltaram para a estrada, e encontraram uma prisão, onde viram uma oportunidade de recomeçarem as vidas.

SEGURANÇA ATRÁS DAS GRADES | DESEJOS CARNAIS | A MELHOR DEFESA | VIDA DE AGONIA 

Quando chegaram na prisão, Lori ordenou que Carl se comportasse sob os cuidados de Chris e Julie. Neste ponto, Sophia pediu o garoto em namoro, que recusou o pedido inicialmente, mas mudou de ideia no final, deixando a garota pegar na sua mão, e chamá-lo de namorado.

Após alguns conturbados eventos envolvendo alguns prisioneiros, Carl acabou se sentindo confortável na prisão, devido ao forte senso de líder do pai. Mesmo após um ataque de loucura, e uma briga do líder com Tyreese, Carl não mostrou algum tipo de medo em relação ao estado do pai, dizendo que este sempre soube sobreviver.

Quando Rick partiu em uma missão atrás de um helicóptero que havia caído, Lori indagou o filho sobre o que este estava sentindo, e este respondeu que não estava com medo ou sequer preocupado. Quando a relação entre Carol e Lori chega a um ponto crítico, a mãe o proíbe de brincar com Sophia.

No momento em que Carl descobriu o que havia se passado com seu pai em Woodbury, mostrou-se um pouco preocupado em relação a estabilidade da família. Tyreese o confortou, revelando que todos os atos de Rick são feitos apenas para buscar o bem estar e segurança do grupo inteiro.

Poucos dias depois, Lori deu a luz à Judith. Carl ficou extremamente feliz com o nascimento da irmã, e a considerou “sortuda” por nascer na família Grimes. Neste ponto, a mãe contou a Rick o quão feliz estava com a independência do filho. Após a morte de Carol, consolou a amiga Sophia.

NASCIDOS PARA SOFRER

Quando o Governador e a tropa de Woodbury atacou a prisão, Carl ficou refugiado juntamente com sua mãe e irmã em uma ala mais segura da prisão.

No momento em que Rick encontrou a hora certa para fugir, Carl correu juntamente com sua familia em meio ao tiroteio. No entanto, sua mãe foi brutalmente atingida por um tiro nas costas, morrendo instantaneamente, e também matando a irmã do menino com o impacto ao chão.

Quando já estavam refugiados, Rick e Carl tiveram tempo de dar adeus ao trágico evento que ocorrera anteriormente, e buscaram um jeito de recomeçar.

AQUI PERMANECEMOS

DEPOISEnquanto andavam, após a queda da prisão, Rick e Carl foram atacados por dois zumbis. Após o ataque, se refugiaram em uma casa vazia, e ficaram lá por um tempo. Quando saiu pra rua em busca de suprimentos, o garoto notou que já conseguia se defender sozinho, e ao voltar pra casa, exclamou isso ao pai – desacordado em um sofá -, culpando-o pelas mortes de sua mãe e Judith.

Após ter achado que o pai havia morrido, Carl provou que estava enganado, e que precisava do mesmo para sobreviver e continuar.

Com o passar dos dias, os dois acabaram se reunindo com os sobreviventes do ataque a prisão: Michonne, Glenn, Maggie, Sophia, Dale e Andrea.

Certo dia, Carl acordou com um tiro, e acabou vendo novos sobreviventes: Abraham, Eugene e Rosita Espinosa. Com a promessa de encontrar a cura para a epidemia zumbi, o novo grupo convidou os sobreviventes para seguirem até Washington. E assim foi feito.

O QUE NOS TORNAMOS 

Na jornada, Rick achou que o melhor a ser feito era voltar até Kentucky em busca de armas, e acabou por fazer isso, levando Abraham e Carl junto.

No meio do caminho, foram abordados por um grupo de bandidos, que tentaram estuprar Carl – resultando em um Rick enfurecido, que literalmente rasgou a garganta de um dos Marauders à mordidas. Após tal evento, acabaram por discutir sobre humanidade e o que haviam se tornado.

Quando voltaram para a cidade-natal, acabaram por trazer Morgan junto. Tendo perdido o filho Duane de forma brutal, o homem passou a criar um laço forte de afeição por Carl.

Sendo o braço direito do seu pai, Abraham e Carl viraram bons amigos, sendo que o sargento carregou o garoto nos ombros em grande parte do percurso.

Quando Ben revelou-se um psicopata e matou o irmão Billy, Carl não hesitou e matou o garoto. Tal acontecimento o deixou extremamente abalado, chorando muito na noite após o evento. Após ouvir sobre os acontecimentos trágicos com um grupo canibal, revelou o que havia feito com o garotinho.

CERCADOS PELOS VIVOS | INDO LONGE DEMAIS

Continuando com o caminho para Washington, Carl sempre mostrou-se hesitante em relação ao que havia feito com um dos irmãos gêmeos. Quando os dois abriram o jogo para falar sobre o assunto, o filho contou que apenas estava seguindo os atos do pai. Com isso, Rick explicou que de vez em quando, até pessoas boas precisam fazer coisas boas.

A explicação de Rick ainda lembrou o garoto de que cometer tais atos não pode se tornar algo “normal”, pois isso acabaria tornando-o alguém ruim. Carl explicou que sempre se sentirá culpado, e de que vive chorando pelo que fez com o amigo. Naquela noite, após os grandes desabafos, pai e filho choram em um momento íntimo familiar.

Após o grupo ter chegado a um novo local – a Zona Segura de Alexandria -, Carl sentiu-se extremamente feliz com o que a comunidade oferecia, mas de qualquer forma não conseguiu se ajustar com a vida da antiga/nova sociedade.

Em tal ponto, Carl se desentendeu com as outras crianças de Alexandria, e chegou a desabafar com Rick que nunca conseguiria se adaptar no local, ou sequer fazer algum novo amigo.

Durante uma “falsa festividade” para Halloween, Carl novamente mostrou-se desinteressado sobre o assunto, falando que tudo ali era falso demais, e que nada os preparava sobre o mundo fora dos muros, tornando-os fracos.

SEM SAÍDA | REDESCOBERTAS | UM MUNDO MAIOR

Sem saídaQuando uma grande horda de zumbis atacou Alexandria – causando a baixa de inúmeros membros do grande grupo de sobreviventes, o líder da comunidade, Douglas Monroe, acabou atirando acidentalmente no olho direito de Carl, deixando-o entre a vida e a morte. Desesperado, Rick levou o filho para os cuidados médicos, implorando para salvarem logo a vida do garoto.

Após muitos dias em coma, Carl finalmente acordou, mas o acidente acabou deixando marcas, como a perda de grande parte de suas memórias – que o fizeram até mesmo acreditar que Lori ainda estava viva. Após Rick ser forte e contar a verdade para o filho, este mostrou-se um pouco triste em relação ao que ouviu, e tornou-se ainda mais frio para com todos ao seu redor.

Carl, juntamente com Michonne, Rick, Glenn e Andrea são levados para a colônia de Hilltop por Jesus, um misterioso homem que aparecera em Alexandria, promovendo um trato entre as duas comunidades. No local, o grupo descobriu que o garoto fora escondido, e Rick alertou o filho sobre os riscos que correu indo com os mesmos até lá.

Na comunidade, Carl e o resto do grupo foram apresentados ao líder, Gregory, que falou sobre a colônia, e sobre o seu sistema. No entanto, uma breve tragédia ocorreu no local, quando um dos moradores chegou avisando sobre a ameaça dos Salvadores, um grupo inimigo. No exato momento, Carl não hesitou, afirmando que não haveria o que temer, pois são fortes e poderiam acabar com os mesmos.

O acordo entre as duas comunidades foi fechado.

ALGO A TEMER | O QUE VEM A SEGUIR | MARCHA PARA A GUERRA

Enquanto voltavam para a Zona Segura, Carl viu os companheiros de grupo acabarem brutalmente com parte dos Salvadores. Rick mandou um dos membros do grupo entregar a mensagem de que Hilltop não precisava mais do acordo com os Salvadores.

Ao voltar pra Alexandria, Carl aproveitou para descansar e tentar entender tudo que acabava de ter visto. Na manhã seguinte, encontrou Andrea e Rick na mesma cama. O pai tentou então explicar para o filho sobre o que estava acontecendo, e Carl não hesitou ao dizer que já sabia o que precisava sobre sexo. No entanto, a conversa foi cortada por um barulho de tiros: os Salvadores atacaram Alexandria, e Abraham estava morto.

No funeral do sargento, o líder decidiu que deveriam buscar refúgio no Alto do Morro. No caminho, Glenn, Maggie, Michonne, Sophia, Heath e Carl foram abortados pelos Salvadores, e pelo líder do grupo, Negan. Em meio a lágrimas, o garoto assistiu juntamente ao grupo enquanto Glenn tinha a cabeça esmagada por um taco de baseball envolto a arame farpado.

Em pânico graças ao acontecimento, Maggie começou a bater em Rick. Carl, por sua vez, apontou a arma para a cabeça de Maggie, afirmando que atiraria caso ela continuasse com o tal ato. Para impedir, Sophia arrancou a arma das mãos de Carl. Com isso, seguiram para Hilltop.

Após deixar Sophia na comunidade com um doloroso adeus, Carl voltou para Alexandria com seu pai e o resto do grupo. Na Zona Segura, concorda com Andrea de que deveriam estar prontos para lutarem quando for preciso.

Quando os Salvadores apareceram para coletarem suprimentos na comunidade, Carl aproveitou para confrontar Negan, afirmando que eram perigosos, e de que o homem deveria temer o seu grupo. Quando eles partiram, Carl se escondeu em um dos caminhões, e seguiu o vilão, com planos de matá-lo.

Ao revelar que estava infiltrado no grupo o tempo todo, Negan pensou em uma forma de punição para o garoto. No entanto, quando desesperadamente Rick foi buscar o filho, o líder dos Salvadores revelou que Carl estava sã e salvo.

Quando voltaram para Alexandria, Carl ajudou Michonne a se livrar de alguns mortos que ameaçavam a comunidade fora dos muros.

Após tais eventos, Rick informou a Rick sobre uma outra comunidade, conhecida como “O Reino”, liderado por um homem chamado Ezekiel. Pai e filho então, juntamente a uma pequena porcentagem do grupo, partiram até o local.

Quando Negan atacou e feriu Rick, Carl atirou contra o homem, acertando apenas o taco de baseball, Lucille. O homem então, furioso, ordenou que o garoto saísse dali, ou mataria todos aqueles que estavam ali.

GUERRA TOTAL – PARTE 1 | GUERRA TOTAL – PARTE 2

all out war1Carl falou com Rick sobre o que acabara de acontecer. Este diz que o outro fez certo, mas o filho sente que agiu errado dando aquele tiro. Foi aí então, que decidiram atacar o lar dos Salvadores, o Santuário, para o começo da guerra. O líder começou a checar tudo que era necessário e mais tarde, se despediu de Carl,  prometendo voltar o mais rápido possível.

Quando parte do grupo voltou para Alexandria, Carl ficou extremamente chocado ao não enxergar o pai com eles. Em seguida, recebeu a informação por Michonne de que o plano estava correndo como o planejado inicialmente.

Mais tarde, Rick retornou à Alexandria, alegando que tudo poderia ter sido resolvido. Fora do planejado, o grupo do policial fora bombardeado e atacado novamente pelo grupo de Negan, que acabou por destruir imensa parte da estrutura da Zona de Segurança.

Após o ocorrido, todos seguiram em direção ao Alto do Morro.

Quando fora menos esperado, Negan apareceu na frente dos portões da comunidade e mandou Rick se render. Negando tal pedido, a batalha reiniciou ali mesmo. Perdas chocantes vieram dos dois lados, sendo grande parte graças às armas banhadas em sangue contaminado de zumbis.

Acreditando que Rick estava aparentemente morto, Negan deu-se como vencedor. E em uma bolada estratégica, o policial apareceu são e salvo, e tentou convencer o líder do grupo inimigo através de um discurso bastante impulsivo. Paralisado, Rick corta o pescoço do outro, e diz que a batalha acabou. Sem se esperar, o dono da Lucille quebra a perna do Grimes, e um tiroteio novamente acontece. Após a calma ao acontecimento – e Negan ser parado por Maggie,  Dwight assumiu o controle da situação dos Salvadores, e Rick decidiu por não matar Negan.

Visando a humanidade, e a volta aos eixos na escala social, Rick decidiu por prender Negan, e não matá-lo. De acordo com o policial, aquele gesto não era uma mudança apenas para o grupo, mas para a humanidade.

Inconformado, Carl foi até o corpo de Negan e se preparou para atirar neste e matá-lo de vez. Rick acabou convencendo o filho do contrário. Mesmo contra sua vontade, aceitou aquilo que o pai havia dito.

UM NOVO COMEÇO 

Dois anos após os acontecimentos, Carl aparece com um novo visual, agora com 13 anos, e com uma grande vontade de ser aprendiz para trabalhar em Hilltop. Após pensar muito, Rick aceitou o pedido de filho, e autorizou a ida do mesmo até o local. Com Alexandria prosperando juntamente às outras comunidades, a vida parecia estar novamente estabilizada.

Naquela noite, Carl desce até o porão, e tem uma conversa com Negan, que está aprisionado. Ele revela ao antigo líder dos Salvadores sobre uma pequena experiência íntima com uma garota – Anna – da comunidade, e que ainda sente vontade de matá-lo.

No outro dia, quando estava partindo para Hilltop, Anna deu-lhe uma carta, que mais tarde revelou-se como uma sentimental declaração de amor para o filho de Rick. O pai então mostrou-se orgulhoso sobre Carl, deixando-o até mesmo desconfortável. A conversa então foi parada por um ataque de mortos-vivos, que foi muito bem encarada pelos dois.

No entanto, ao chegar no Alto do Morro, acabou sabendo que tinha outro garoto disputando o seu cargo, fazendo-o ficar raivoso em relação ao que acabava de acontecer.

ENCONTRO COM OS SUSSURRADORES

Enquanto passava um tempo com Sophia, foram atacados por dois valentões de Hilltop, que foram atacados pelo garoto brutalmente. Tentando fazer justiça, Maggie deixou Carl preso em uma cela, próximo a outra prisioneira: Lydia. Os dois acabam tendo uma grande conversa, e acabam criando um pequeno laço de amizade. Mais tarde, a menina informou a Carl que estava presa por causa de seu grupo, que fora visto como “perigoso” pelo outro.

Quando Carl foi solto, exigiu a Maggie que soltasse a garota, que o faz. Os dois se retiram um pouco da comunidade, e começam a conversar, até onde a garota se joga por cima do pequeno Grimes. É aí onde Carl acaba tendo sua primeira relação sexual.

Após o acontecimento, ela informa que nunca havia feito sexo daquela forma. Intrigado, Carl pergunta o motivo e a garota fica calada. Com isso, ela informa que não quer voltar para o seu antigo grupo.

Quando o grupo chega para resgatar Lydia, Maggie a libera. No entanto, a forte atração que a garota fez Carl sentir, acabou levando o mesmo a deixar Hilltop, indo em busca da garota e dos Sussurradores.

VÍTIMAS MORTAS:

Esta lista mostra as vítimas que Carl Grimes matou:

• Shane
• Ben
• Muitos membros dos “Salvadores”
• Uma grande quantidade de mortos-vivos

CURIOSIDADES:

• O nome Carl vem do pai de Robert Kirkman, criador das HQs.
• Carl foi a primeira pessoa a matar alguém vivo em The Walking Dead.
• Carl é um dos únicos sobreviventes do grupo original de Atlanta (junto com Rick, Andrea e Sophia)
• Carl e Andrea foram os únicos membros do grupo a sobreviverem a um tiro na cabeçan

• O aniversário de Carl é no mês de abril.
• Um fã indagou Kirkman sobre Carl, e o criador revelou que é um personagem “divertido de escrever”
• A idade de Carl na série de TV é mais avançada. Atualmente, o Carl de Chandler Riggs possui mais ou menos 15/16 anos, enquanto o dos quadrinhos ainda tem 13.